Categorias
Noroeste

5 motivos para você ir torcer para o Noroeste na estreia da A3 2017

5 motivos para você ir ao Alfredão na estreia do Noroeste na A3

retranca-ECNPor que 5 motivos e não 10, 20? Pra fazer coro na campanha do Noroeste, que pretende colocar 5 mil pessoas no estádio Alfredo de Castilho na estreia na Série A3, contra o São Carlos, no próximo domingo (29/jan), no convidativo horário das 10h da manhã. Há mais motivos, o clima é predominantemente de otimismo, mas foquemos nestes abaixo, mais do que suficientes para você pegar o seu manto alvirrubro e prestigiar o início dessa caminhada.

1 A montagem do elenco foi criteriosa

Elenco trabalha forte desde o dia 5 de dezembro
Elenco trabalha forte desde o dia 5 de dezembro

Se vai dar certo, só a campanha vai dizer. Mas os noroestinos velhos de guerra já viram muitos elencos montados na base de refugos e, de cara, já prenunciavam sofrimento. Desta vez, a maioria dos jogadores chega com experiência na bagagem ou estão em pleno desenvolvimento. O cardápio é vasto: há atletas com passagem pelo exterior, com categorias menores da Seleção Brasileira no currículo, formados na base de grandes clubes. Mas, sobretudo, a quilometragem nas três divisões inferiores do futebol paulista é extensa. Em 2016, o goleiro Airon brilhou na Santacruzense, o zagueiro Renato Oliveira foi capitão do Paulista d e Jundiaí, o volante Maicon Douglas foi o melhor jogador do Norusca, o meia Diego Iacotela marcou 15 gols pelo Taboão da Serra na Bezinha e o atacante Bruno Rodrigues, além de três gols, foi garçom do Atibaia na última A3. Além disso, há muitos jogadores identificados com a região, nascidos em Bauru, Agudos, Marília, Ribeirão Preto… Muita gente perto de casa, das famílias, com a cabeça boa e focada no acesso. Pra terminar o tópico: olho na molecada que o Alvirrubro está apostando: o lateral-esquerdo Rael, o volante Rafinha e os atacantes Aguilar e Juninho Bueno.

 

2 O técnico Marcelo Sangaletti promete ser uma ótima surpresa

A desconfiança inicial foi compreensível quando o nome de Sangaletti foi anunciado como treinador para a Série A3. Afinal, será seu primeiro trabalho como treinador. Mas o voto de confiança foi na mesma proporção, pois o que se viu no dia a dia foi diálogo, simplicidade e muita vontade de mesclar conceitos táticos modernos com a bagagem dos tempos de jogador. Só o tempo vai dizer, mas Sangaletti preparou-se para esse momento, para iniciar uma ascensão, um projeto de carreira mesmo. E escolheu a grande vitrine que é o Noroeste como primeiro degrau.

 

3 O relacionamento clube/torcedor melhorou bastante

noroeste-torcedores

A perda de identidade tão lamentada nos últimos anos não é algo que se recupera rápido. Mas a atual gestão noroestina tem se esforçado, reaproximando-se do torcedor. Sem invencionices, fazendo o que é obrigatório hoje: um perfil pulsante nas redes sociais, mantendo a galera bem informada de tudo o que vem acontecendo no clube. E também estimulando, convocando para o jogo — a meta de 5 mil na estreia é ousada, mas por que não? —, divulgando as vantagens de ser sócio-torcedor. Principalmente, colocando o apaixonado pelo Noroeste como parte integrante desse processo, enviando vídeos, mostrando suas tatuagens apaixonadas, respondendo a seus questionamentos nos comentários dos posts.

 

4 O clube está empenhado em melhorar

O presidente Estevan e o amigo e sócio Alecsandro, atacante do Palmeiras: todos pelo Norusca
O presidente Estevan e o amigo e sócio Alecsandro, atacante do Palmeiras: todos pelo Norusca

O clube aderiu ao ProFut, o aluguel da Panela de Pressão finalmente foi renovado, os perrengues decorrentes de dívidas trabalhistas deram um trégua. O programa de sócio-torcedor (aqui) tem quase 700 adesões e gerou grana importante para trazer reforços. Além disso, a diretoria cumpriu a promessa de entregar camisas oficiais aos planos que tinham esse direito — por mais que seja obrigação, a palavra noroestina valeu menos em outros tempos. Até uma coleção de camisetas bem descoladas foi lançada, pela grife Diffe (propriedade do presidente Estevan Pegoraro), com receita revertida para o clube — uma simpática forma de aumentar ainda mais a empatia entre time e cidade.

 

5 O Alfredão é um barato!

Na alegria ou na tristeza, na elite ou na Bezinha, o estádio Alfredo de Castilho está lá, simplezinho, aconchegante, sempre divertido. Comer amendoim ou chupar picolé à sombra dos eucaliptos, xingar o juiz — ou dar risadas com os xingamentos criativos ao lado —, bater papo com a rubraiada no intervalo. A saudade acabou, gente! Todo mundo domingo no Alfredão!

ONDE COMPRAR INGRESSOS ANTECIPADOS • preços promocionais de R$ 10 (arquibancada) e R$  20 (cadeira)

• Secretaria do Estádio Dr. Alfredo de Castilho: rua Benedito Eleutério, quadra 3, s/nº, Vila Pacífico. Telefone: (14) 3010-1963 (9h às 17h)

• Loja Merci Collections: rua Araújo Leite, 35-73, Vila Universitária (9h às 19h)

• Loja Adidas: Boulevard Shopping (10h às 22h)

• Loja Music Sound: Bauru Shopping (10h às 22h)

• Banca Topázio: Supermercado Tauste (9h às 18h)

• Banca do Adilson: rua Treze de Maio com Primeiro de Agosto, Centro (9h às 18h)

• Pé Quente Calçados: av. Dr. Marcos de Paula Raphael, 13-08, Mary Dota (9h às 18h)

• Stillo Materiais para Construção: rua Lindolpho Silva Sobrinho, 1 40, Geisel. Telefone: (14) 3281-2212 (horário comercial)

Informações no Noroeste: 3010-1963

 

Fotos: Bruno Freitas/Noroeste

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *