Categorias
Bauru Basket

A torcida deve se preocupar com as três derrotas do Paschoalotto Bauru?

Após perder em Rio Claro, Paschoalotto Bauru está na lanterna de seu grupo no Paulista. CANHOTA 10 reflete sobre esse momento

Três jogos, três derrotas. Cada uma delas com sua particularidade, de desfalque, de desentrosamento ou de força do adversário. Esta última, por 95 a 85 para Rio Claro, foi a mais normal delas. Com forças equivalentes e na casa do adversário. Mas tem enorme peso por manter o Paschoalotto Bauru zerado, aumentando a bronca de parte da torcida.

Mas será que a torcida precisa se preocupar? A partir do aviso do preparador físico Bruno Camargo antes de o estadual começar, não. Ele avisou: paciência, porque não vão pular etapas. Por isso Alex Garcia ainda não jogou, Hettsheimeir ganhou folga pós-Pan e Jefferson só atuará quando estiver realmente bem. Paulinho Boracini (foto acima) estreou dez dias depois da previsão inicial, por prudência — e estreou com 13 pontos, mas perdeu cinco bolas, sintoma da falta de ritmo.

São seis equipes no grupo e classificam-se quatro para os playoffs. Podemos bancar o América não terá fôlego para brigar por uma vaga. Sobram cinco concorrentes, tendo Osasco como grata surpresa até agora — líder com três vitórias em três jogos. O fato de Limeira também começar poupando os principais jogadores, a exemplo de Bauru, mexeu na balança.

O planejamento inclui a classificação para os playoffs do Campeonato Paulista, mas em qualquer posição. “Terceiro ou quarto”, ouvi. Exatamente por prever dificuldades nesse início de molecada e peças principais entrando aos poucos.

Na boa. Sem imediatismo ou pessimismo. Tudo indica que o time pega ritmo no segundo turno, preparando-se para o Intercontinental no final de setembro. Portanto, o segundo turno vai decidir a parada. Antes disso, o Dragão tem Osasco na Panela (quinta, 20/ago), boa prova de fogo, e visita Limeira no sábado. Duas vitórias já mexerão completamante na classificação. Abaixo, para constar, os números da última partida. Destaque para o desabroxar de Léo Eltink. E Wesley Sena segue protagonizando.

NUMERALHA
Wesley Sena: 16 pontos, 4 rebotes
Robert Day: 16 pontos, 3 rebotes
Rafael Hettsheimeir: 14 pontos, 4 rebotes
Léo Eltink: 13 pontos, 5 rebotes, 3 assistências
Paulinho Boracini: 13 pontos
Murilo Becker: 11 pontos, 6 rebotes
Carioca: 2 pontos, 4 rebotes, 8 assistências

 

Foto: Henrique Costa/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *