Categorias
Noroeste

Anis Buzalaf anuncia que se afastará da presidência do Noroeste

Em entrevista à TV Preve, Anis Buzalaf avisa que pedirá afastamento da presidência do Noroeste

Em entrevista hoje ao jornalista Samuel Ferro, no programa Enfoque Regional, da TV Preve, Anis Buzalaf Junior anunciou que pedirá licença do cargo de presidente do Noroeste na próxima sexta-feira, 30 de agosto. Ele alega motivos de saúde para a decisão, mas reforça a promessa que fez ao Jornal da Cidade na semana passada: a de que entregaria o cargo caso não entrasse receita no clube até essa data. “Se aparecer alguém para entrar no meu lugar, entrego na hora!”.

A resposta veio depois que Samuel leu minha pergunta, que reproduzo na íntegra: O jornalista Rafael Antonio afirmou saber de um grupo que pretende assumir o Noroeste, desde que a atual gestão renuncie. O presidente Anis já foi procurado por esse grupo? E mantém a palavra de que entrega o cargo dia 30, caso não consiga nova receita?

Rafael entrou em contato com a TV Preve e reafirmou ter informação fidedigna de que uma empresa pretende assumir o clube, mas que não está autorizado a revelar o nome. E que a condição é mesmo a renúncia de Anis. Ao vivo, o presidente bradou: “Entrego o cargo hoje! É só me ligar. Já adianta o meu lado”.

E antes que os impacientes pressionem o correto jornalista do Jornada Esportiva, uma aulinha de Jornalismo: se a fonte confiou a informação, é preciso respeitar as condições. Cabe a esse grupo apresentar uma proposta ao Conselho Deliberativo do Norusca. Esse afastamento no próximo dia 30 pode ser o ponto da virada do clube, que completa 103 anos no próximo domingo.

A entrevista
Acompanhado do conselheiro Abel Abreu, Anis reconheceu que assumiu o Noroeste sem nenhuma experiência na administração do futebol, mas “não havia outras opções” — ele concorreu com outros três candidatos.

O presidente relatou que reduziu os gastos mensais do Noroeste de R$ 492 mil, nos tempos de Damião Garcia, para atuais R$ 160 mil — contra uma receita atual de R$ 24 mil. Reforçou sua esperança em conseguir 4 mil noroestinos contribuindo entre R$ 40 e R$ 50 mensais para manter o clube sem depender de outras fontes. A medida pode não funcionar caso o Noroeste não avance na Copa Paulista. Afinal, o benefício de se tornar sócio-torcedor é acompanhar os jogos e falta apenas um no Alfredão na primeira fase…

Anis contou ainda que o ex-gestor Fabiano Larangeira, no período em que esteve no clube, colocou R$ 40 mil dos R$ 190 mil prometidos para o período. E disse estar cheio de projetos e de portas abertas para parcerias, mas de mãos atadas enquanto não entrar dinheiro.

Foto: Quioshi Goto/Jornal da Cidade

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *