Categorias
Esportes

Eu, corredor (8): o desafio de voltar

Jornalista conta sua história, que mal começou, pelas ruas. Sua fase ainda é da luta contra o sedentarismo.

Esta é a parte sem-vergonha do blog. Aquela em que o jornalista se mete a criar um querido diário, contar sua luta contra o sedentarismo, mas a preguiça está na frente, bem na frente… Mas, não tem outro jeito: tenho que retomar quantas vezes forem necessárias. A corrida acaba sendo pano de fundo. Não tenho metas ousadas de resultados ou de quilometragens. Só quero ver minha saúde refletida nas passadas — e consequentemente diminuir a incômoda barriguinha.

A última vez que completei uma prova foi no início de julho de 2012! E logo depois da minha melhor performance (a primeira vez correndo 5km abaixo de 30min), parei total. Pausa para férias, desencontro agenda-academia e só quase um ano depois criei vergonha na cara.

De volta para a academia. Por pouco tempo… Veio uma crise de labirintite e pausou o esforço do meu retorno. Coincidindo com a cara nova do blog, quero de novo dar a cara entre os ferros. A prioridade é total no fortalecimento muscular, a parte aeróbica vem com o tempo. Mas aí, bateu a vontade de cometer a loucura de correr uma prova de 6km já no dia 25 de agosto. Dá tempo? Não sei. Ano passado, nessa mesma prova, corri 3km, caminhei 1km e voltei a correr outros 2km. Não queria passar por essa experiência de novo. Bom, vamos ver no que dá, tudo vai depender da frequência nesses primeiros dias.

Até com a leitura sobre os benefícios da corrida eu parei… É um universo fascinante. Vai aqui só um aviso: minha intenção não é criar um manual de corredor, arriscar dicas, nada disso. Meu negócio é contar história. Se entreter alguém, terá valido a pena.

Por enquanto, se ninguém acreditar na minha volta, eu compreenderei. Espero surpreender. Inclusive a mim mesmo!

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *