Categorias
Noroeste

Em bom jogo contra o Flamengo, Noroeste se despede da Copa SP

Alvirrubro abriu 2 a 0 contra o Flamengo, até com gol olímpico de Douglas, mas não resistiu

Cheguei a lamentar o desfalque do jovem craque Douglas na vitrine que seria a partida contra o Flamengo, na TV, mas ainda bem que ele entrou em campo. “Bate faltas e escanteios que é uma maravilha”, encantou-se o grande Henrique Perazzi de Aquino na estreia, dia 3. Pois o blogueiro — e todo noroestino — ganhou de presente dois golaços, na derrota por 3 a 2 para o Flamengo, no encerramento da participação do Noroeste na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Sim, foi um pecado permitir a virada, após estar ganhando por 2 a 0. Mas, antes de falar da partida, sigamos com os golaços de Douglas. Aços mesmo. Ué, mas o segundo não foi um frango do goleiro? Foi, mas o moleque chutou do círculo central um rasante e tanto. Tem mérito. E no primeiro, colocou na bola uma curva indecente de bonita. A joia alvirrubra vai ser assunto nos gols da rodada, certamente, e o repórter bom de bola Jota Martins farejou um imediato interesse do Flamengo no canhotinho. Vejamos.

O balanço final desta Copinha para o Noroeste, de forma resumida: valeu muito a pena sediar um grupo, trazer otimismo, visibilidade e mexer com o público — certamente muita gente que havia perdido o hábito de ir ao Alfredão, deu um pulo à Vila Pacífico. De quebra, o técnico Luciano Sato anunciou que aproveitará seis atletas no profissional: o lateral-esquerdo Rafael, os volantes Diego e Bruno, os meias Caetano e Douglas e o atacante Aguiar. Se vão corresponder na Série A-3, só jogando para saber. Douglas, se não for embora, certamente, está pronto.

O jogo

Douglas: chute venenoso. Foto: Reprodução
Douglas: chute venenoso. Foto: Reprodução

No primeiro tempo, o Rubro-Negro instalou blitz nos minutos iniciais, chegando com perigo aos 3 minutos, aos 5 e com pênalti a favor aos 6, desperdiçado por Romário, que chutou para fora. Na primeira boa chegada noroestina, aos 9, boa resposta: Douglas bateu belo escanteio e guardou olímpico. Depois de um lá e cá morno, Thiago Santos desperdiçou chance para o Flamengo aos 28. A nova investida alvirrubra, aos 36, foi perigosa: Caetano acertou o travessão.

Na etapa final, novamente os visitantes começaram forte, em chute cruzado de Juan Felipe, aos 3. E, de novo, resposta do Norusca na rede: aos 4, Douglas cobrou falta praticamente do meio campo e o arqueiro aceitou: 2 a 0 e muita festa no Alfredão, com bom público. Aos 8, o atacante Juninho perdeu a primeira de muitas finalizações, algumas desperdício mesmo, outras mérito da defesa rubro-negra — o camisa 11 noroestino teve chances também aos 21, 22, 41 e 42. O Flamengo diminuiu aos 15, quando o goleiro Guilherme rebateu falta batida por Cafu e o zagueiro Rafael completou no rebote. A descrição da jogada é a mesma para o tento de empate, aos 39min. Antes, o time carioca desperdiçou outro pênalti, aos 18, com boa defesa de Guilherme em chute de Jajá. O goleiro bauruense ainda fez boa intervenção aos 20. O golpe fatal, aos 44, foi em descida de Thiago Santos, que bateu cruzado na saída do nosso camisa 1, finalizando a campanha do Norusquinha com três derrotas.

O Noroeste perdeu jogando com Guilherme; Léo, Kevin, Andreone e Rafael Silva; Diego, Bruno (Washington), Caetano e Douglas (Júlio César); Juninho (Kayo) e Aguiar.

Abre aspas*
“É difícil explicar essa derrpta, mas saímos conscientes que demos o melhor de nós. Cochilamos de novo na defesa, mas agora é trabalhar forte o ano inteiro para fazer uma melhor Taça no ano que vem”, disse o meia Caetano.

“A avaliação é positiva, apesar das três derrotas. Montamos uma equipe jovem que aceitou o planejamento e a postura tática que implantamos. Dei parabéns a eles, que se superaram. Merecemos a vitória contra Aquidauanense e Flamengo. Criamos bastante, mas não concluímos bem. Mas o objetivo de revelar jogadores é o maior e já conversei com o presidente para subirmos seis deles para o profissional. O Douglas foi um destaque e temos que pensar o que for melhor para o clube e para o jogador. Se ficar na A-3, será muito bem aproveitado, pois é difícil encontrar um atleta tão preciso na bola parada quanto ele”, avaliou o técnico Luciano Sato, que disse também que os jogos da base em 2014 deverão ser acolhidos em cidade vizinha. Pederneiras e Agudos estão no páreo.

*Declarações ao repórter Jota Martins (87FM/Jornada Esportiva)

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *