Categorias
Bauru Basket

Meninos do Paschoalotto Bauru estreiam com derrota no Paulsita

Na Panela, Paschoalotto Bauru perde para o América de Rio Preto com time sub-22

retranca-Paulista copy(Direto da Panela) Ao contrário do que chegou a ser cogitado na coletiva de lançamento do time, nenhum atleta do time principal esteve em quadra na estreia do Paschoalotto Bauru no Campeonato Paulista 2015. Na ocasião, o técnico Guerrinha disse que a decisão caberia ao preparador físico Bruno Camargo. Como ele já havia avisado que não haveria atropelo no processo individual de condicionamento do elenco, decidiu por não arriscar. Assim, coube à molecada (oito jovens à disposição) encarar o América de Rio Preto. Não deu. Os visitantes ganharam por 95 a 76, numa vitória certamente não prevista no planejamento dos rio-pretenses.

Com dois norte-americanos e atletas mais velhos, como o pivô Leandro Azevedo (ex-Bauru dos tempos de Plasútil), a vantagem física e emocional sobre os meninos foi construída a partir do segundo quarto. No primeiro, ainda “deu jogo”, com parcial de 27 a 27 e com Wesley Sena cravando sem dó. Depois, a defesa afrouxou e o placar foi se dilatando. Os comandados de Julio Malfi foram para o intervalo com nove pontos na frente (53 a 44). No reinício da partida, o América abriu dois dígitos de vantagem, comandado pelo gringo Bennett. Acabou fazendo uma fração tranquila (30 a 15) e apenas administrou o período final (12 a 17), fechando a partida 19 pontos na frente.

É ASSIM MESMO
Por mais que Carioca se esforçasse (foi o cestinha bauruense) e Gabriel acertasse a mão (quatro triplos em oito tentativas), era nítido o nervosismo e a falta de bagagem do jovem time bauruense em quadra. Os pivôs Yuri Sena e Javier estreavam em uma partida de adulto, a exemplo do ala-pivô Felipe. E foi a primeira vez que os mais “experientes” vivenciaram a responsabilidade de protagonizar uma partida de elite. Pensar que o garrafão só teve moleques contra barbudões (por mais limitados que fossem), foi mesmo uma fogueira. Fogueira boa, que ajuda a criar casca nesses aprendizes.

FERAS NA PIPOCA
Comparecerem à Panela para acompanhar a partida o armador Paulinho Boracini, os alas Alex Garcia e Robert Day, o ala-pivô Jefferson William e os pivôs Rafael Hettsheimeir e Murilo Becker. Eles, inclusive, foram ao vestiário no intervalo para incentivar a garotada. Mas confesso que ao vê-los, entre uma pipoca e outra, com poucos olhares atentos à partida (exceção ao Brabo), senti que ainda não estão conectados ao campeonato — independentemente de não terem jogado, essa partida fez parte de uma campanha da qual eles farão parte. Se esse jogo vai fazer falta, só lá na frente vamos saber.

IRMÃOS EM QUADRA
Acostumados a jogar juntos, os pivôs e irmãos Wesley e Yuri Sena tiveram sua primeira dobradinha numa partida profissional. Felipe e Lucas Vezaro também, mas o mais velho, Felipe, não entrou em quadra — apenas motivou os colegas, pois ainda está se recupera de cirurgia no tornozelo.

NUMERALHA
Carioca, o Predador: 23 pontos, 6 rebotes, 7 assistências
Gabriel: 22 pontos, 3 rebotes
Wesley Sena: 11 pontos, 7 rebotes
Léo Eltink: 8 pontos
Lucas Vezaro: 5 pontos
Felipe: 4 pontos, 2 rebotes, 1 toco
Yuri Sena: 3 pontos, 4 rebotes

NBA
O que o gestor Vitinho Jacob contou ao Canhota 10 em junho — “Amistoso de Bauru com time da NBA pode pintar a qualquer momento” — acabou acontecendo rápido mesmo. Depois de a informação circular na Sem Limites e ser revelada pela fanpage da torcida Loucos da Central, o portal Uol cravou a informação de que o Dragão irá enfrentar New Yor Knicks e Washington Wizards nos dias 7 e 11 de outubro. O anúncio será feito na terça-feira, dia 11, em evento da LNB com a NBA.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *