Categorias
Noroeste

Ao vencer o Comercial, Noroeste segue firme na meta do G-8

Foto: Cleber Akamine/GloboEsporte.com

Jogar bonito ou feio, vencer de placar magro ou goleada, ser primeiro ou oitavo… Não importa. Só importa terminar a 19ª rodada entre os oito primeiros. Ok, algumas colocações têm vantagem de jogar a última da fase decisiva em casa, mas o Noroeste não está com essa bola toda. É guerreiro e vai seguir correndo por fora. Vai ser heroico, sofrido, mas pode dar certo. Vitórias como esse suado 1 a 0 sobre o Comercial, em Ribeirão Preto (!) — primeira derrota do Bafo na competição — dão a certeza de que esse time vai brigar até o fim.

Depois de vacilar contra o Grêmio Osasco em casa, o Norusca recuperou três pontos em solo hostil. Mais uma vez houve sufoco — e pelo jeito vai ser assim sempre –, mas Yuri segue honrando a camisa 1 alvirrubra, como fizeram recentemente Walter, Nicolas, André Luis e seus antecessores.

Procurando o centroavante ideal, o Noroeste comemora o gol da vitória, legítimo de camisa 9, marcado por Adriano (aos 17 do segundo, após excelente jogada de Diego). E comemora mais ainda o retorno de Diogo (autor do gol do título da Copa Paulista), o que dá mais opção ao treinador Carlos Alberto Seixas.

“Vim com dois atacantes, dois meias, sem medo de jogar. O time é competitivo, eu confio nos nossos jogadores. Pode confiar neles! Tenho carinho pelo Noroeste e pode ter certeza que vamos fazer o melhor possível por essa cidade maravilhosa”, disse Seixas ao repórter Jota Martins (87FM/Jornada Esportiva).

O atacante Diego, craque do time, comemorou bastante o resultado: “A gente veio com o propósito de pontuar. Eu tive a felicidade de fazer uma boa jogada e tocar para o Adriano concluir. Foi muito importante essa vitória, que vai nos dar muita tranquilidade para trabalhar durante a semana“, concluiu.

Com melhor desempenho fora de casa até aqui, o Norusca visita o São Carlos no sábado. Esperança de mais um resultado positivo para se firmar no G-8. Provisoriamente em terceiro, o time pode cair até para sétimo ao término da rodada. O negócio é aguardar — e secar.

O Alvirrubro venceu o Comercial com Yuri; Mizael, Bonfim, Cazão e Júnior Maranhão; Manu, Pedro, Adílson e Deives (Berg); Diego (João Paulo) e Adriano (Neto).

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *