Categorias
Bauru Basket

Bauru Basket: Dunk por um dia!

Foto: Mara De Santi

Ué, o Dragão (todo pimpão aí no teclado) é jornalista? Também. Ele é estudante, auxiliar de escritório, aposentado, médico, comerciário, autônomo, etc. Todos somos Dragão. Ou melhor, Dunk. A figura que anima a torcida em todos os jogos do Bauru Basket na Panela de Pressão invadiu o expediente da Editora Alto Astral, onde trabalho. Combinamos de entrar no clima do carnaval e a galera topou providenciar adereços para entrar na brincadeira. E eu, com o aval do diretor Vitinho Jacob e a ajuda do mordomo Alex (obrigado!), fui Dunk por um dia!

Mal entrei na redação e fui rodeado de celulares. A celebridade era o Dragão, não eu, anônimo lá dentro. Fotos para todos os lados atestaram o carisma do mascote. Se ter sido jogador do Bauru Basket por um dia já havia sido um barato, a experiência de hoje não foi menos divertida!

Rapaz, como é quente lá dentro. Tem que ter fôlego e disposição para ficar fazendo estripulias, passeando pelas arquibancadas, divertindo a galera. Por isso, é bom registrar os parabéns ao Baiano (tão conhecido assim que não me lembro o nome dele), que tem essa missão durante mais de duas horas a cada partida. Um cara, aliás, que já tinha o meu respeito pelo profissional que é, pelo carinho que tem pelas crianças em seu trabalho regular, lá na escola Cisne Real.

Abaixo, alguns cliques da folia que o Dunk aqui aprontou com os colegas de redação. Os cliques são emprestados deles, que bombaram o Facebook. Cuidem-se e divirtam-se no carnaval! E fogo neles, Dragão!

O Dunk quase se alimentou por lá, encontrou Darth Vader, fez pose com Pikachu e se sentiu – pose pra todo lado! Fotos: Reprodução Facebook
Com a galera Alto Astral! Fotos: Reprodução/Facebook
Essa é pra provar pra filhota que papai foi Dragão por um dia! Foto: Mara De Santi

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *