Categorias
Bauru Basket

Paschoalotto Bauru, novo elenco (4): “Posso me ver jogando em Bauru”, diz Robert Day

Robert Day confirma ao Canhota 10 negociação com o Paschoalotto Bauru

Enquanto espera pelo acerto com Alex Garcia, a torcida bauruense pode criar mais uma expectativa: são boas as chances de Robert Day também desembarcar na Sem Limites! Desde que foi confirmada sua saída do Uberlândia, ele ouve propostas de vários times. Mas é sabido que o Paschoalotto Bauru, com quem já flerta há duas temporadas, tem força nessa parada e as conversas estão adiantadas. Havia a dúvida de ele ser o plano B, caso Alex não venha, mas a ambição da diretoria é montar uma verdadeira seleção.

O Canhota 10 falou com o jogador, que admitiu estar negociando com Bauru e, melhor, afirmou que consegue se ver jogando no Dragão. E o perfil do time que quer defender bate perfeitamente com o projeto alvilaranja. Confira:

Como está sua situação hoje? Vai mesmo ficar no Brasil? Está estudando muitas propostas?
“Estou olhando algumas propostas e estou com 95% de certeza que vou ficar jogando no Brasil. Meu agente está procurando a melhor situação pra mim e Bauru está na lista.”

O que você espera do time em que for jogar?
“Estou procurando uma organização profissional dentro e fora de quadra. Quero jogar por um time que está focado em ganhar o NBB7 e qualquer outro torneio.”

Bauru já tentou contratar você duas vezes. Será que agora chegou a vez? Você gostaria de jogar aqui?
“Sempre tive respeito pelo time de Bauru e seus jogadores. E é um lugar em que eu posso me ver jogando.”

Você tem amigos em Bauru?
“Joguei contra Larry no México, em 2007, e o respeito muito. Conversei com Gui e Murilo no Jogo das Estrelas e com vários outros jogadores durante as partidas. Os caras são gente boa.”

Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *