Categorias
Noroeste

O adeus de Damião Garcia, presidente que marcou época no Noroeste

Ex-presidente do Alvirrubro de Bauru, Damião Garcia morreu nessa sexta-feira

retranca-ECNO empresário Damião Garcia, presidente do Noroeste entre 2003 e 2012, morreu nesta sexta (22/abr) aos 85 anos. Ele lutava contra o câncer e será enterrado às 11h deste sábado, no Cemitério do Morumby, em São Paulo.

O empresário estava com a saúde debilitada desde que renunciou à presidência alvirrubra — nos últimos momentos de sua gestão, já delegara o comando ao neto João Paulo, que foi seu vice-presidente no clube.

Bauruense, Damião tem uma história de sucesso como empreendedor. Foi office-boy na adolescência e depois caixeiro viajante, vendendo produtos da Tilibra país afora. Abriu uma gráfica no bairro do Brás, na capital, depois uma papelaria na Vila Mariana, chamada Kalunga (inspiração no nome do cachorro de um amigo, que Damião julgou ser um bichinho esperto). A discreta loja, inaugurada no início dos anos 1970, prosperou para o setor atacadista e, uma década depois, deu o passo para se transformar na gigante do varejo em informática e material para escritório, impulsionada pela exposição de sua marca na camisa do Corinthians, entre 1985 e 1994.

É aí que entra o futebol. Damião era corintiano doente, conselheiro vitalício do clube que sonhou presidir nos anos 1990 — seu filho, Paulo, já perdeu quatro eleições no Parque São Jorge recentemente. Preso a suas raízes interioranas, viu no Noroeste a oportunidade de manifestar sua gratidão à cidade natal. Foi vice-presidente do clube entre 1998/99 (gestão Archivaldo Reche) e foi “convocado” pelo então presidente da Federação Paulista, Eduardo José Farah, para salvar o Norusca, em estado falimentar.

E aí começou o período mais próspero da história do Noroeste. A “Era Damião”, tão bem retratada no primeiro livro de Paulo Sérgio Simonetti, lançado em 2013. Damião acertou muito, errou também, mas fez história, sobretudo.

Nota oficial
O Noroeste emitiu nota lamentando o falecimento de Damião. “O presidente Emílio Brumati e o vice Rafael Padilha exaltam o incomparável trabalho feito pela gestão Damião Garcia e consideram como única e histórica nos quase 116 anos do clube. Damião assumiu o time na Série A3 e levou até a Primeira Divisão, onde liderou o Paulista e derrotou os quatro grandes, dentro e fora de Bauru. Emílio e Rafael frisam ainda que se espelham nos resultados positivos daquela gestão e buscam, tão em breve, levar o Noroeste de volta à elite do Campeonato Paulista em sua memória”, exalta um dos trechos. Haverá minuto de silêncio em homenagem a Damião nas partidas do sub-15 e sub-17 do Campeonato Paulista, neste sábado, contra o XV de Jaú.

 

Imagem do topo: arte sobre foto de Luis Cardoso (arte, aliás, do livro O Noroeste na Era Damião, que editei)

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *