Categorias
Bauru Basket

Convite para Sul-Americana adianta em mais de um ano ambição do Paschoalotto Bauru

Desistência de time venezuelano garante vaga na Sul-Americana 2014 ao Dragão

O colega João Paulo Benini, do Papo com o Papa, cantou a bola no meio a tarde — a partir da desistência do Guacharos, da Venezuela — e o Paschoalotto Bauru confirmou à noite o convite da Abasu para a disputa da Liga Sul-Americana 2014. Uma grande notícia, que antecipa em mais de um ano os planos da Associação.

Nas oportunidades em que apresentou os grandes reforços da equipe, Rodrigo Paschoalotto, presidente da patrocinadora máster, não escondeu a ambição de disputar títulos internacionais. Sem meias palavras, a meta é chegar à final do NBB7, o que garantiria a equipe na Liga das Américas 2016. Mas a vaga na Sul-Americana chegou em boa hora, como excelente degrau para esse elenco mais do que à altura do desafio. Pra falar a verdade, era um desperdício um grupo tão qualificado fora de uma disputa internacional.

Se vencer a Sul-Americana, o que não seria nenhum exagero, o time da Sem Limites já entra na Liga das Américas 2015. Melhor, impossível.

Não seria nenhum exagero, mas não será fácil. De cara, o grupo D coloca os guerreiros frente a frente com Brasília (atual campeão) e Defensor (Uruguai). O azarão é o Guerreros, da Colômbia. O que pode facilitar a vida bauruense é a possibilidade de a chave ser disputada aqui — estava marcada para Maturín, na Venezuela, terra dos desistentes. E Bauru tem moral com a Abasu e a Fiba Americas. A decisão deve sair logo (local e confirmação de datas).

Além de Bauru e Brasília, Limeira e Mogi são os outros brasileiros na disputa.

 

Foto: Samuel Vélez/Fiba Americas

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *