Categorias
Noroeste

Noroeste se aproxima do São Bernardo visando parceria

Na próxima sexta-feira, a diretoria do Noroeste irá receber Luiz Fernando Ferreira, presidente do São Bernardo (na fotomontagem acima, ao lado do presidente alvirrubro Emilio Brumati). Na pauta, o mandatário do clube do ABC, que está disputando a Série A-1 paulista, irá apresentar o projeto social Tigrinho, que envolve escolas, tem apoio da prefeitura de São Bernardo do Campo e apoio de universidade local — provavelmente para o clube bauruense fazer algo semelhante por aqui. Batendo o olho nas notícias do projeto, percebe-se que o lado humano é a prioridade, mas dali também podem surgir futuros craques, já que a molecada disputa torneios.

Além desse intercâmbio, do encontro entre Ferreira e a cúpula noroestina poderá surgir uma parceria envolvendo atletas — lembrando que o clube pode inscrever reforços até o dia 14 de março. Que o encontro traga bons frutos, seja positivo para o Noroeste.

Hora de vencer
Nesta quarta, o Alvirrubro disputa sua terceira partida na competição, recebendo o Flamengo no Alfredão, às 19h30. O time de Guarulhos ocupa a décima posição, com quatro pontos em três jogos. É bom ficar de olho no atacante Lucas Biselli, que já fez dois gols na competição. O Norusca precisa vencer para não perder o G-8 de vista, que pode até virar realidade depois que cumprir a partida em atraso, contra o lanterna Água Santa — será no dia 4 de março. Resta saber se Sato começará a partida com Douglas ou Rafinha na lateral-esquerda.

Reforços do Paraná
O lateral e o atacante do Paraná Clube são aguardado a qualquer momento no Complexo Damião Garcia.

Boa notícia
O colega Emerson Luiz, ao microfone da 94FM, divulgou que o clube acertou com os funcionários aqueles famosos salários atrasados de novembro, dezembro e décimo-terceiro de 2012! Realmente, uma boa notícia. Com jogadores da época, acordos foram costurados — eram outros patamares salariais — e as parcelas vêm sendo honradas. Mas para a turma que vive o dia a dia do clube, nada melhor do que sanar essa pendência.

Categorias
Noroeste

Apesar do empate em casa na estreia, Noroeste deixa boa impressão

Acabou a espera. Os fanáticos noroestinos já não aguentavam mais. Era como aguardar a volta de um ente querido que passou meses longe. Finalmente, voltaram a ver o amado e glorioso Norusca em campo. Se não foi o resultado desejado, o empate em 1 a 1 com o Taubaté deixou pistas interessantes do que esperar desse time na Série A-3. O Canhota 10 esteve no Alfredão e lista abaixo algumas impressões do primeiro jogo do Alvirrubro na temporada, incluindo um olhar sobre a tática do técnico Luciano Sato e um pouco de bastidores.

Fôlego
De cara, deu para perceber que a equipe está bem fisicamente. Que correria! Tudo bem que, se só velocidade ganhasse jogo, a Jamaica seria campeã do mundo… Portanto, Sato ainda precisa encontrar o ritmo certo, pois o que se viu foi muita ligação direta, colocando os pontas Nei Bala e Lauro César no mano a mano com os laterais, sem opções para tabelar. O importante é que, se o Noroeste tiver essa entrega e esse fôlego em todas as partidas, será um adversário difícil de ser batido. O Taubaté abriu o bico bem antes.

Pontos positivos
Alex Bacci já era conhecido da Copa Paulista, quando não comprometeu. Postou-se bem ao lado de Matheus. Bira entendeu seu papel, mais defensivo, até porque Nei Bala atua como ponta das antigas. O mesmo vale para Lauro César, o melhor em campo, que arrepiou com a zaga do Burro da Central.  O meio-campo foi bem defensiamente, mas criou muito pouco — o que mais se viu foi ligação direta defesa-ataque. Como já havia sendo comentado na pré-temporada, Luiz Azevedo foi mesmo uma grata surpresa, percebe-se que é inteligente, sabe ocupar os espaços e tem um bom passe. Por fim, Douglas (foto), como esperado, deu trabalho na bola parada quando entrou — até precisa controlar seu ímpeto “chuta-chuta”, só quer fazer gol olímpico. A joia noroestina também precisa trabalhar o passe em profundidade, rasteiro, pois só apostou nos lançamentos longos.

Carências
O lateral-esquerdo Hercules, meia improvisado no setor, esforçou-se, mas mostrou dificuldades. Talvez quando o menino Douglas se tornar titular na meia, terá a oportunidade de fazer uma boa triangulação com ele e Lauro. No comando de ataque, Zé Roni, apesar de dois colegas descendo pelas beiradas, foi pouco acionado e, quando foi, falhou. O Norusca precisa de mais opções para a camisa 9.

Esquema 4-3-3
Estava muito claro o desenho tático do Alvirrubro (confira abaixo). A linha defensiva tradicional, com os laterais  e zagueiros em linha — laterais, aliás, que pouco apoiam. No meio, um triângulo, com Ruan Carlos e Luiz Azevedo na base e Lelê um pouco mais adiantado, tentando fazer a ponte meio-ataque — não à toa, fez o gol do Noroeste. O ataque lembra os bons tempos: ponta-direita camisa 7, centroavante 9 e ponta-esquerda 11. Nei Bala e Lauro César ajudaram na marcação e muitas vezes formaram linha com Lelê, o que para muitos configura um 4-2-3-1. Pode até ser, em outro ponto de vista. Para mim, é um 4-3-3, mas não o clássico (que tinha um volante e dois meias). É um 4-3-3 mais cauteloso, mas apoiado na velocidade. Só falta, como disse, aproximar os setores no toque de bola para diminuir as ligações diretas.

A galera gostou
Conversei com alguns torcedores e todos eles tiveram uma boa impressão do time, pela entrega, pela velocidade. Mas todos concordam que é cedo para diagnósticos. O Taubaté não é lá essas coisas.

Reforços
Deverão chegar mais dois jogadores ao clube nos próximos dias. Um deles, certamente, será um atacante, provavelmente vindo do futebol paranaense.

Rubro!
Coisa linda o Noroeste com sua farda tradicional (ao lado, o atacante Léo). Tudo bem que isso significa que a ação de doação de sangue não vingou — o time começaria jogando de branco e vestiria peças vermelhas à medida em que metas de doações fossem alcançadas. Aliás, Marcos Cafeo segue no marketing do clube. Igualmente o programa Eu Sou Torcedor — nessa noite, foram 569 pagantes. Só a parceria com a Ambev é que segue aguardando assinatura, mas o assunto divide opiniões entre membros da diretoria e está parado.

Abre aspas
“Começamos bem. Conseguimos manter a calma e buscar o empate. Não veio a vitória, como planejado, mas gostei da dedicação da equipe, que buscou a vitória até o fim. Procurei montar uma equipe que marca forte e sai rápido no contra-ataque. Houve erros de marcação e faltou tranquilidade para concluir, mas há muito o que evoluir. O comportamento do time me deixa esperançoso em uma boa campanha”, comentou o técnico Luciano Sato, que admitiu que o meia Douglas pode aparecer logo no time titular. “O Douglas é um jogador técnico, dá um equilíbrio maior entre defesa e ataque e devagar vamos colocando na equipe e dando responsabilidade a ele, que tem uma bola parada muito boa. Estamos trabalhando para que ele se torne titular e nos ajude.”

“Agora a expectativa acabou. Já estreamos e sabemos a força que a equipe tem. Eu tive a felicidade de fazer o gol. Na base, eu era meia, mas fui aprendendo a marcar e virei mais volante do que meia. O Sato optou por me colocar mais adiantado e deu certo”, contou Lelê, autor do gol noroestino, que traçou o perfil da equipe como brigadora mesmo. “Trabalhamos forte dois meses e isso é favorável no início da competição. O nosso diferencial será a pegada, a vontade, um ajudando o outro, um time operário mesmo.”

“Minha característica é de sempre ir pra cima, jogar avançado, e estou aprimorando isso a cada dia. Sei que a cada partida o time vai precisar de jogadas assim”, disse o atacante Lauro César, melhor em campo, que impressionou com dribles de efeito — e objetivos.

O Noroeste empatou com Rodolfo Romano; Bira, Alex Bacci, Matheus e Hercules; Ruan Carlos, Luiz Azevedo e Lelê (Douglas); Nei Bala (Léo), Zé Roni (Cleberson) e Lauro César.

Categorias
Noroeste

Conheça os adversários do Noroeste na Série A-3

Confira os principais destaques dos 20 times que irão disputar, a partir do dia 1 de fevereiro, o Campeonato Paulista Série A-3 de 2014. Este material foi feito para o torcedor noroestino conhecer os adversário do Norusca — percebe-se pelas citações de ex-alvirrubros nas outras equipes –, mas certamente serve como fonte de informação para todos. Boa leitura!

ÁGUA SANTA
Em 2013: vice-campeão da Série B
Apesar do acesso, a diretoria do clube de Diadema dispensou mais da metade do elenco. Foram mantidos destaques como os meias Lucas Limão e Ricardinho e o atacante Rafael Martins, além do técnico Márcio Ribeiro. A diretoria apostou num pacotão de reforços para a estreia na Série A-3, sendo o principal destaque o zagueiro Éder, 32 anos, que tem no currículo acessos vestindo a camisa do São Bernardo.
Curiosidade: o mascote do Água Santa é Netuno, o deus das águas.

AMÉRICA
Em 2013: 16º na Série A-3
Depois da campanha sofrida ano passado, o América vem cauteloso. O técnico Deto Pereira trabalhou o time na pré-temporada no esquema 3-6-1. O experiente meia Pilo é conhecido da torcida e já jogou no rival Rio Preto. Outros reforços de destaque são o volante Cássio (ex-Ituano) e o atacante Rodrigo, campeão da Série C 2012 pelo Oeste.
Curiosidade: o atacante Rafael, outro emprestado pelo Ituano, jogou nas categorias do Manchester United, da Inglaterra.

COTIA
Em 2013: 4º na Série B
O treinador Wantuil Rodrigues trouxe jogadores que atuaram com ele no Sertãozinho, onde trabalhou ano passado: o volante Serjão, os meias Gustavo Lima e Adriano Camilo e o atacante Douglas Santana. Na pré-temporada, o clube optou por jogos-treinos contra times de primeira divisão — derrotas para Paulista de Jundiaí e Atlético Sorocaba e empate com o Guarani de Divinópolis-MG.
Curiosidade: o zagueiro Cazão, ex-Noroeste, é um dos reforços cotianos.

FLAMENGO
Em 2013: 5º na Série A-3
Espécie de “filial” do Corinthians, o time rubro-negro é inclusive treinado por um nome ligado à base do Parque São Jorge: João Valim. As apostas da vez são o goleiro Rafael e o volante Luis Roberto. Campeão da Terceirona pelo Flamengo em 2008, o zagueiro Pedrão está de volta, depois de passagem pela primeira divisão carioca.
Curiosidade: por pouco o clube não subiu para a A-2, com a compra do Audax pelo Grêmio Osasco. No fim das contas, o pessoal do Bradesco decidiu ter dois times…

FRANCANA
Em 2013: 12º na Série A-3
Atravessando grandes dificuldades financeiras, a Veterana começou tarde sua preparação e teve que correr dobrado nos treinamentos comandados por Zé Humberto. Se conseguir se manter na na A-3, já será uma grande façanha.
Curiosidade: no elenco alviverde está o atacante Coty, que passou pelo Noroeste em 2013, mas não chegou a jogar oficialmente.

GUAÇUANO
Em 2013: 15º na Série A-3
Com elenco enxuto, o Guaçuano não conseguiu engrenar uma boa sequência na pré-temporada, pelo menos em relação aos jogos-treinos. Derrotas se acumularam e o ponto de interrogação é grande na cidade de Mogi Guaçu — ainda mais porque o time quase caiu ano passado. O volante Silva, atual campeão da Copa Rio pelo Duque de Caxias, é o nome mais destacado. O treinador é o bauruense Jorge Parraga, 63 anos, que tem no currículo importante atuação na base do Audax, na última década. Seu filho, Leonardo Parraga, é o preparador físico da equipe.
Curiosidade: na preparação do Mandi (apelido do time), um amistoso internacional, contra o Jeonbuk Motors, da Coreia do Sul, clube que disputou o Mundial de Clubes em 2006.

INDEPENDENTE
Em 2013: 8º na Série A-3
Depois de sonhar com a vaga na A-2 ano passado, quando chegou à segunda fase, o Galo de Limeira aposta no rodado atacante Anderson Machado, de 32 anos. Seu parceiro de ataque será Dairo, que recentemente teve passagens marcantes na elite por Guarani e Sport Recife. Outro trunfo do elenco do técnico Álvaro Gaia é o lateral-esquerdo Andrezinho, 28, que já passou por Portuguesa, São Paulo, Goiás e Guarani.
Curiosidade: o Galo da Vila Esteves comemora 70 anos de fundação em 2014.

INTERNACIONAL
Em 2013: 7º na Série A-3
Time mais famoso de Limeira (100 anos recém-completados), tendo sido o primeiro clube do Interior a se sagrar campeão paulista (em 1986), a Inter aposta em dois nomes experientes: o zagueiro Rafael Dias (campeão gaúcho pelo Caxias, em 2000, e vice da Sul-Americana pelo Goiás, em 2010) e o meia Paulo Santos (dezenas de clubes, tendo ficado marcado nos anos em que o Sertãozinho estava na vitrine). O treinador é Paulo Cézar Catanoce, ex-volante do Noroeste nos anos 1980 — foi moeda de troca quando o Corinthians comprou o atacante Ronaldo Marques.
Curiosidade: esperança de gols da Inter, o atacante Rodrigo Hote defendia o Estoril, de Portugal, naquele amistoso comemorativo do centenário do Norusca, em 2010.

JOSEENSE
Em 2013: 9º na Série A-3
Ok, treino é treino e jogo é jogo. Mas a pré-temporada do Tigre do Vale pode deixar o torcedor animado: quatro vitórias e um empate, batendo times da A-1 (Bragantino e Ponte Preta) e da A-2 (Guaratinguetá, duas vezes). O destaque do time é o atacante Danilo Santos, 30 anos, que conhece bem a Terceirona: fez 14 gols em 2010, jogando pela Ferroviária.
Curiosidade: o treinador Rafael Guanaes tem apenas 32 anos, é ex-jogador do Joseense e comanda o time desde 2012, quando subiu o time para a A-3.

JUVENTUS
Em 2013: lanterna na Série A-2
Ao contrário do Joseense, a vida do Moleque Travesso nos jogos preparatórios foi mais dura: cinco derrotas em sete jogos. Mas a caminhada incluiu até o Santos, no CT Rei Pelé, o que ajudou a dar experiência ao elenco. O nome mais rodado é o do atacante Marcelo Moscatelli, que teve passagem relâmpago pelo Flamengo em 2005, quando marcou um gol.
Curiosidade: a média de público do time da Mooca, como mandante, em 2013, foi de 1.058 pagantes. Vai ser encardido jogar lá.

MATONENSE
Em 2013: campeão da Série B
O experiente treinador Luiz Carlos Ferreira terá como maestro em campo o meia Junai, que tem passagem importante pelo Mirassol e dois acessos à elite paulista no currículo. O atacante Thauan é a esperança de gols — ele fez 15 na temporada passada.
Curiosidade: a Matonense lançou um interessante kit sócio-torcedor. Por R$ 200 (dividido em quatro parcelas), o torcedor leva uma camisa oficial, um DVD com a campanha do título da quarta divisão em 2013 e um adesivo, além de poder assitir aos nove jogos em casa.

NOROESTE
Em 2013: 17º na Série A-2
Depois de um 2013 terrível, com rebaixamento e rombo financeiro que deixou sequelas, o que o torcedor noroestino mais quer, antes de pensar no acesso, é ver seu clube de coração com forças para manter a folha salarial em ordem e, no mínimo, não sofrer em campo durante a A-3 — cair para a quarta divisão seria uma catástrofe para a centenária história alvirrubra. Para dar o sangue em campo, Luciano Sato contará com um elenco modesto. O nome de maior potencial é o meia Douglas, que tem no seu chute venenoso seu grande trunfo.
Curiosidade: o projeto de marketing do clube, que à primeira vista impressionou, ainda não decolou. Todos se animaram com o anúncio da apresentação do elenco no Calçadão e o cancelamento foi frustrante — pois seria uma boa vitrine para alavancar a venda de sócio-torcedor e, claro, reaproximar o clube da comunidade.
Visite o álbum de figurinhas do Noroeste!

NOVORIZONTINO
Em 2013: 14º na Série A-3
No papel,é o elenco mais forte desta Terceirona. E a passagem do atual técnico do Norusca, Luciano Sato, como gerente do Novorizontino, deixou marcas alvirrubras. Estão lá cinco ex-noroestinos: o goleiro Yuri, o zagueiro Magrão, os volantes Pedro e Deda e o centroavante Anderson Cavalo. O técnico do Tigre é Guilherme Alves, ex-atacante de Atlético Mineiro, Corinthians e Marília.
Curiosidade: até o dia 20 de janeiro, havia apenas quatro torcidas regularizadas na Federação, três da Série A-3: do prórprio Novorizontino, do Votuporanguense e a Sangue Rubro.

RIO PRETO
Em 2013: 10º na Série A-3
Continuar com defesa forte (foi a melhor da A-3 ano passado, com média inferior a um gol sofrido por jogo) e melhorar o ataque, que não conseguiu levar Rio Preto à segunda fase, são os objetivos. Para isso, o Jacaré confia no goleiro Washington, de bom histórico no Penapolense, e espera que Rafael Magalhães seja o homem-gol — servido pelo veloz Felipe Tchelé. O técnico é Ito Roque, outro que marcou época em Penápolis.
Curiosidade: no elenco da equipe está o zagueiro Ronaldo Jr, 20 anos, filho do ex-zagueiro Ronaldão, que atuou por São Paulo, Flamengo e Santos nos anos 1990 e estava na Seleção do Tetra, em 1994.

SANTACRUZENSE
Em 2013: 19º na Série A-2
O meia Jonnathan, que estava atuando no futebol amador do Amapá, tem trazido mídia espontânea para a Esportiva. O motivo? Ele é irmão de Paulo Henrique Ganso. No comando, o ex-goleiro Gléguer estreia como treinador e confia em um velho conhecido para defender a meta: Hiran, 41 anos, que fez fama defendendo Guarani e Ponte Preta. O lateral-esquerdo Júnior Maranhão, ex-Noroeste, compõe o elenco.
Curiosidade: o presidente da Santacruzense é Gaber Arraji, dono do Al-Shabab, time amador da capital que teve frustrado acordo com o Noroeste para disputar a Copa São Paulo. Para fazer a parceria, a condição de Gaber foi ser eleito presidente. Segundo a imprensa local, Anis Buzalaf, ex-presidente do Norusca, está envolvido no projeto.

SÃO CARLOS
Em 2013: 18º na Série A-2
O grande trunfo do grupo comandado pelo longevo Roberto Oliveira é o volante Galiardo, que fez boa campanha na Série B 2013 pelo Ceará e volta cheio de experiência — e ainda mais calibrado na bola parada. A meia-cancha é mesmo o setor mais forte, pois conta também com Jordy Guerreiro, que tem acessos no currículo por XV de Piracicaba e Batatais.
Curiosidade: às vésperas do início da competição, o São Carlos, via consultoria de marketing, ainda procurava parcerias para alavancar seu projeto de retorno para a Série A-2.

SERTÃOZINHO
Em 2013: 6º na Série A-3
Dois personagens são velhos conhecidos do torcedor noroestino. O goleiro Alexandre Villa tem passagens pelo clube entre 2008 e 2011 e será titular na terra dos canaviais. Já o treinador Moisés Egert é de boa lembrança, pois comandou o time campeão da Copa Paulista 2012. O treinador atuou diretamente na formação do elenco.
Curiosidade: o bom filho à casa torna. O zagueiro Dema, 36 anos, revelado no Sertãozinho, está de volta. Na bagagem, o título da Copa do Brasil de 2005 pelo Paulista e boa passagem pelo Chapecoense.

TAUBATÉ
Em 2013: 11º na Série A-3
O Taubaté vive crise financeira justamente no ano de seu centenário e as perspectivas não são ousadas. Tanto que, às vésperas do início do campeonato, o técnico João Abelha acabou sendo desligado. Segundo a diretoria, foi uma forma de preservar a história do treinador no clube…
Curiosidade: o lateral-direito Flávio, que foi titular do Noroeste em parte do ano passado, defende agora as cores do Burrão. Ele, entretanto, deverá ser reserva do rodado Iran, ex-Corinthians e Ponte Preta.

TUPÃ
Em 2013: 3º na Série B
Quem enfrentar o Tupã deverá ficar atento ao meia Jácio, grande ídolo da torcida e goleador do time. O treinador é famoso e filho da terra: Tupãzinho, campeão brasileiro pelo Corinthians em 1990. A exemplo de outros personagens com passagem pelo Timão (como Fabinho Ribeiro e Márcio Bittencourt), o ex-meia é tratado com carinho pela família Garcia (que geriu o Noroeste por dez anos), a ponto de a empresa Kalunga apoiar o clube.
Curiosidade: já tinha ouvido falar que jogo em Tupã é muita fumaça. Mas, pelo jeito, até não oficial! Em amistoso preparatório contra o Marília, o tempo fechou por lá…

VOTUPORANGUENSE
Em 2013: 13º na Série A-3
A temporada não começou bem em Votuporanga: quatro jogadores dispensados durante a preparação e pedido de demissão de uns dos gerentes de futebol, Elton Tatuí, tiram um pouco do foco da equipe, já que se deram a poucos dias da estreia na A-3.
Curiosidade: apesar do nome de inspiração norte-americana, o atacante Abraão Lincoln tem passagens é pelo futebol japonês.

Categorias
Noroeste

Papai Noel passou no Alfredão: Noroeste assina parceria de R$ 40 mil mensais

A imagem acima, com a logo da Tel Telecom, é uma merecida mídia espontânea à empresa que a partir de agora vai dar saúde financeira ao Noroeste. Porque tanto se falou de GVT — igualmente gerando mídia espontânea — e o martelo não foi batido. Portanto, tapete vermelho para a empresa que abraça o clube nesse momento difícil, aproveitando muito bem a lei de repasse de ISSQN ao esporte amador. Segundo revelou o repórter Jota Augusto, da rádio Auri-Verde, serão R$ 40 mil mensais para a base noroestina. O que, no meu entender, pode bancar todo o custo administrativo do clube, sobrando, assim, os aportes de outros parceiros para o futebol profissional.

A diretoria noroestina ainda estuda a possibilidade de a marca da empresa estampar a camisa do time profissional e, certamente, só o fará se a lei assim permitir. Tomara que possa. Tamanho investimento merece visibilidade.

Lembrando que já apoiam o clube o Grupo Cidade (Jornal da Cidade e Prata), Mariflex, Mezzani e Baterias Tudor, num montante na casa de outros R$ 40 mil mensais. Isto é, o Norusca soma hoje cerca de R$ 80 mil para tocar o dia a dia, além de aportes pontuais de alguns conselheiros.

Categorias
Noroeste

Noroeste: saiu a tabela do Paulista Série A-3 2014

Demorou, mas saiu. E ainda não é definitiva — mas um aperitivo para prever a caminhada do Noroeste na Série A-3 do Campeonato Paulista 2014. É que os clubes têm até o próximo dia 9 para solicitar alterações com suas preferências de dia e horário para as partidas como mandante.

O que chama a atenção de cara é: para que a competição começa só em fevereiro, para depois se espremer em partidas de quarta e domingo?

Com apenas dois dias úteis entre a maioria das partidas, o Norusca vai passar um bom tempo na estrada… Ao todo, serão cerca de 4,3mil quilômetros rodados. Enfim, é o que restou ao Alvirrubro e vai ter que encarar esse perrengue para tentar recuperar um degrau no futebol paulista.

Ao contrário das Séries A-1 e A-2, que mudaram, o regulamento da A-3 segue o mesmo: os 19 clubes jogam em turno único e os oito primeiros se dividem em dois quadrangulares, com partidas ida e volta. Os dois melhores de cada chave sobem de divisão. Quatro caem.

Confira a tabela provisória do Noroeste na terceirona estadual:

diahorário   local
2/fev/dom16hÁgua SantaxNOROESTEDiadema
5/fev/qua20h30NOROESTExTaubatéAlfredão
9/fev/dom16hSão CarlosxNOROESTESão Carlos
12/fev/qua20h30NOROESTExFlamengoAlfredão
16/fev/dom16hNOROESTExFrancanaAlfredão
19/fev/qua20h30AméricaxNOROESTESão José do Rio Preto
23/fev/dom16hNOROESTExJuventusAlfredão
26/fev/qua20h30SertãozinhoxNOROESTESertãozinho
1/mar/sáb16hNOROESTExRio PretoAlfredão
9/mar/dom16hIndependentexNOROESTELimeira
12/mar/qua20h30NOROESTExNovorizontinoAlfredão
16/mar/dom16hSantacruzensexNOROESTESta Cruz do Rio Pardo
19/mar/qua20h30NOROESTExCotiaAlfredão
23/mar/dom16hNOROESTExJoseenseAlfredão
26/mar/qua20h30GuaçuanoxNOROESTEMogi Guaçu
29/mar/sáb16hInternacionalxNOROESTELimeira
2/abr/qua20h30NOROESTExMatonenseAlfredão
6/abr/dom16hTupãxNOROESTETupã
13/abr/dom16hNOROESTExVotuporanguenseAlfredão