Categorias
futebol europeu YouTube

Bundesliga e a volta do futebol: diferente, esquisito, mas ainda bom

O dia 16 de maio é histórico. Não somente por matar a saudade do futebol durante o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, mas por inaugurar uma época que ainda não tem previsão para terminar. A Bundesliga deve ditar como será o comportamento de mais de 300 pessoas (entre profissionais dos times, da estrutura do jogo e da imprensa) em um estádio fantasma.

Os primeiros jogos deste sábado evidenciaram a rigidez de protocolos, como a distância dos jogadores reservas. Todos fora de campo, exceção aos treinadores (que precisam orientar), usavam máscaras. Entrevistas pós-jogo com microfones presos a longos bastões.

A expectativa sobre as comemorações é justificável. Houve que respeitasse aglomerações na hora de vibrar. O Borussia Dortmund, em sua categórica vitória (4 a 0) no clássico com o Schalke 04, merece aplausos. Já a turma do Hertha Berlim, no placar clássico (3 a 0) sobre o Hoffenheim, mereceria vaias, caso houvesse público. Houve abraços efusivos e beijo no rosto — o brasileiro Matheus Cunha tentou evitar a euforia dos colegas, mas levou o dedo à boca (para homenagear o filho). A testagem pode justificar, contato há durante todo o jogo, gotículas voam sem parar, mas a Bundesliga é a vitrine o exemplo. O contato evitável deve ser… evitado! Ficou devendo, portanto, no item isolamento.

Matheus Cunha, brasuca na Bundelisga: tire esse dedo da boca!
Matheus Cunha, brasuca na Bundelisa: tire esse dedo da boca!
O Hertha ganhou o troféu aglomeração da rodada na Bundesliga
O Hertha ganhou o troféu aglomeração da rodada na Bundesliga

Quanto à qualidade do jogo, era de se esperar menor intensidade – exceção aos contra-ataques do Dortmund. E a percepção é comprometida, pela ausência da vibração do público e até mesmo pela “limpeza” da imagem. Parece que estamos assistindo a um jogo-treino. Mas é o que temos pra. É diferente, é esquisito, mas ainda é bom. Ainda é futebol.

A saudade era tanta que Fox Sports e ESPN Brasil lideraram a audiência da TV paga durante a transmissão dos jogos das 10h30 — à frente da GloboNews, líder absoluta em tempos de pandemia.

Assista abaixo ao vídeo sobre o retorno do futebol na Alemanha:

Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!

 

Fotos: Reprodução

Categorias
YouTube

Júnior Baiano foi craque!

O vídeo é sobre o zagueiraço que foi Júnior Baiano, mas também é sobre o conceito de craque, seja por memória afetiva ou recorte de tempo. Por falar em tempo, preparem-se (os que contam pelo menos três décadas) para relembrar outros nomes dos anos 1980 e 1990. E postem nos comentários suas lembranças!

E, claro: curta o vídeo, INSCREVA-SE e ative o sininho para receber notificações. Obrigado!

ASSISTA: jornalista esportivo tem time do coração?
Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!
Categorias
YouTube

Coronavírus: 10 jogos históricos para assistir na quarentena

Precisamos ficar em casa (e somos gratos aos que não podem ficar, por prestarem serviços essenciais) para conter a disseminação do novo coronavírus e temos que nos distrair. Neste vídeo, sugiro 10 jogos históricos. Os links das partidas estão na descrição do vídeo, lá no YouTube.

ASSISTA: jornalista esportivo tem time do coração?
Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!
Categorias
Flamengo YouTube

Garotos do Ninho: Flamengo perdeu a chance de agir conforme sua grandeza

Completa-se um ano da tragédia dos garotos do Ninho, o incêndio que vitimou dez meninos da base no CT do Flamengo. Um ano de poucas resoluções, muita frieza e debates infrutíferos. Não falo de certo e errado jurídicos, mas da perda de oportunidades de fazer gestos que provassem que o clube realmente se importa com as famílias. Há exemplos, que cito no vídeo abaixo, de atitudes que só arranham o Flamengo, que poderia ter sido gigante e ir além do que trafegar em ziguezague pelas burocracias, o que só adia o sofrimento. Barrar familiares neste sábado, 8 de fevereiro de 2020, na entrada do CT do Ninho do Urubu, foi só mais um gesto infeliz — e tão fácil de ser evitado…

ASSISTA: jornalista esportivo tem time do coração?
Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!
Categorias
YouTube

Ídolo com a camisa do rival: confira imagens perturbadoras

O termo imagens perturbadoras foi usado pelo Bolívia Zica, em seu blog, o primeiro a repercutir essa baita sacada do designer gráfico Marco Aurélio Valentim, que viralizou (clique aqui para ver o trabalho). Falei com o Marco Aurélio, que autorizou a reprodução do trabalho, e ele contou que buscou jogadores que causassem “ódio” no rival. Ele mesmo, são-paulino, teve dificuldades de manipular a imagem do ídolo Rogério Ceni com a camisa do Palmeiras. Baita sacada, baita trabalho, tomara que faça mais!

NO VÍDEO ABAIXO, repercuto e comento o trabalho:

ASSISTA: o merecido e controverso Mundial de 2000 do Corinthians
Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!