Categorias
Vôlei Bauru

Concilig Vôlei Bauru está na final da Copa São Paulo!

Vôlei Bauru supera o Sesi e chega à decisão da Copa São Paulo

icone-VOLEIO qualificado elenco montado pelo Concilig Vôlei Bauru para a temporada 2016/2017 já mostra seu primeiro fruto: as gigantes estão classificadas para a final da Copa São Paulo, após vencerem o Sesi por 3 sets a 1, atuando fora de casa, em Santo André.

Após perder o primeiro set (18 a 25), as meninas se recuperaram na parcial seguinte, com bastante dificuldade (25 a 22), antes de deslancharem para fechar a partida em sets massacrantes (25 a 9 e 25 a 12). Na decisão, o adversário será o Osasco, que superou São Caetano na outra semifinal. A partida ocorrerá em Osasco, na próxima quarta, 3/ago (horário a definir).

bauru-sesi-copa-sp-volei-2
Meninas celebram vitória. Fotos: Helcio Nagamine/Fiesp

A ponteira Thaisinha foi a maior pontuadora bauruense, com 16 pontos, seguida pela oposta Bruna Honório (14), que saiu bem do banco, e pela central Valquiria (10). A levantadora Juma, as centrais Valquiria e Angélica, as ponteiras Thaisinha e Dayse, a oposta Mari Cassemiro, além da líbero Arlene, formaram o time inicial. A levantadora Letícia, a líbero Dani Terra e a oposta Bruna Honório também contribuíram.

Enquanto o técnico Marcos Kwiek segue em compromissos com a seleção da República Dominicana, Fabiano Kwiek vai conduzindo a equipe, cumprindo o planejamento traçado por eles — e que tem funcionado. Se na temporada passada a equipe, aos trancos e barrancos, conseguiu o inédito terceiro lugar no estadual, para o próximo Paulista cria-se uma ótima expectativa. Não necessariamente para título, mas para forjar um time mais competitivo para a Superliga, logo ali na frente.

ABRE ASPAS
Depoimentos ao repórter Chico José, no pós-jogo da Auri-Verde 760AM/Jornada Esportiva.

“Estamos vindo de bastante treinos, o time inteiro jogou bem, teve volume. As meninas sentiram a pressão no início, eu estava no banco, vibrando, e quando entrei pude passar esse clima pra elas. Agora vamos com garra e alegria para a decisão”, disse Bruna Honório.

“Será a primeira de muitas finais que vamos chegar, pois o trabalho está sendo feito para chegar nas melhores colocações”, celebrou o supervisor Airton Nascimento.

“Essa vitória era tudo o que estávamos procurando. Foi trabalhoso, mas deu certo. As meninas tiveram uma leitura melhor do jogo a partir do segundo set, conversaram mais. A comunicação entre elas é fundamental, pois estão sentindo o jogo na quadra e tornam nosso trabalho mais fácil”, diagnosticou o técnico interino, Fabiano Kwiek.

“A vitória foi muito importante, demos um passo bom, nossa primeira final. Todas tiveram oportunidade de jogar, estão se conhecendo. No primeiro set, jogamos abaixo do que podemos jogar, mas depois controlamos a partida”, avaliou o treinador Marcos Kwiek, que assistiu ao jogo.

 

Fotos: Helcio Nagamine/Fiesp

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *