Categorias
Bauru Basket

Júlio Toledo fora dos planos do Bauru Basket

Documento da Confederação Brasileira de Basquete comprova pedido de desligamento do atleta no NBB

Guerrinha havia dado pistas, em entrevista ao Jornada Esportiva, no início de outubro, sobre a saída de Júlio Toledo. O jogador não rendeu por aqui e, com contrato vencendo em dezembro, não poderia atuar por outro time no NBB se entrasse em quadra. Pois agora é oficial, está na nota nº 198/2010 da Confederação Brasileira de Basquete, publicada ontem e reproduzida abaixo.

Que o campeão do torneio de enterradas 2009 tenha mais sorte em outro time. E que a economia com seu salário gere um novo reforço – se bem que a Itabom estava bancando grana extra por Pilar…

O Canhota 10 entrou em contato com a assessoria de imprensa do Bauru Basket, que afirmou que o jogador treinou normalmente ontem (17/11) e está relacionado para a partida de hoje, contra Limeira, pelo Campeonato Paulista. O jogo vale a quinta colocação no chaveamento dos playoffs – a verdade é que não faz muita diferença e, acertadamente, foi decidido que Larry Taylor será poupado. Atualizado: Bauru  perdeu por 80 a 85, terminou em sexto e vai encarar Franca nas quartas. Júlio Toledo esteve 5min39s em quadra e não moveu as estatísticas (zero ponto, zero arremesso, zero falta, zero assistência…).

Deduz-se, então, que Júlio Toledo seguirá atuando apenas no Paulista até que acerte com outro time – o que foi confirmado pela assessoria, em nota.

Atualizado em 19/11: a assessoria de imprensa do Bauru Basket publicou nota de esclarecimento afirmando que o jogador não será desligado do time até o fim de seu contrato, em dezembro – mas nada impede que surja uma equipe interessada antes disso. Aproveitado apenas no Paulista, uma eventual desclassificação da equipe antes das finais poderia precipitar a saída de Júlio Toledo.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *