Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru retoma rotina no NBB vencendo Uberlândia

Contra o Uberlândia, Paschoalotto Bauru alcança a 17ª vitória seguida no NBB, mas teme por contusão de Jefferson William

(Direto da Panela) Até pouco tempo, ganhar de Uberlândia, mesmo na Cidade Sem Limites, era tarefa ingrata. Por dois anos seguidos Cipollini matou na última bola aqui. Lá no Triângulo Mineiro, então… Tanto que o passeio no NBB passado, no returno, foi um grande feito, depois da varrida que o Dragão levou na semifinal do NBB 5. Hoje, entretanto, o time do senador não é páreo para o Paschoalotto Bauru, que venceu com tranquilidade em seu retorno ao nacional, depois de avançar na Liga das Américas: 87 a 64, sem forçar.

No sábado, às 17h, também na Panela, a tarefa será bem mais complicada: o encardido Minas, maior surpresa da temporada, vai exigir dos guerreiros. Ainda bem. Quanto mais difíceis forem os jogos para manter a competitividade do time lá em cima, melhor.

BOLA QUICANDO
Bauru já começa disposto a abrir vantagem, forçando o jogo interno, com Hett sobrando no garrafão — e fora dele, acertando dois chutes triplos. O camisa 30 anota nada menos do que 16 pontos no primeiro quarto. Guerrinha já começa a promover revezamento, de olho na maratona que ainda vem pela frente. No estouro do cronômetro, quase Alex guarda de longe. Parcial de 26 a 14.

No segundo período, segue a correria, agora na velocidade de Gui Deodato! Com a mão quente, o camisa 9 faz de longe e crava de perto, para alegria da galera. Mas a euforia dá lugar à apreensão quando Jefferson William cai e precisa sair amparado. O tornozelo direito chiou — mais detalhes abaixo. Com o passeio do Batman, Bauru fecha o primeiro tempo com tranquilos 49 a 26 (fração de 23 a 12).

O Dragão não relaxa. Volta com quinteto forte e recomeça a partida já guardando chutaço de Hettsheimeir. A transição funciona, a diferença aumenta para 35 pontos, o que acaba gerando um natural relaxamento, com Ricardo Fischer errando passes, o que não é habitual. São três ataques seguidos perdendo bolas bestas. Mas bastaram três chutes de fora — um de Wesley Sena (!) e dois de Gui — para conter a “reação” mineira. Parcial de 29 a 20, agregando 78 a 46.

O último quarto não conta… aí foi hora de soltar mesmo e se poupar. Com 1min, 0 a 4 e bronca de Guerrinha. O quinteto Ricardo, Gui, Alex, Murilo e Hett parece estar mantendo ritmo de jodo, treinando para sábado. Mas logo vem a molecada. Desta vez, entretanto, não aproveitaram o tempo em quadra. Nos 3min finais, marcam apenas um pontinho. Por outro lado, sofreram apenas quatro. O triunfo parcial de 9 a 18 nem faz cócegas na vitória construída, finalizada em 87 a 64. A 21ª vitória em 23 jogos.

jefferson-uberlandia-bauru-nbbJEFFERSON PREOCUPA
O camisa 1 sai amparado da quadra, sem conseguir pôr o pé direito no chão. Numa primeira avaliação, pelo toque, o médico Luciano Camargo não detectou rompimento. Mas só o exame, na manhã desta sexta, dirá. A preocupação dos amigos de time, apoiando Jé, foi mais uma demonstração da união do grupo. A participação no Final Four da Liga das Américas está em risco.

O ala Robert Day foi poupado contra o Uberlândia e deve seguir fora nas próximas duas partidas.

ABRE ASPAS
“Papel bem feito, principalmente jogando em casa. Começamos muito forte, abrindo vantagem que, inteligentemente, conseguimos administrar. O time está de parabéns, agora é focar nas nas próximas partidas e esquecer a Liga das Américas, depois a gente troca a chavinha e vai com tudo”, disse o ala Gui Deodato, que comentou sobre o próximo adversário. “O Minas é uma equipe jovem que está fazendo um ótimo campeonato. Fico orgulhoso de ver uma molecada que está jogando um basquete de bastante intensidade e defesa. Estão brigando pelo espaço deles e isso é muito legal. Da nossa parte, é manter o foco, porque é perigoso. Temos que abrir vantagem e administrar”, completou.

O pivô Mathias falou da experiência de, nos últimos minutos, ser o mais experiente em quadra. “Foi diferente, pela primeira vez no campeonato isso aconteceu e foi uma experiência muito boa para mostrar um pouco do que eu sei. É difícil, porque eu, experiente… Só tenho 25 anos”, brincou. O camisa 12 também falou do Minas: “É uma equipe difícil, os moleques têm intensidade, querem aparecer no cenário e vão dar o máximo, porque estamos na liderança e vão querer tirar nossa invencibilidade.”

“A gente voltou depois de uma sequência de jogos na Liga das Américas, um torneio bastante duro. Estamos de volta em casa, o que é bom para continuar essa sequência boa no NBB. O time já entrou bem, concentrado e fizemos o que foi planejado no vestiário. Estamos mentalmente e fisicamente bem para aguentar esses jogos”, disse o pivô Rafael Hettsheimeir, que andou contando histórias de pescador no intervalo, de um tal pintado de cinco quilos que fisgou no Tietê. “Quem me conhece em Araçatuba sabe que sou pescador. Gosto de pesca esportiva pra relaxar.”

NUMERALHA
Gui Deodato: 23 pontos, 3 enterradas
Rafael Hettsheimeir: 21 pontos, 5 rebotes
Murilo Becker: 11 pontos, 7 rebotes
Alex Garcia: 7 pontos, 8 assistências, 4 roubos de bola
Larry Taylor: 7 pontos, 4 rebotes
Wesley Sena: 6 pontos, 2 rebotes
Jefferson William: 5 pontos, 3 rebotes, 3 assistências
Thiago Mathias: 5 pontos, 4 rebotes, 3 tocos
Carioca: 2 pontos, 3 rebotes
Ricardo Fischer: 7 assistências

 

camisa-guerrinha-brasil

Quer ganhar a réplica da camisa que o Guerrinha usou na conquista do ouro no Pan de 1987? CLIQUE AQUI e saiba como concorrer. Opiniões até o fim da primeira fase do NBB irão concorrer!

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *