Categorias
Bauru Basket

Raio-X da Liga Sul-Americana: vai começar, Bauru!

Vai começar o grupo B da Liga Sul-Americana, na casa do Paschoalotto Bauru. Confira o perfil dos adversários

Chegou a hora! Mais um torneio internacional na conta da Associação Bauru Basketball Team, depois do Interligas e da Liga das Américas, em 2012. O terceiro lugar no NBB5 rendeu esta vaga na Liga Sul-Americana e, melhor, equipe e Prefeitura se mobilizaram para sediar o grupo B, que começa nesta terça-feira, na Panela de Pressão. A expectativa óbvia é que o Dragão passe para a fase seguinte, tanto por sua qualidade, quanto pelo fator casa — que deverá estar com bom público, com ingresso de arquibancada a R$ 10. O Paschoalotto Bauru conta com a volta do armador Ricardo Fischer e do ala Fernando Fischer, mas terá a ausência do ala-pivô Andrezão e do armador Luquinha. Será a primeira vez na temporada que Larry Taylor e Ricardo atuarão juntos e é grande a curiosidade de ver como a dupla irá municiar os gigantes Murilo e Tischer. Como é imensa a esperança de que Gui Deodato volte a jogar o que sabe. Bom, do Paschoalotto Bauru o torcedor sem limites está careca de saber. Vamos aos adversários*:

UNIVERSIDAD DE CONCEPCIÓN (Chile)
8/OUT – 20h
Atualmente na liderança da conferência sul da liga chilena (três vitórias em quatro jogos), é a sétima participação do clube na LSB, que não disputa desde 2009. A “Udeconce” vem reforçado do ala-pivô Maurice Spillers, de 39 anos, que fez apenas uma partida com sua camisa amarela — nada menos do que 16 pontos, 13 rebotes e cinco assistências para começar. Outro nome de destaque é o ala Evandro Arteaga, que marcou 17,3 pontos por partida no Sul-Americano de seleções, em 2012, pela seleção chilena. Com média semelhante, o ala Richard Jeter, 31 anos, é reforço gringo de última hora. Ele fez 17,7 por jogo na última liga colombiana, pelo Halcones, mesma média na Liga das Américas 2013, pelo Mavort, do Equador. Promete ser o adversário mais tranquilo e é bom pegá-lo de cara, mas é bom ficar de olho nesses destaques individuais, que podem complicar um jogo fácil.

Arteaga em ação pelos chilenos. Foto: Reprodução site oficial
Arteaga em ação pelos chilenos. Foto: Reprodução site oficial

 

 

 

 

CAQUETIOS DE FALCÓN (Venezuela)
9/OUT – 20h
Como é dinâmico o basquete venezuelano… O Caquetios teve elenco montado às pressas e conta com três norte-americanos na bagagem que nem chegaram a pisar na cidade de Punto Fijo, nova sede da franquia, que conquistou a vaga no torneio continental como Tiburones de Vargas. Há menos de um mês, o time tem outro nome e casa nova — ginásio com piso reaproveitado do Indiana Pacers, da NBA. Atualmente na quarta posição da LNB — na prática a liga B da Venezuela –, com três vitórias em seis partidas, o time é ambicioso. Tem como leva “Missão: ganhar” e conta com jogadores da seleção vintotino: o armador Gregory Vargas, o ala Axiers Sucre e o pivô Windi Graterol, recém-chegados da Copa América. Outra esperança está no experiente ala Rafael “La Tormienta” Guevara, 10,4 pontos na última liga (A) venezuelana pelo Guaros. O pouco entrosamento pode pesar contra, mas promete ser adversário encardido.

Os Caquetios em pose já na Panela. Foto: Reprodução Facebook
Os Caquetios em pose já na Panela. Foto: Reprodução Facebook

 

DEFENSOR SPORTING (Uruguai)
10/OUT – 20h
Time de camisa, centenário, com dezenas de títulos — os mais recentes, os nacionais de 2003 e 2009/2010. Vai dar muito, muito trabalho, ainda mais agora, reforçado do ala-armador Robby Collum, ex-Uberlândia, que sempre foi uma pedra no sapato de Bauru. Por outro lado, perdeu recentemente o ala Walter Baxley, que foi para o argentino Quilmes. Atualmente em décimo na recém-iniciada liga uruguaia (uma vitória em três jogos), o Defensor conta com o pivô panamenho Rubén Garces, cujas médias nessas três partidas são impressionantes: 20,7 pontos e 13,7 rebotes. O terceiro estrangeiro inscrito é o brasileiro Thiago Labbate, pivô de 30 anos e 2,08m, que atuou no último NBB pela Liga Sorocabana (5,3 pontos e 3,5 rebotes).

O elenco uruguaio para a temporada 2013/2014. Foto: Reprodução site oficial
O elenco uruguaio para a temporada 2013/2014. Foto: Reprodução site oficial

 

*vale também conferir a análise do colega João Paulo Benini, do Papo com o Papa

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *