Categorias
Esportes

Seleção da Copa 2010

De Casillas a Forlán, o time que, apesar de não ter nenhum canhota 10, fez bonito na Copa.

Seleção da Copa do Mundo Fifa 2010 futebol
Quer discordar? Listar sua seleção da Copa? Deixe sua opinião nos comentários!

Casillas: seu desempenho, principalmente na final, e sua trajetória nesta década o credenciam a se intitular o melhor goleiro do mundo, apesar de Julio Cesar.

Sergio Ramos: a maioria mencionará Lahm, da Alemanha, mas esse zagueiro que se encontrou na direita impressionou. Eu, que não gosto do estilo dele, tive que dar a mão à palmatória.

Lúcio: não é por ser brasileiro, mas por seu jogo vibrante, sua entrega, seu ótimo posicionamento. A exemplo de 2006, fazia uma Copa impecável enquanto o Brasil esteve nela.

Piqué: se Puyol dá seus sustos de vez em quando, esse garoto é pura sobriedade.

Van Bronckhorst: outro lateral que surpreendeu. Para quem chegou à aposentadoria, um Mundial coroado com o golaço sobre o Uruguai. Firme na marcação e bom no apoio.

Schweinsteiger: encontrou a maturidade, alia velocidade e passe preciso. Um volante moderníssimo que deu ritmo ao jogo alemão.

Xavi: não cabia ele e Iniesta nos onze, então que fique o cérebro do meio-campo espanhol. O estilo cadenciada, de toque bonito e envolvente da Fúria é personificado por ele.

Sneijder: foi o cara da Holanda, que chegou 100% à decisão com sua participação relevante, sobretudo seus cinco gols. Tivesse se imposto na final e levado o título, seria o craque da Copa.

Müller: revelação, artilheiro, nada mal para um garoto de 20 anos…

Forlán: exagero dizer que carregou o Uruguai nas costas, mas foi daqueles caras que chamam a responsabilidade. Saiu premiado pela Fifa como melhor da Copa.

Villa: cinco dos oito gols da Espanha campeã do mundo foram dele. Isso basta para estar nesse time.

Lahm, Capdevilla, Iniesta, Özil e Robben ficaram de fora por pura falta de espaço.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

4 respostas em “Seleção da Copa 2010”

muito boa ma a minha seria assin
——————-neuer————–
———–mertesacker—-piqué——-
s.ramos—————————lahm
————xavi(c)——————-
——————-schweinsteiger—–
—————————–iniesta–
—-müller——sneijder————-
—————–forlan————-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *