Categorias
Bauru Basket

Antes da Liga das Américas, Paschoalotto Bauru bate Rio Claro pelo NBB

Dragão vence Rio Claro e agora foca grupo semifinal da Liga das Américas

retranca-NBBPode-se dizer que foi um aperitivo antes do grupo E da Liga das Américas, um dos grupos semifinais da competição, que será disputado em Bauru a partir do próximo dia 19. Melhor ainda: foi uma partida difícil contra o Rio Claro, apesar de o placar (82 a 69) sugerir o contrário. Ótima oportunidade para reativar o ritmo de jogo do Dragão, que não atuava há dez dias e terá três pedreiras pela frente na #LDA2016.

A partida também marcou o reencontro do ala Gui Deodato com a torcida bauruense. O camisa 9, que disputou as sete primeiras edições do NBB pelo Bauru, foi homenageado e confessou que sentiu o golpe da emoção — até porque o “até breve” da reverência mostra que essa bela história ainda não terminou.

Com 17 vitórias em 21 partidas na oitava edição do NBB, os guerreiros seguem na cola do líder Flamengo. Agora, pausa para a “Libertadores do basquete”. Que a Panela esteja lotada.

BOLA QUICANDO
Rio Claro fechou o primeiro quarto na frente (20 a 27), principalmente, por conta de uma atuação quase perfeita do armador Eric Tatu (14 pontos no período, sendo quatro triplos). O Dragão conseguiu ajustar a defesa e conter a euforia do Leão, mas continuou produzindo pouco no atacando, fazendo uma magra fração (15 a 14) e indo em desvantagem para o vestiário (35 a 41).

É rapidinho! Clique aqui
É rapidinho! Clique aqui

A partir do terceiro período, a reação. Hettsheimeir assumiu o protagonismo — ultrapassou a marca de 1.000 pontos no NBB — e foi o principal pontuador na parcial de 22 a 15. Com Ricardo Fischer fora (duas faltas técnicas) e sem Paulinho (contundido), o técnico Demétrius teve que apostar no menino Stefano, depois na experiência de Alex Garcia, que assumiu a armação (distribuiu cinco assistências no quarto final). O Rio Claro chegou a encostar no placar (apenas três pontos atrás a 2min53 do fim), mas acabou sucumbindo à artilharia bauruense.

ABRE ASPAS
Entrevistas ao repórter Luiz Lanzoni (Auri-Verde 760AM/Jornada Esportiva)

“Eu saí porque tomei um arranhão do outro olho. O pessoal pede para eu jogar de óculos, mas não dá, embaça muito. Foi só um susto, está tudo certo. Eu estou me dedicando, lutando e fiquei feliz demais pela condição física, aguentei mais de dez minutos seguidos. Estou bem, tenho muito a melhorar, mas estou ajudando”, comemorou o pivô Murilo Becker.

“Foram duas etapas bem distintas. Fomos muito desconcentrados no primeiro e segundo quartos, depois voltamos a ter o domínio. Temos que levar de lição este jogo, ter uma constância maior para não deixar o adversário crescer na partida. Estamos tentando adaptar a equipe ao máximo à ausência do Paulinho. Isso não é rápido e, por isso, essa vitória foi do time. Assim, a gente se torna mais forte”, avaliou o técnico Demétrius Ferracciú.

“Eles conseguiram me desequilibrar emocionalmente. Fiquei extremamente emocionado, segurei para não chorar. Nunca vou conseguir agradecer pelo que fizeram por mim”, disse o ala Gui Deodato, que foi homenageado pelo Bauru Basket.

NUMERALHA
Mil vezes, Hett: 19 pontos, 6 rebotes, 2 roubos de bola
Day: 15 pontos, 5 rebotes, 2 assitências, 2 roubos
Meindl: 13 pontos, 5 rebotes, 3 assistências, 4 roubos
Jefferson: 12 pontos, 4 rebotes
Murilo: 10 pontos, 8 rebotes
Ricardo: 6 pontos, 5 rebotes
Alex: 6 pontos, 3 rebotes, 6 assistências
Wesley: 2 pontos, 2 rebotes
Stefano: 2 rebotes
Eltink: 1 rebote

 

Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *