Categorias
Noroeste

Bonfim está na lista de afastados do Noroeste pelo técnico Edinho Machado

Ídolo do Noroeste, Bonfim está entre os jogadores que não estão mais nos planos do técnico Edinho Machado

Conforme prometido pelo técnico Edinho Machado, após o empate contra a Francana, saiu a lista de jogadores afastados do elenco do Noroeste. Isso mesmo, afastado, treinando em separado. No momento, o clube não pode nem pensar em demitir, pois não há dinheiro em caixa — já são três meses de salário atrasado (maio, junho e julho). Além disso, há o impedimento burocrático para rescisões e inscrições, já que o clube ainda não entregou à Federação o balancete financeiro de 2012.

Conforme deduziu corretamente o jornalista Rafael Antonio, logo após a explosiva entrevista de Machado, Bonfim estava na mira do treinador. O zagueiro está na lista que ainda conta com os zagueiros Cazão e Wallace, os laterais Esquerdinha e Júnior Maranhão, o volante Rogério, o meia Vinícius e o atacante Valdir. A informação foi publicada inicialmente no programa Tem Esporte, da TV Tem, e na rádio Auri-Verde.

A atitude do técnico é corajosa, ao afastar um dos grandes ídolos da torcida, com mais de 200 jogos com a camisa do clube. Ainda mais porque Bonfim, líder do elenco, era um dos que mais cobravam uma solução dos problemas financeiros.

As consequências virão logo. A reação dos torcedores, o clima nos vestiários (grupo rachado?) e, principalmente, o reflexo no próximo jogo, sábado, contra o Linense. Enquanto isso, o gestor Fabiano Larangeira está em Caxias do Sul.

Reforço
O meia Márcio Luiz, de 32 anos, anunciado como novidade no elenco, tem no histórico recente boa participação na campanha do acesso do Marília à Série A-2 (fez três gols). Depois, teve passagem relâmpago pelo Fernandópolis, na quarta divisão, de onde foi dispensado “devido a deficiência técnica e problemas internos”, segundo o clube. O jogador está apto fisicamente a jogar, mas sua inscrição, pelos problemas burocráticos, é uma incógnita.
Atualizado: em contato com pessoas ligadas ao Fernandópolis, a avaliação de Márcio Luiz foi a seguinte: “Com relação a parte técnica ele estava deixando a desejar, mas o principal motivo foi indisciplina mesmo, estava tumultuando o ambiente.”

GVT
Na segunda-feira, houve um encontro entre Larangeira e diretores da empresa de telefonia, que chegou forte a Bauru nas últimas semanas. A conversa foi intermediada pelo vereador Pastor Sakai. Há otimismo num desfecho positivo: os executivos levaram um portfólio e prometeram responder em breve se pretendem patrocinar o clube.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *