Categorias
futebol YouTube

Adeus, Maradona!

25A morte de Diego Armando Maradona, aos 60 anos, neste 25 de novembro de 2020, comoveu o mundo da bola. Um dos personagens mais ricos do futebol não resistiu a si mesmo. Merece as inúmeras reverências, foi um gigante no gramado e um cidadão do mundo, com suas qualidades e defeitos. Fernando Beagá comenta:

Categorias
Esportes jornalismo YouTube

Quem é Fernando Beagá?

Em palestra para estudantes de Jornalismo do Unisagrado (Bauru-SP), em outubro de 2019, o jornalista Fernando Beagá contou sua trajetória no esporte e separou os principais trechos neste vídeo:

Categorias
Esportes jornalismo

Rodrigo Rodrigues: Flamengo, Placar, uniformes e brinco

Gostaria de ter lembranças de Rodrigo Rodrigues comandando o Bate-Bola, da ESPN Brasil, mas era um horário ingrato pra mim à época. Vi um ou outro plantão pós-rodada. Fui impactado mesmo pelo Resenha. Todos fomos. Provavelmente não foi o primeiro programa a reunir boleiros, mas sob seu comando (com a generosa escada para Sorín) foi o melhor. Estilo muito copiado depois, jamais superado.

Comentei com amigos, enquanto lamentávamos, ainda, seu estado grave, que me identificava com o RR por alguns motivos.

Primeiro, obviamente, por motivos rubro-negros. Falava do Flamengo (e de Zico) de um jeito fácil, sem marra, sem incomodar o torcedor de outros times. E crítico, quando necessário. Vibrei quando ele interagiu comigo, no Twitter — concordamos que o uniforme de 2019 era feio.

Também me encantei por Rodrigo ser mais um alfabetizado por Placar. Em 2017, comandou o PLACAR Ao Vivo nas redes sociais, quando entrevistava colegas jornalistas e ex-jogadores. A parte mais saborosa do programa, entretanto, era quando comentava imagens de arquivos da revista. Era evidentemente alguém que as havia folheado na infância. De cá da tela, eu via detalhes que ele, de lá, também via. Tanto viés bom que as lembranças da bola oferecem, mas poucos têm essa percepção. RR tinha.

Via e comentava, principalmente, detalhes de uniformes. Aquela tipologia do número da Finta, nos anos 1990. O patrocínio da Galeria Pagé na camisa do Palmeiras. E mais uma vez concordamos que nunca o Flamengo terá outro uniforme como o da Adidas entre 1988 e 1992 (coraçãozinho eternizado no meu tweet).

Por fim, Rodrigo Rodrigues pra mim é uma questão de representatividade. Coisa simples, besta mesmo, ainda mais em plena segunda década do século 21, mas quem já teve a orelha fulminada por um olhar moralista sabe do que estou falando: o brinco. Aquela argola vistosa quebrou um tabu na televisão.

Se eu humildemente lamento que nunca o conhecerei, imagino a dor dos colegas e amigos que não irão vê-lo novamente, que sabem como foi bom tê-lo por perto.

SRN, RR.

 

Visite o canal do CANHOTA 10 no YouTube e inscreva-se!
Categorias
Flamengo futebol YouTube

Como o Santo André calou o Maracanã em 2004

Outro time de azul, 54 anos depois, repetiu o feito de silenciar o Maracanã: o Santo André, campeão da Copa do Brasil de 2004 ao derrotar o Flamengo por 2 a 0. Os bastidores daquele título improvável agora são revelados pelo excelente livro-reportagem Eles calaram o Maracanã, do jornalista Vladimir Bianchini, da ESPN Brasil.

Ele entrevistou os heróis do Ramalhão, compôs uma narrativa agradável demais e entrega um trabalho primoroso, obrigatório para os andreenses e para quem mais gostar de um bom documentário. Nesta entrevista a Fernando Beagá, Vladimir conta alguns detalhes e fala também de sua carreira no jornalismo esportivo, principalmente na sua especialidade: encontrar e contar boas histórias no futebol.

Ele comenta, por exemplo, que fez quase uma centena de reportagens sobre Jorge Jesus, o que renderia outro livro…

Categorias
futebol YouTube

O melhor livro de futebol de todos os tempos

Não é nenhum almanaque, nem livro-reportagem, tampouco a biografia de algum ídolo do futebol. É uma ficção com uma narrativa maravilhosa, cheia de boleiragem e sensibilidade. Este vídeo é uma homenagem ao escritor Carlos Moraes, falecido em 2019. Sua obra é prima (vencedora do Prêmio Jabuti de 1981, na categoria Juvenil), encantadora e merece os melhores adjetivos. Só há uma forma de comprovar que A Vingança do Timão é o melhor livro de futebol de todos os tempos: lendo! Você não vai se arrepender!