Categorias
Bauru Basket

Bauru vence Mogi e homenageia Jeff Agba

Em vitória tranquila, Dragão aproveitou para dizer obrigado a seu ex-pivô

(não fui à Panela, dias de horas escassas, obrigado pela paciência)

Que Bauru venceria Mogi das Cruzes, na Panela, em jogo da TV, ninguém duvidada. Seria, pra ser bem sincero, um desastre para as pretensões alvilaranjas cair em casa para um adversário inferior. A vitória por 91 a 79, portanto, foi protocolar — a de número 14 em 27 jogos (51,9%, oitavo lugar). O que vai ficar guardado dessa quinta-feira — em que o carismático ator Paulo Goulart se foi e que uma onça resolveu passear no Parque Vitória Régia — para a torcida bauruense será a justa homenagem ao pivô Jeff Agba, que atuou quatro temporadas pelo Bauru Basket.

Carinho, gratidão, reconhecimento. Uma sensibilidade que sobrepõe a competitividade e resgata o que há de melhor no espírito esportivo. Parabéns pela iniciativa.

(Na foto acima, o camisa 42 recebe quadro do vice-presidente, Joaquim Figueiredo)

Em quadra, Bauru venceu todas as parciais, o que é uma boa notícia — normalmente, contra adversário inferiores, o ritmo cai no último quarto. Larry Taylor sobrou e conduziu o Dragão à vitória. No sábado (15/mar), às 18h, recebe o Basquete Cearense, outro time encardido, porém, inferior. Fogo neles, pois.

Afunda, Murilo: quase duplo-duplo
Afunda, Murilo: quase duplo-duplo

Números
Larry Taylor: 29 pontos, 8 rebotes, 5 assistências, 3 roubadas de bola
Murilo Becker: 16 pontos, 9 rebotes
Andrezão: 14 pontos, 3 rebotes
Gui Deodato: 11 pontos
Fabian Barrios: 11 pontos
Ricardo Fischer: 10 pontos e 5 assistências

Abre aspas
“Foi um bom jogo. Conseguimos impor nosso ritmo, na defesa, no ataque, pegar rebotes… Faltam cinco jogos e todos são muito importantes para nossa posição nos playoffs”, resumiu o astro Larry Taylor, ao repórter Fábio Leopissi, do Sportv.

“Conseguimos ter o controle do placar durante todo o jogo e isso foi fundamental para a vitória. Tivemos ótimas atuações individuais e uma defesa boa que fez com que essa vitória fosse possível”, avaliou o técnico Guerrinha, via assessoria.

Fotos de Caio Casagrande/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *