Categorias
Bauru Basket

Com bom revezamento, Paschoalotto Bauru vence a Liga Sorocabana pelo NBB

Paschoalotto Bauru consegue descansar o time e, mesmo assim, ter vitória tranquila sobre a LSB

No momento em que boleiros do futebol e do basquete reclamam do calendário, o treinador de cada esporte tem suas pequenas vantagens. No futebol, ainda bem, desde os anos 1990 não se tem notícia de um time jogar duas vezes no mesmo dia — a não ser aqueles que, por iniciativa própria, têm um time B. No basquete, a substituição é reversível e, portanto, é possível revezar. E foi isso que Guerrinha fez na tranquila vitória do Paschoalotto Bauru sobre a Liga Sorocabana, em Sorocaba, por 85 a 72. Foi um primeiro quarto avassalador para, depois, manter a diferença. Melhor: nenhum bauruense jogou mais do que 22min. Foi a primeira vitória do Dragão em três jogos. Ainda pelo NBB, no sábado, às 18h, vem uma “prévia” da final estadual, contra o Paulistano, na capital. Depois, voo para Montevidéu, para tentar o título sul-americano.

O jogo
Poupando desde o início (com Ricardo, Gui, Ayarza, Murilo e Mathias como titulares), Bauru apertou a defesa e foi certeiro no ataque, principalmente com Murilo e Mathias. E arrematou com Barrios, que anotou cinco pontos em 46s em quadra, fechando a o primeiro quarto com ótimos 22 a 8.

Fischer: mais uma boa partida. Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket
Fischer: mais uma boa partida. Fotos: Caio Casagrande/Bauru Basket

No segundo, Fernando Fischer entrou para começar seu show de arremessos (terminou a partida com seis bolas convertidas em sete tentadas, da linha dos três!). Também nesse período, uma novidade: Barrios, uma das bandejas mais plásticas do basquete brasileiro, enterrou. A LSB conseguiu equilibrar a partida e a fração terminou igual (21 a 21), mas com ampla vantagem dos visitantes no primeiro tempo: 43 a 29.

No terceiro quarto, o norte-americano Ricks apareceu. Bem lembrou Rafael Antonio (Jornada Esportiva/Auri-Verde) na transmissão, sabe contratar bem gringo, o Rinaldo. Os sorocabanos chegaram a ameaçar a diferença construída pelo Dragão, mas foi coisa passageira, pois as bolas de Fischer continuavam caindo. E Luquinha, descansando seus colegas armadores, deu boa contribuição. Parcial de 20 a 22 para a LSB, mas ainda boa vantagem bauruense para o quarto final, 63 a 51.

Regular desde o início, Murilo anotou mais nove pontos no último período — terminando como cestinha, com 22. Os minutos finais foram bem distribuídos por Guerrinha, enquanto Rinaldo Rodrigues já estava resignado do outro lado, nem bronca dava mais… O Paschoalotto venceu o quarto por 22 a 21 e liquidou a fatura com tranquilidade, 85 a 72.

Abre aspas*
“Sofremos um pouco com o cansaço, mas conseguimos o mais importante, que era a vitória. Precisávamos de um resultado positivo no NBB e vamos continuar com esse foco para fazer um bom jogo no sábado, contra o Paulistano”, disse Murilo Becker.

“É uma vitória muito importante a nossa sequência no NBB. Estamos com a cabeça na Sul-Americana e finais do Paulista, mas sabemos que esses resultados serão importantes lá na frente. Estou muito feliz com minha atuação e poder ajudar a equipe desse jeito”, comemorou o ala Fernando Fischer.

“Sabemos da importância de conquistar vitórias no começo do NBB e viemos com esse objetivo hoje. Estamos nas finais da Sul-Americana e Paulista, mas não podemos ficar atrás no NBB. O time se comportou bem na partida e conquistamos uma importante vitória fora de casa”, comentou o técnico Guerrinha.

* Declarações via assessoria de imprensa (Caio Casagrande)

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *