Categorias
Bauru Basket

Tranquilo, Paschoalotto Bauru bate Peñarol e está na final da Liga das Américas!

Paschoalotto Bauru vence Peñarol com tranquilidade e chega à final da Liga das Américas

lda2015Merecido é pouco. É o óbvio: o Paschoalotto Bauru está na final da Liga das Américas! A vitória tranquila de 80 a 61 sobre o Peñarol-ARG foi a sétima em sete jogos e o Dragão chega à decisão na condição de único invicto da competição. Numa partida tranquila, sem sobressaltos, os guerreiros mantiveram  o hábito de ser agressivos no ataque no início e depois, baseados em defesa forte, controlar o placar. É a 27ª vitória seguida desse timaço, que ainda não perdeu em 2015. E empurrado por dezenas de bauruenses que se abalaram até o Rio de Janeiro e fizeram barulho no Maracanazinho. Galera cujo coração não cabe dentro do peito, mas que quer mais. Porque esse time pode mais. Nem o céu é o limite para o Dragão alado.

O JOGO
Mostrando que montou a equipe após muito estudo sobre o time argentino, Guerrinha começa com Gui Deodato entre os titulares, deixando Larry e Day para o revezamento. Com a velocidade do Batman, o Peñarol mal se dá conta do passeio bauruense no primeiro período. As quatro bolas de três convertidas ajudam a construir a parcial de 22 a 8.

No segundo período, a defesa forte compensa o momento sem pontaria do Dragão. A equipe fica quase três minutos sem pontuar, mas mantém uma diferença de 12 pontos na metade do quarto. Só que os erros continuam e os gringos Leiva e Massarelli puxam a reação, diminuindo a vantagem para cinco pontos. E é só: os dois minutos finais são novamente dominantes para Alex (faz cinco pontos), Hettsheimeir e Gui (triplos certeiros). Parcial de 19 a 21, prejuízo evitado e boa diferença na metade da partida: 41 a 29.

O jogo recomeça com o Brabo sobrando em quadra. Sofrendo falta, chutando de fora, infiltrando… além das assistências que têm caracterizado seu leque completo nesta temporada. Num ritmo menos intenso e com o Peñarol claramente sem conseguir encontrar uma forma de reagir, a parcial de 20 a 16 para Bauru fecha o terceiro quarto em 61 a 45.

O período final segue a tônica. O Dragão parece líder de corrida de Fórmula 1, correndo o suficiente para manter a vantagem. As bolas de fora são poucas — uma delas, belo chute de Day, confiante, sem rebote — e o trabalho interno e os contra-ataques funcionam. Num deles, Gui finaliza bandeja após cochilo dos hermanos. Vigiando os minutos de cada jogador já pensando na decisão, Guerrinha descansa Alex e Hett. Jefferson, do sofá de casa, vibra. Mais uma final! Fração de 19 a 15 e vitória tranquila por 80 a 61.

NUMERALHA
Alex Garcia: 18 pontos, 7 rebotes, 6 assistências
Rafael Hettsheimeir: 17 pontos, 7 rebotes
Murilo Becker: 17 pontos, 5 rebotes
Ricardo Fischer: 14 pontos, 8 rebotes
Gui Deodato: 6 pontos, 2 rebotes
Robert Day: 6 pontos, 2 rebotes
Larry Taylor: 2 pontos, 7 rebotes

ABRE ASPAS
Áudio capturado da transmissão do Jornada Esportiva, em entrevistas realizadas pelo repórter figura Luiz Lanzoni.

Guerrinha:

 

Ricardo Fischer:

 

Gui Deodato:

 

Murilo Becker:

 

Foto: Henrique Costa/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *