Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru supera desfalques, vence Pinheiros e está na semifinal do NBB

Mesmo com desfalques de última hora, Dragão vence Pinheiros e chega a mais uma semi do NBB

retranca-NBBFeito. O Paschoalotto Bauru está na final da oitava edição do Novo Basquete Brasil. Foi difícil, a virada veio no fim, mas o placar de 89 a 86 sobre o Pinheiros foi um alívio para os guerreiros, desfalcados de Murilo Becker e Jefferson William — além do Ricardo Fischer, claro. A série foi fechada em 3 a 1 e agora o Dragão encara o Brasília, com a vantagem de jogar três partidas em casa, se necessário. O fator casa será fundamental, porque vai ser osso vencer lá no caldeirão candango que é o ginásio da Asceb — primeira prevista para 3/mai/ter, na capital federal.

Alex foi o cara do jogo 4. Fotos: Caio Casagrande/13 Comunicação/Bauru Basket
Alex foi o cara do jogo 4. Fotos: Caio Casagrande/13 Comunicação/Bauru Basket

BOLA QUICANDO
Como em toda a série, Bauru falhou na defesa, a ponto de permitir 30 pontos do adversário só no primeiro quarto. Fechou a metade do jogo oito pontos atrás, fez um terceiro período equilibrado, mas só tomou a dianteira na parcial final, a 7min do fim, com bola de três de Alex Garcia, que foi o condutor da vitória — como seus números são consistentes; além de Brabo, também é o líder técnico da equipe. Mas, depois de conseguir abrir seis pontos, o Dragão permitiu o empate (84 a 84) a exato 1min do término do jogo. E aí que veio a sequência decisiva: Hett perdeu a bola, mas Alex deu um tocaço em Holloway, matando o contra-ataque. Aí, a redinha decisiva: Paulinho achou Day na cabeça do perímetro e ele não negou fogo, de três, a 27s. Diferença fundamental para administrar a regressão do segundos até a vaga na final.

DESFALQUES
Murilo Becker apresentou problemas na pressão ocular (lembrando que um descolamento de retina foi seu drama no início da temporada) e o oftalmologista aconselhou repouso de três dias. Já Jefferson William sofreu desconforto na parte posterior do joelho direito e foi poupado. A expectativa é que estejam em quadra no jogo 1, contra Brasília.

ABRE ASPAS
Entrevistas colhidas pelo repórter Luiz “Charada” Lanzoni, na transmissão da Auri-Verde 760AM/Jornada Esportiva:

“A bola sobrou e eu estava pronto. Qualquer jogador quer ter o prazer de fazer esse chute. Deu certo hoje, o treinamento está rendendo! A gente tem experiência, mas temos que usar essa experiência todo dia. Contra um time novo como esse, tomamos contra-ataque a série inteira. É uma coisa que não podemos deixar”, disse o ala Robert Day, o homem da bola do jogo.

“No começo do jogo a gente entrou desconcentrado, mas todo mundo mostrou raça e vontade e conseguimos virar. Brasília é uma equipe experiente, forte, vai ser uma série mais difícil do que contra o Pinheiros. Nossa equipe está muito unida, como sempre esteve, e nos unimos ainda mais nos momentos difíceis da temporada”, comentou o pivô Rafael Hettsheimeir.

“A porteira abriu. Estou superfeliz, mas foi um trabalho duro e firme em cima disso. Em outras equipes, sempre saí de cabeça erguida porque estava suando o máximo. Desde o começo, tivemos como meta chegar à final, mas temos que pensar jogo a jogo, vai ser muito duro o playoff contra Brasília. A gente sai fortalecido, o Pinheiros valorizou muito nossa vitória”, comemorou o técnico Demétrius Ferracciú, que refere-se à porteira aberta por ser sua primeira semifinal de NBB.

Paulinho: outra boa partida
Paulinho: outra boa partida

NUMERALHA
Capitão América: 24 pontos, 11 rebotes, 4 assistências, 2 roubos de bola, 2 tocos e 40 minutos em quadra!!! Esse cara continua diferenciado.
Léo Monstro: 17 pontos, 7 rebotes, 2 assistências
Magic Paulo: 16 pontos, 8 assistências (39min em quadra!)
Hett: 15 pontos, 10 rebotes, 3 assistências
#ficaDay: 10 pontos, 2 rebotes, 3 roubos de bola
Wesley #NBAdraft Sena: 5 pontos, 3 rebotes
Gui Santos: 2 pontos, 2 rebotes, 1 assistência
Léo II: 1 rebote

 

canhota-zapzap-perfilQuer ser avisado(a) quando houver texto novo no CANHOTA 10? Basta salvar o número +55 14 98109.6388 na agenda do seu celular e enviar um recado via WhatsApp solicitando a inclusão na nossa lista. É rápido!

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *