Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru volta a jogar mal e perde para o Flamengo no NBB

Flamengo atropela no segundo quarto e assume a vice-liderança do NBB. Dragão cai para terceiro. Confira no CANHOTA 10

retranca-NBBO passeio sobre Franca foi como chuva de verão. Na prova de fogo contra o Flamengo, o Paschoalotto Bauru voltou a jogar mal e perdeu por 85 a 69. Perder para o atual (tri)campeão nacional, no Rio, ok. Está na conta. Mas perder com apatia é preocupante — e não é a primeira vez.

A pontuação por período dá a entender que somente o segundo quarto saiu da curva. Mas, a partir disso, esperava-se reação e ela nunca veio. Os erros de lance-livres de Alex Garcia (fez 2/9), que tem bom aproveitamento no quesito, são sintomáticos sobre o momento ruim do time. Robert Day, tão elogiado aqui há um mês, voltou a ter números tímidos.

Vencer o Macaé, na próxima sexta (19h30), o que seria comum e obrigatório, já se torna uma interrogação diante do que aconteceu em Sorocaba no finalzinho de 2015. Que os guerreiros estejam escaldados.

Outro grande problema da maneira como foi a derrota é que o confronto direto, para efeito de eventual desempate, ficou a favor do Flamengo. Em Bauru, no turno, o Dragão venceu por quatro pontos (77 a 73). Agora, tomou de 16.

Enfim, a luz amarela ainda não apagou, esse time ainda não está cheirando a título. Tomara que a Liga das Américas ajude a deixar a equipe cascuda de novo.

ABRE ASPAS
“A gente jogou errado. Não fizemos o que o Demétrius pediu. Falhamos na defesa, na cobertura e tomamos decisões erradas no ataque. Tudo isso somou para essa derrota”, resumiu o ala Alex Garcia à reportagem do Sportv.

“Foi um jogo que não conseguimos imprimir nosso ritmo nem ofensiva, nem defensivamente. Tivemos que correr atrás o tempo todo e nossa equipe não teve força para isso. O Flamengo teve os méritos da vitória e cabe a nós buscar novas alternativas para mudar na sequência do campeonato”, comentou o técnico Demétrius Ferracciú, via assessoria.

NUMERALHA
Hettsheimeir: 18 pontos, 2 rebotinhos (zero defensivos)
Ricardo: 16 pontos, 3 assistências
Paulinho: 10 pontos
Alex: 6 pontos, 9 rebotes, 4 assistências, 2 roubos
Jefferson: 5 pontos, 2 rebotinhos, 4 assistências
Labbate: 4 pontos, 3 rebotões
Day: 4 pontinhos, 3 rebotes
Meindl: 4 pontos, 2 rebotes, 2 assistências
Eltink: 2 pontos
Wesley: ZERADO em 10min de quadra — o que há com a Joia?

 

Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *