Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru 2, Franca 1: ordem restabelecida

Paschoalotto Bauru confirma sua força e, mesmo no Pedrocão, bate Franca e abre vantagem na série quartas de final do NBB 7. Confira no CANHOTA 10

NBBPara muita gente é óbvio que o Paschoalotto Bauru continua sendo o time a ser temido. Mas assustei-me tanto com outra tanta gente com medo do pior que o texto pré-jogo 3 reafirmou que o Dragão é o favorito da série. Além dos números mostrados, esqueci de outro: são três playoffs seguidos de invencibilidade contra Franca (semi do Paulista 2013, quartas do NBB 5, semi do Paulista 2014). Números somados ao fato de ser a equipe mais qualificada. Que não vai fazer três jogos ruins seguidos — assim como Franca não consegue três noites excelentes contra Bauru. Isso posto, os guerreiros transformaram teoria em prática e venceram, no Pedrocão, por 75 a 67, retomando a liderança da série. O próximo jogo, que pode fechar a classificação, será no sábado (2/mai), de novo na terra do basquete, às 17h.

BOLA QUICANDO
A exemplo das duas partidas anteriores, Franca começa melhor, sempre contando com a mão certeira de Mata. Mas não estica tanto assim o placar e o bom trabalho interno de Hettsheimeir e um triplo de Alex colocam o Dragão na cola ao final do primeiro quarto: 14 a 18.

No segundo período, Gui Deodato entra bem, com a mão quente, com dois acertos de fora. E a defesa funciona bem demais — são quatro bolas roubadas —, construindo uma fração decisiva para a vitória (25 a 9). Com menos confiança, Day tem a sensibilidade de partir para a finalização interna. A solidariedade do time também se traduz nas assistências. E o primeiro tempo termina com boa vantagem: 39 a 27.

Mas nem dá tempo de comemorar. Franca retorna forte, sobretudo com Léo Meindl e Lucas Mariano. Com menor rotação, os dois meninos, junto com Figueroa e Mata, ficam todo o terceiro quarto em quadra. Do lado bauruense, a noite infeliz de Hett nos lances livres e o baixo aproveitamento nos chutes de fora atrapalham o período. Alex, discreto no jogo 2, destoa para o bem desta vez, sempre pontuando. Parcial de 17 a 28, mas placar (apertado) ainda do Paschoalotto: 56 a 55.

Na hora da verdade, a bola de Mata para de cair e apenas o veterano Helinho tem bom aproveitamento, com três chutes triplos certeiros. Fora isso, a redinha de Franca balança só mais duas vezes, numa bola de Cobos e num lance livre de Lucas… O Dragão conta com Larry inspirado e Roberdei em jogadas seguras — e providencial roubo de bola a 2min do fim — para garantir a vitória. Fração de 19 a 12 e martelo batido em 75 a 67.

NUMERALHA
Brabo: 23 pontos, 8 rebotes, 4 assistências, 2 roubos de bola
Calmo, digo, Alienígena: 15 pontos, 5 rebotes, 2 roubos de bola
Dono de restaurante: 12 pontos, 11 rebotes
MVP das Estrelas: 9 pontos, 3 assistências, 2 roubos de bola
“É… Roberdei”: 8 pontos, 5 rebote3s, 2 roubos de bola
Sargento Deodato: 6 pontos, 2 rebotes
Pivô colorado: 2 pontos
Pivô gremista: 2 rebotes

 

Foto: Henrique Costa/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *