Categorias
Esporte de Bauru

Tem bauruense ouro no Pan, sabia?

Marcel Bighetti conquistou ouro no Pan de Kung Fu no último final de semana. Lutador procura patrocinadores para ir ao Mundial

A maioria das atenções estavam voltadas para Jogos Pan-Americanos em Toronto, mas o lutador bauruense Marcel Bighetti estava no alto do pódio logo ali, no ABC Paulista, na última semana. E o peso do ouro é o mesmo de quem vai trazê-lo lá do Canadá.

Enquanto não se torna uma modalidade olímpica, o kung fu tem seu próprio Pan-Americano, que foi disputado entre 7 e 12 de julho, reunindo cerca de 300 atletas de 13 países (incluindo Estados Unidos, Argentina, Chile e Peru) e público estimado de mais de mil espectadores no ginásio Pedro Dell’Antonia, em Santo André.

marcel-kung-fu-2Marcel foi campeão na categoria Shuai Jiao (luta de projeção) até 70kg. E não foi nada fácil… O atleta teve uma fratura na fíbula ocorrida durante os treinos que quase o deixou de fora da competição. Na recuperação, ele contou com o apoio da fisioterapeuta Joana P. Costa, do preparador físico Victor Goulart e da Vida Academia.

Agora, Marcel se prepara para o Campeonato Brasileiro e sonha com o Mundial, para o qual já recebeu convocação e que será realizado em 2016. Sua maior batalha, porém, será conseguir patrocinadores para que possa fazer a viagem. Ele já teve a chance de participar do evento mundial por duas vezes, mas ficou de fora por conta da falta de apoio financeiro para custear as despesas.

Marcel é tetracampeão paulista, bicampeão brasileiro, campeão sul-americano e campeão pan-americano de Kung Fu/Shuai Jiao e técnico da equipe da Shuai Jiao da Associação Garra de Tigre de Kung Fu. Além disso, venceu o Troféu Ligado de 2014 que premiou os melhores atletas bauruenses de 2013.

Com um currículo desse porte, Marcel merece apoio para levar o nome de Bauru mundo afora. Não se trata de “ajuda”, mas de investimento, de agregar o valor da sua marca a um esportista vencedor. Fica a dica.

 

Fotos: Divulgação

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *