Categorias
Noroeste

Olho tático: como joga o Noroeste de Lela na A3

Confira a análise tática do Canhota 10 sobre o Noroeste de Lela

retranca-ECN-A3A estreia do Noroeste na Série A3 repercutiu bastante e de forma positiva. Conversando aqui e ali, a maioria gostou do que viu. Não pelo empate em casa, claro, mas pelo potencial que o time apresentou para brigar na terceirona. Animou também a proposta de jogo do técnico Lela, ofensiva. Os modernosos podem chamar de 4-2-3-1 (quando defende), mas vamos simplificar: é um 4-3-3, bem ao gosto do ex-ponta direita. Para esmiuçar melhor como o Norusca jogou no último sábado, algumas imagens captadas pelo Canhota 10, com as devidas impressões:

POSICIONAMENTO DEFENSIVO
noroeste-tatica-defesa-2Defesa em linha, meio-campo em triângulo (base com Rodrigo e Sigmar e Marcelo Santos um pouco mais à frente) e trio de ataque atento à saída de bola (com os pontas de olho na descida dos laterais).

 

O BURACO
noroeste-tatica-defesa-1

É rapidinho! Clique aqui
É rapidinho! Clique aqui

Olhe a marcação em verde. São o centroavante Matheus e o meia Juca (que atuou como falso 9 muitas vezes), os autores dos gols do Grêmio Osasco. Durante toda a partida, posicionaram-se entre as duas linhas defensivas do Noroeste, que deixavam esse buraco. Entraram tabelando algumas vezes, sempre assustando. O atacante Bruninho entrou no lugar de Matheus no segundo tempo e manteve a mesma estratégia. O primeiro combate alvirrubro (linhas pontilhadas) estava ok, com Cassiano e Everton de olho nos laterais e Marcelo Santos no primeiro volante.

NORUSCA NO ATAQUE
noroeste-tatica-ataque-1O meio-campo se mantém em triângulo quando ataca (Marcelo Santos mais adiantado), mas Rodrigo costuma se apresentar como elemento surpresa. Os laterais podem apoiar: nesta imagem, Maicon Douglas já está lá na frente e Guilherme está prestes a receber um passe no corredor. O trio de ataque é bem definido: Cassiano na ponta direita, Marcão no meio e Everton na esquerda — eles não trocaram de lado nenhuma vez.

É 4-3-3!
noroeste-tatica-ataque-2O 4-2-3-1 é caracterizado por meias que atuam pelos lados. Mas o Noroeste tem atacantes pelas pontas mesmo, jogadores que, como mostra a foto, ficam na expectativa de receber o passe em velocidade — ao contrário do esquema que exige que busquem o jogo e venham com a bola dominada. Outra característica da ofensiva alvirrubra é que o centroavante Marcão tem o estilo pivô, joga muito de costas para o gol, preparando-se para a tabela com Marcelo Santos ou girando para servir um dos ponteiros.

 

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *