Categorias
Noroeste

Figurinhas do Noroeste (37): Geraldo, o goleiro artilheiro

Confira o perfil do novo integrante da Galeria Alvirrubra do CANHOTA 10, o goleiro Geraldo, autor de grande feito em 1998

retranca-ECNE o desfile de craques alvirrubros voltou! E voltamos com um grande personagem, ao pedido do Diego Dias Silva, assíduo leitor e presidente da Associação Avante, Rubro! É o goleiro GERALDO — trajetória contada logo abaixo. Se você quer ver seu ídolo do Noroeste na Galeria Alvirrubra, envie e-mail para fernandobh@canhota10.com ou deixe recado na caixinha de comentários aí embaixo — ou, ainda, pode ser via fanpage (já curtiu?).

37-geraldoA figurinha 37 é este goleiro que atuou nos anos 1990. Geraldo entrou para a história alvirrubra após marcar, de cabeça, o gol de empate noroestino contra o América de Rio Preto, no Alfredão, em partida do quadrangular final da Série A2 de 1998 — o Alvirrubro não conseguiu o acesso na ocasião. Naquele dia, o Norusca alinhou com Geraldo; Claudemir, Válder, Nei (Ronaldo Cebola) e Ismanir (Chiquita); Ivanildo, Claudecir, Adãozinho e Marquinhos; Moisés e Tequila — treinados por Luís Carlos Martins. Seu feito pelo Noroeste aconteceu 36 anos depois do gol de Navarro sobre o Taubaté, em dezembro de 1962.

Geraldo hoje mora em Piritiba, na Bahia, onde nasceu em 1 de outubro de 1972. Começou no Galícia e saiu de seu estado para construir carreira no futebol paulista, passando por Mogi Mirim, Olímpia e Noroeste. Mas foi no Nordeste que se tornou ídolo, como titular do Sampaio Corrêa, do Maranhão, campeão estadual e do Brasileiro Série C em 1997. Também se destacou no CRB, de Alagoas, no início da década seguinte.

CLIQUE AQUI E CONFIRA TODA A GALERIA DE CRAQUES ALVIRRUBROS

Geraldo foi exaltado pela torcida. Fotos: Reprodução
Após o gol histórico, Geraldo foi exaltado pela torcida. Fotos: Reprodução

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *