Categorias
Noroeste

Noroeste vence a primeira na A3, mas segue sob desconfiança

Vitória sobre o combalido Grêmio Barueri não anima e ainda é difícil traçar o potencial do Norusca

retranca-ECN-A3É como dizem os pais da Damires, não fez mais do que a obrigação. Se o Noroeste não ganhasse do Grêmio Barueri, não ganharia de ninguém. Não foi convincente — e isso preocupa –, mas trouxe os três pontos com a vitória por 2 a 0. Também não foi uma negação, pois colocou bola na trave e fez o goleiro adversário trabalhar. Enfim, mais uma rodada, mais uma convivência no vestiário, mais elementos para discutir e tentar melhorar.

Na próxima quarta (10/fev), no Alfredão, às 20h, o Sertãozinho será um adversário importante para finalmente medirmos a ambição dessa equipe. O Touro dos Canaviais montou um elenco para subir, mas ainda não se encontrou — perdeu em casa para o São José genérico — e virá a Bauru disposto a melhorar sua pontuação.

Em Barueri, o Norusca enfrentou uma equipe capenga, que colocou o goleiro reserva na linha. Quem esteve em campo deu o máximo, jogou com dignidade, mas era um rascunho de time, por isso a obrigação alvirrubra. Para se ter uma ideia do perrengue, a fala do zagueiro Dênis, bauruense que ano passado jogou no amador, pelo Oriente, eleito o melhor de sua posição. Tentando a sorte mais uma vez entre profissionais, está com a esposa grávida e disse ao repórter Jota Augusto: “Quero pedir paciência pra minha família, que as coisas vão melhorar. Não tem Carnaval, a situação está difícil e temos que trabalhar”.

Outro personagem da partida também é bauruense: o centroavante Marcão, autor dos dois gols (aos 13 e aos 22min). Importantíssimo para um camisa 9 desencantar e pegar confiança. Que tenha sido o abrir da porteira.

Avante, Norusca. Vejamos se ainda há o que desencantar nesse time. O técnico Lela segue sob desconfiança, a torcida pede mudanças na escalação. Mas pede, sobretudo, motivos para ter esperança no acesso.

ABRE ASPAS
“A gente sabia que não poderia falhar. Mas ainda temos que fazer um jogo convincente diante da nossa torcida”, resumiu o zagueiro Herick Samora à transmissão da Auri-Verde 760AM/Jornada Esportiva.

“Pude ajudar a equipe a voltar para Bauru com os três pontos. Se sobrar, tem que botar pra dentro, sem quem for o adversário”, comemorou o atacante Marcão.

O Noroeste venceu jogando com Roni; Guilherme, Herick Samora, Victor Matheus e Hipólito; Sigmar (Maicon Douglas), Rodrigo e Marcelo Santos; Cassiano (Vitor Visa), Marcão e Everton (Ueslei)

 

Fotos: Gustavão Lopes/Avante, Rubro!

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *