Categorias
Bauru Basket

Fim de Limeira choca basquete e respinga em Bauru

Com Limeira fora do NBB 8, craques estão disponíveis no mercado. Especula-se Rafael Mineiro, Deryk e David Jackson em Bauru

A bomba estourou ontem, via Bala na Cesta. Com problemas financeiros, o Winner Limeira está fora do NBB 8. É um choque muito grande para o basquete brasileiro, afinal, trata-se de um time tradicional, semifinalista da última edição e presidido por ninguém menos do que o presidente da Liga Nacional. Isto é: se houve uma decisão drástica dessas é porque a fonte secou mesmo.

Mal deu tempo de beber o defunto e, evidentemente, o mercado basqueteiro ferveu. Afinal de contas, estamos falando de um dos melhores elencos do país dando sopa. Mas a euforia é maior do que a grana disponível…

Como Bauru divide com o Flamengo o status de equipe mais poderosa da atualidade, é claro que o fim de Limeira iria respingar aqui. Ainda mais com o pivô Rafael Mineiro como reforço pontual para o Intercontinental. Aproveita e fica em definitivo? Pergunta imediata que pipocou no meu inbox durante toda a quinta-feira.

Mas as interrogações dos leitores/torcedores pipocaram mesmo depois que o GloboEsporte.com cravou que não só Mineiro, mas também o armador Deryk Ramos, já fecharam com o Dragão. E mais: que o ala-armador David Jackson negocia para vir para a Sem Limites.

Diante disso, vamos atualizar a situação e refletir.

A direção do Paschoalotto Bauru admitiu ao Canhota 10 interesse em Deryk e Mineiro, mas que não há nada ainda. Também falei com Rafael Mineiro, que negou veementemente. Só não consegui retorno de Deryk e de seu agente. Mas, Cássio Roque, no anúncio da saída de Limeira, comentou que não há negociação até o momentobastidores da coletiva no Blog do Igor.
Atualizado: o agente de Deryk retornou. Negou que o armador esteja fechado com Bauru e disse que está avaliando várias propostas.

A gente sabe que pode ter jogo de cena nessas situações, o que é normal, mas é importante pontuar que, hoje, o Bauru Basket não tem nenhum centavo sobrando. Portanto, só parece plausível a vinda de Deryk e Mineiro se Rafael Hettsheimeir estiver mesmo de saída. E este é um assunto mais secreto do que a fórmula da Coca-Cola e o jeito é esperar — e continuar fuçando. Mas o termômetro esquenta cada vez mais na direção da saída do camisa 30, segundo tenho conversado aqui e ali.

A vinda de Deryk se encaixa a médio prazo, para a temporada 2016/2017, considerando o sonho de Ricardo Fischer de jogar na Europa. De imediato, seria indício de que Carioca não fica. Mas tem mais gente de olho na joia de Limeira. Nos bastidores, fala-se em Flamengo, Minas e Salvador.

Já Rafael Mineiro seria excelente nome para o garrafão, sempre sujeito a contusões (Jefferson ficou seis meses fora, Murilo está se recuperando de cirurgia na retina), mas incoerente frente à maturação de Wesley Sena. Isto é, só faz sentido mesmo se Hett sair.

E esqueçam David Jackson. Foi um chutaço. É um craque, MVP do NBB, mas o Dragão tem Boracini , Alex Garcia, Robert Day e Léo Meindl para as laterais! O destino do gringo pode ser a Argentina.

Enfim, pessoal, por enquanto é isso.

 

Arte sobre fotos de LNB/Divulgação

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *