Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru perde para o Vitória e vê liderança do NBB mais longe

Dragão caiu para o vice-lanterna Vitória e liderança do NBB fica mais longe

retranca-NBBVai fazer falta, muita falta. Assim como ocorreu em Sorocaba, em dezembro, foi mais uma daquelas derrotas que nem nos piores pesadelos estava na conta — por maior que seja o respeito ao adversário, mandante da partida. O Vitória da Bahia, vice-lanterna, que fora atropelado na Panela de Pressão (94 a 68) e vinha de cinco derrotas seguidas, venceu o Paschoalotto Bauru no ginásio de Cajazeiras, em Salvador: 95 a 94, na prorrogação.

É rapidinho! Clique aqui
É rapidinho! Clique aqui

Tanto nos instantes finais do quarto período, quanto da prorrogação, Robert Day foi decisivo em chutes de três, mantendo o Dragão na partida. Mas a defesa bauruense não conseguiu conter os ataques decisivos dos baianos… A façanha foi tão comemorada pelo elenco comandado por Régis Marrelli, que o twitter oficial do time considerou o resultado “Histórico!” — o que denota o tamanho da zebra permitida.

Se estava ou não com a cabeça no Final Four, agora sim o Bauru Basket pode se concentrar na preparação para a decisão das Américas — seu adversário, o Flamengo (11/mar, às 18h45), ainda tem duas partidas a cumprir no NBB antes de voar para a Venezuela, sede das finais da #LDA2016.

Duelo de armadores em Salvador: Kojo levou a melhor. Fotos: Divulgação/EC Vitória
Duelo de armadores em Salvador: Kojo levou a melhor. Fotos: Divulgação/EC Vitória

FAZENDO AS CONTAS
Com 18 vitórias em 24 jogos, o Dragão segue vice-líder, tem mais quatro partidas pela frente e pouca chance de terminar na liderança. Encara Cearense (fora), Liga Sorocabana, Paulistano e Franca (esses três últimos em casa). Supondo que vai ganhar três desses jogos, chegará a 21 triunfos. O Flamengo hoje tem 17 e sete partidas a disputar. Vai ganhar quatro, pelo menos, e terminar no mínimo com os mesmos 21, levando vantagem sobre Bauru no confronto direto.

Até a vice-liderança está ameaçada, caso perca para o Paulistano — já perdeu no primeiro turno. Brasília e Mogi, que também têm chances de encostar, assustam menos porque levam a pior no confronto direto.

ABRE ASPAS
“Eu venho falando a semana inteira que a gente não podia ficar pensando na Liga das Américas. Demos moral para o adversário e eles tiveram êxito na última bola. É uma derrota que pesa, um peso que temos que assumir. Vamos ver como iremos digeri-la lá na frente. Não temos mais margem para perder no NBB, não podemos depender de circunstâncias”, disse o técnico Demétrius ao Rafael Antônio, da Auri-Verde 760AM/Jornada Esportiva.

Aliás, o Rafa se desdobra para acompanhar o time, vai até Salvador e nenhum jogador se digna a dar uma declaração a ele e aos torcedores ligados no radinho…

NUMERALHA:
Day: 26 pontos, 2 rebotes
Jefferson: 15 pontos, 10 rebotes
Alex: 14 pontos, 5 rebotes
Meindl: 14 pontos, 2 rebotes
Ricardo: 11 pontos, 3 rebotes, 5 assistências
Murilo: 11 pontos, 4 rebotres, 5 faltas cometidas
Wesley: 3 pontos, 3 rebotes
Labbate: 2 rebotes, 1 assistência

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *