Categorias
Vôlei Bauru

Genter Vôlei Bauru perde para o Praia Clube na segunda rodada da Superliga

Genter Vôlei Bauru perde para o Praia Clube, em Uberlândia, pela Superliga

icone-VOLEINem deu pra usar aquele surrado clichê do “mantém 100% de aproveitamento” na Superliga. Depois da ótima estreia vencendo o Minas, o Genter Vôlei Bauru não conseguiu a segunda vitória. Foi até o Triângulo Mineiro e sucumbiu ao Praia Clube, atual vice-campeão da competição. As mineiras venceram por 3 sets a 0 (parciais de 25 a 16, 25 a 23, 25 a 26), em 1h14 de partida.

A eficiência pautou a vitória do time de Uberlândia: a levantadora Claudinha, eleita melhor em quadra, teve sucesso em 44% de seus levantamentos (30/67), enquanto a bauruense Juma teve apenas 23% no quesito. Outro ponto crucial é que o Vôlei Bauru ofereceu 28 pontos ao adversário em erros cometidos.

Como ponto positivo, a boa atuação da ponteira Thaisinha, maior pontuadora das gigantes com nove bolas na quadra adversária, além de ter acertado oito das dez defesas que tentou.

O próximo desafio bauruense será em casa — e será pedreira. Contra o Rexona Sesc, no dia 11/nov, às 19h30, na Panela. Traz boas lembranças, já que venceu as comandadas de Bernardinho, jogando em Bauru, na temporada passada.

Entraram em quadra pelo Vôlei Bauru a levantadora Juma, a oposta Dayse, as centrais Valquiria e Angélica, as ponteiras Thaisinha e Mari Cassemiro e a líbero Castillo — também entraram a levantadora Lyara, a central Carol, as ponteiras Carol Westermann e Rivera e a oposta Bruna Honório.

ABRE ASPAS

“Jogamos muito mal, não tem muito que explicar, erramos demais e erros que não costumamos cometer. Diante de uma equipe forte como o Praia, favorita ao título, é fatal. Agora é virar a página e já pensar na próxima partida, que também será complicada”, disse a central Valquiria, ao repórter Luiz Lanzoni, da Auri-Verde 760AM.

“Hoje nossa equipe foi muito inconstante, jogou bem abaixo do que vínhamos treinando e do que apresentamos na primeira partida. Contra uma equipe forte, como é o Praia Clube, é muito pouco jogar bem apenas um set, como jogamos o segundo. Agora é trabalhar para corrigir o que não funcionou aqui, pois temos outra parada dura pela frente na próxima rodada”, avaliou o técnico Marcos Kwiek.

 

Foto: Divulgação Praia Clube

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *