Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru estreia com vitória tranquila, até demais…

Paschoalotto Bauru bate o Guerreros, na estreia da Liga Sul-Americana, mas Guerrinha lamenta menor intensidade do time contra fraco adversário

(Direto da Panela) A princípio, tudo dentro do combinado: abrir vantagem, descansar as feras, dar minutos aos meninos. Foi assim que o Paschoalotto Bauru venceu o Guerreros-COL por 88 a 63 e saiu na frente no grupo D da Liga Sul-Americana 2014. Mas o técnico Guerrinha não gostou nada do que viu… “Não estou satisfeito. Pelo placar, sim, pelo descanso dos jogadores, sim. Tivemos só alguns momentos, mas não aproveitamos o jogo. Entendo e respeito que é difícil jogar contra um adversário muito fraco do outro lado, mas o torcedor não tem nada a ver com isso. Nós treinamos duas vezes por dia. Tem que jogar forte”, cravou o treinador.

De certa forma, a fala do ala Robert Day corrobora a opinião do chefe. “Queremos ganhar para a torcida, houve momentos em que jogamos certo, mas temos que melhorar, ficar mais organizados. Hoje estava bagunçado”, comentou o camisa 31.

Por “momento em que jogamos certo”, entenda-se o primeiro quarto. Um atropelo de 30 a 14, com o cinco contra cinco bem construído, troca rápida de passes e defesa atenta. O segundo período foi arrastado, com placar baixo (15 a 9) e clima de amistoso. Na volta do intervalo, os bauruenses aceleraram novamente para garantir uma diferença confortável, fazendo boa fração em 28 a 19 – mas os 19 pareceram demais. Para finalizar, grande parte do último quarto foi jogado pelo quinteto Carioca, Gui Deodato, Léo Eltink, Gabriel e Wesley Sena. Com exceção do Batman, era o time sub-22 que logo estreia na Liga de Desenvolvimento. Eles perderam o período (15 a 21), mas ganharam experiência.

NUMERALHA
Ricardo Fischer: 19 pontos, 4 rebotes, 7 assistências
Gui Dedodato: 19 pontos, 4 assistências, 3 roubadas de bola
Rafael Hettsheimeir: 11 pontos, 7 rebotes
Alex Garcia: 10 pontos, 6 rebotes, 4 assistências

ESTREIA DE GENTE GRANDE
O jovem pivô Wesley Sena finalmente estreou no time principal do Bauru, depois de se recuperar de uma fratura no pé. Ele cravou, errou, se precipitou e acertou, tudo dentro do universo de uma estreia. “Entrei meio nervoso, mas fui me soltando. Acho que pude ajudar o time e espero entrar e ajudar bastante nos próximos jogos. É importante começar num torneio desses, é uma visibilidade muito grande”, comemorou o camisa 19, que fechou a partida com seis pontos, um rebote, duas assistências e duas roubadas de bola, em 17min32 em quadra.

RECADO DE GUERRINHA
A baba colombiana passou, a vitória veio sem entusiasmo, agora é encarar as pedreiras do restante desta semana e, claro, da próxima. “Sou da teoria que segunda-feira de manhã é final de campeonato, é guerra. Vou passar isso pra eles, mas eles são experientes, sabem disso. Poderiam ter feito mais. A gente está num momento de decisão, temos que nos preparar mentalmente para o Paulista”, avisou Guerrinha.

DECISÃO CONTRA O DEFENSOR
O Defensor venceu Brasília no jogo de abertura por 107 a 99, na prorrogação, e faz nesta quarta, em Bauru, um jogo crucial para o Dragão, pois claro que os candangos deverão vencer os colombianos e chegar no terceiro dia em condições de classificação – e o Defensor chegará no mínimo a duas vitórias, pois também deverá bater o Guerreros na quinta. Excluído o “café com leite do grupo”, a decisão começa hoje para Bauru.

QUE BANCO É ESSE?
Clique sugerido pelo Gilmar Barros, pedi ao assessor Henrique Costa (a foto do topo também é dele) a gentileza e aí está um registro incrível: essas seis feras no banco de reservas. E ainda havia Murilo, contundido, na plateia…

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *