Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru mostra sua força em vitória sobre Mogi

Na casa do adversário, Paschoalotto Bauru busca importante triunfo sobre Mogi

Foi jogo de gente grande. O Paschoalotto Bauru conseguiu trazer uma vitória fundamental de Mogi das Cruzes, contra o completo (e fortalecido) elenco de Mogi. Ok, os donos da casa ainda buscam entrosamento, mas o time bauruense igualmente está longe de sua sintonia ideal. Foi na superação mesmo, com os meninos mostrando personalidade mas, desta vez, principalmente com os mais experientes dando carteirada.

Robert Day foi monstruoso com 29 pontos, quatro rebotes e quatro assistências. “Tive uma noite inspirada e fico muito feliz por poder ajudar nesta importante conquista”, disse o camisa 31, via assessoria. Ele deixou de ir ao casamento do irmão nesse sábado — seria um bate-volta Brasil-EUA cansativo, segundo ele.

Jefferson William é outro que teve atuação de peso. Segunda partida com a camisa do Dragão, segundo duplo-duplo (19 pontos, dez rebotes). Ele que foi carrasco, com aquelas bolinhas de três no estouro do cronômetro, ainda no ginásio da Luso, já ganhou a torcida. Por sua entrega em quadra e seu talento que, muitos defendem, deveria estar à disposição de Magnano no Mundial. Ao microfone do repórter João Paulo Benini (Jornada Esportiva/Auri-Verde), o camisa 1 celebrou a força da molecada. “Estou muito contente pela superação. Os garotos estão dando conta do recado, assumindo a responsabilidade. O time está pegando uma cara boa, guerreira”.

De fato, os meninos deixaram seu recado. Não fosse o site da Federação Paulista uma lástima, traria os números de cada um deles… Mas Carioca, de novo, entrou com personalidade. Mathias já não é guri, mas ainda busca espaço e está sendo importantíssimo na briga do garrafão. E o ala Gabriel encheu os olhos de quem esteve no ginásio Mogiano.  “Agora é a oportunidade que temos para mostrar serviço. Estou muito feliz. Temos muito o que evoluir, o campeonato é curto e não podemos dar mole”.

Pra finalizar, justiça feita a Ricardo Fischer, ainda fora do ritmo ideal, mal na estreia e nessa noite com importantes 17 pontos e quatro assistências. Gui Deodato, mais uma vez, contribuiu na pontução em dois dígitos (13).

No banco, Hudson Previdelo comandou o time. Guerrinha estava em compromisso familiar. Mas a tendência — e o combinado — é que o assistente técnico continue à beira da quadra nessa primeira fase do Paulista. A próxima partida (14/ago, quinta, 20h) marca a estreia do time em casa. Panela cheia para o confrontro contra Limeira, retorno de Murilo Becker.

Abaixo, mais imagens da lente apurada de Caio Casagrande/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *