Categorias
Noroeste

Noroeste volta de Guaratinguetá com um ponto e sem técnico

Após empate contra o Manthiqueira, treinador João Martins é demitido do Noroeste. C10 falou com ele

retranca-bezinhaDepois de perder na estreia da segunda fase da Bezinha, o Noroeste trouxe um importante empate na segunda rodada do grupo 4, ao empatar em 2 a 2 com o Manthiqueira, fora de casa — em algum momento terá que vencer como visitante para compensar a derrota no Alfredão, mas, por enquanto, é um ponto a comemorar. Mas não foi só esse pontinho que veio na bagagem. Veio um problema: a demissão do técnico João Martins. Houve uma discussão no intervalo da partida, mas o desligamento só foi confirmado na tarde deste domingo — aqui a notícia do colega Emerson Luiz, da 94FM.

Emerson também revelou que a intenção da diretoria, num primeiro momento, é apostar no meia Marcelo Santos, que está fora de combate por conta de um estiramento na coxa, como treinador interino.

O MOTIVO
Segundo reportagem de Erlinton Goulart (aqui), um desentendimento no intervalo da partida foi determinante. “Pela primeira vez, desde que assumimos a presidência, fomos ao vestiário. Ficamos indignados com o treinador, que não cobrou empenho do time. Não suportamos passividade e cobramos, afinal, os salários estão em dia e o time viajou na quinta-feira para Guaratinguetá. João Martins pediu para não interferir e dissemos ‘não interfira o senhor'”, contou o presidente alvirrubro, Emilio Brumati, ao Futebol Bauru. O dirigente ainda afirmou ter sido desrespeitado pelo treinador.

Estádio Dario Rodrigues Leite, o fim da linha para Martins. Foto: Cristiani Simão/Jornada Esportiva
Estádio Dario Rodrigues Leite, o fim da linha para Martins. Foto: Cristiani Simão/Jornada Esportiva

O Canhota 10 entrou em contato com João Martins, que confirmou que a discussão foi mesmo um dos motivos da saída. Mas completou: “O presidente alegou que a torcida pediu minha troca”. E se despediu. “Só tenho a agradecer. Vamos que vamos”, finalizou o breve papo.

A parceria com a Ferroviária, segundo Emilio disse a Goulart, não corre riscos. O presidente do clube de Araraquara foi consultado e garantiu a permanência dos atletas. Resta saber o comportamento da molecada de confiança de Martins, agora sem o treinador por perto. Como cada um tem que correr atrás do seu pão de cada dia, que sigam correndo atrás também dessa vaga na Série A-3.

O Norusca empatou como Manthiqueira jogando com Aranha; Alisson Pirinha, Igor, Marcelinho e Ian; Capixaba, Makelelê e Léo Cunha (Luiz Azevedo); Sávio, Edson Negão (Bira) e Hygor Silva (Gustavo Henrique).

Com os dois gols da partida, Hygor Silva chegou a 15 na competição. Ano passado, pelo Guariba, ele marcou 11 na Bezinha. Fede a gol, esse moleque.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *