Categorias
Esporte de Bauru

Multicampeão, Fábio Manfrinato ensina luta de braço gratuitamente

Campeão de votos e de luta de braço, vereador Fábio Manfrinato estimula entusiastas pela modalidade

equipe-manfrinatoO projeto não é novo (existe desde 2013), mas nunca é demais divulgar boas iniciativas. Atleta de luta de braço, Fábio Manfrinato ministra aulas gratuitas para interessados nesse esporte. Sim, é o vereador. Muito antes de ser o campeão de votos para a Câmara Municipal, colecionava títulos mundiais — cinco edições: 1999, 2000, 2001, 2003 e 2005.

Nem sempre a agenda política permite que esteja em todos os encontros, mas Fabinho conta com um estafe para ensinar luta de braço a jovens e adultos. Ele coordena a Equipe Manfrinato, que já acumula troféus e está de olho em novos talentos — contando, de antemão, com o melhor dos objetivos, a inclusão social.

As aulas acontecem todas as quartas-feiras, às 19h, na Praça Paradesportiva, na quadra 5 da avenida Nuno de Assis.

O Canhota 10 conversou com Fabinho, cada vez mais animado com sua missão:

Quando surgiu a ideia das aulas e quais são os objetivos dessa ação?
A ideia surgiu de um pensamento de que eu deveria retribuir, de alguma forma, as conquistas que eu obtive com o esporte. Devo muito à luta de braço e montar esse projeto para ensinar a modalidade foi a forma que encontrei para devolver um pouco do que eu consegui.”

Está satisfeito com o retorno? Além do viés social, você já vislumbrou futuros campeões?
Estou muito satisfeito com os resultados e a Equipe Manfrinato já está colhendo os frutos. Este ano já conquistamos medalha em três importantes campeonatos: Paulista Estreante, Paulista e o Brasileiro. A equipe também conquistou lugar no pódio em vários campeonatos não-federados no Interior de São Paulo.”

Há limites de vagas? Algum pré-requisito? O que alguém que tiver interesse tem que fazer para participar?
Não há limite de vagas para participação. Basta apenas que a pessoa tenha no mínimo 14 anos e vontade de conhecer o esporte. Conforme eles vão adquirindo técnica, os campeonatos são uma forma deles colocarem em prática o que aprenderam nas aulas. O pré-requisito é foco e disposição. Se o interessado for menor, deve apresentar autorização dos responsáveis.”

Já se deparou com situações emocionantes durante as aulas? Você é o professor, mas certamente está aprendendo também…
Com certeza vivemos em constante aprendizado. Um dos competidores tem 15 anos e está com a gente há pouco mais de um ano. Chegou tímido, só pra conhecer o esporte acompanhando o tio que já é um dos veteranos e foi se aperfeiçoando e conquistando muitas medalhas. Vi muito da minha história nele, na sua determinação e isso é muito emocionante. Além disso, as amizades que o esporte proporciona são pra vida toda, e não há o pague esse sentimento.”

De olho na turma: conselhos preciosos. Fotos: Divulgação
De olho na turma: conselhos preciosos. Fotos: Divulgação

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *