Categorias
Noroeste

Noroeste vence na estreia com roteiro perfeito

Alfredão com bom público e golaço marcam vitória do Norusca na estreia da A3

retranca-ECNSão Pedro deu trégua e o domingo de manhã esteve perfeito para assistir futebol. A saudade do time somava quase dez meses e a torcida respondeu ao esforço midiático de convocar muita gente para ir ao Alfredão. Colocar quase 3,9 mil pessoas numa estreia foi uma grande façanha. A maior preocupação, entretanto, era o time corresponder em campo a essa euforia — do contrário, como sabemos, o público do segundo jogo em casa já seria menor.

Pois o Noroeste fez valer cada ingresso. Com uma equipe aplicada taticamente, fez o que era mais importante neste começo: ganhou. O placar de 1 a 0 sobre o São Carlos (golaço de Diego Iatecola, assista abaixo) foi o suficiente para empolgar os alvirrubros, as redes sociais estão tingidas de vermelho e este belo roteiro para o primeiro ato dá esperanças de uma boa campanha nesta Série A3.

 

 

noroeste-sao-carlos-sangaletti
Sagaletti: time ofensivo

Em particular, o técnico Marcelo Sangaletti comemora sua estreia oficial na função com uma vitória. Ele montou um time ofensivo, com pontas (Bruno Rodrigues e Juninho Bueno), centroavante fixo (Gabriel Barcos) e a cereja do bolo, um meia de ligação (ponta-de-lança, para os saudosos), Diego Iatecola. Começou bem, o camisa 10. Ninguém faz 15 gols num campeonato à toa — no caso dele, na Bezinha de 2016 pelo Taboão da Serra. Com este tento da vitória, Diego atende à expectativa de ser o artilheiro do time, até porque Barcos mostrou um perfil mais brigador, de pivô, do que de finalizador.

Airon respondeu bem quando exigido, mantendo a tradição de bons goleiros noroestinos.  Nas laterais, Thiago Félix e Rael desceram pouco, até para não deixar a defesa vulnerável aos contra-ataques do São Carlos. A dupla de zaga (Citta Jr e Vitor Gava) esteve firme, igualmente a dupla de volantes (Jonatas Paulista e Maicon Douglas), esta titular absoluta, incontestável, já deu liga. As substituições não funcionaram muito, mas eram necessárias, pelo cansaço do homens de lado e pelas dores musculares de Thiaguinho. O meia Caio Tavera, pelo que temia desde a contratação, é muito ciscador e pouco vertical. Tomara que esteja errado.

Maicon Douglas: qualidade de sempre no meio-campo
Maicon Douglas: qualidade de sempre no meio-campo

O próximo compromisso do Noroeste será fora de casa, contra o Flamengo, em Guarulhos, dia 5/fev (domingo), às 10h.

O Alvirrubro venceu o São Carlos jogando com Airon; Thiago Félix (Bira), Citta Jr., Vitor Gava e Rael; Jonatas Paulista, Maicon Douglas, Diego Iatecola e Juninho Bueno (Jhony); Bruno Rodrigues (Caio Tavera) e Gabriel Barcos.

Acerto e erros

Se na estreia do ano passado, contra o Grêmio Osasco, o clube teve problemas para receber 962 pagantes, já imaginava que neste domingo a bilheteria não seria uma perfeição. Houve relatos de demora, de torcedores que desistiram, além de haver gente ainda entrando com o primeiro tempo perto do fim. O próprio presidente Estevan Pegoraro, em entrevista pós-jogo à rádio Auri-Verde, teve a humildade de reconhecer essas falhas. É o primeiro passo para melhorar a logística na próxima partida em casa.

Vamos ao acerto: o sócio-torcedor foi recebido sem muitos problemas — e é importante cativar, com competência, esse importante colaborador mensal. Além disso, houve um trabalho intensivo de novas adesões, tanto na entrada do estádio, quanto durante a partida. Se o time continuar respondendo em campo, a meta inicial de mil sócios poderá ser finalmente ultrapassada.

Torcida respondeu ao chamado. Foto: Fernando Clementino
Torcida respondeu ao chamado. Foto: Fernando Clementino

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *