Vôlei Bauru estreia contra o Pinheiros na elite paulista

Acabou a espera. Depois de quase uma década de atividades, finalmente chegou o dia da estreia de Bauru na elite do voleibol paulista. O primeiro adversário do Concilig Vôlei Bauru será o Pinheiros, às 20h, em São Paulo — com transmissão do Jornada Esportiva. Multicampeã dos Jogos Regionais e divisões inferiores do estadual e dos Jogos Abertos, chegou a hora da Cidade Sem Limites marcar território entre os grandes — no início de 2015, novamente jogará a Superliga B, de olho na nata nacional.

Durante a preparação, uma mudança de curso. O técnico Airton Nascimento foi deslocado para a função de auxiliar, abrindo espaço para Chico dos Santos, de currículo mais recheado. A má campanha na Copa São Paulo (torneio preparatório) e em amistosos também instigou a diretoria a trazer um nome de peso: a ponteira Mari Paraíba, reforço também no marketing, por sua beleza padrão de revista.

A responsabilidade de conduzir o time, além de Mari, cabe às experientes Camila Torquette (levantadora, 27 anos) e Soninha (ponteira, 36). A também ponteira Ingrid (25 anos, ex-Osasco) está se recuperando de lesão e sua volta é bastante esperada.

O CAMPEONATO
Com apenas sete equipes (além de Bauru, Araraquara, Osasco, Pinheiros, São Bernardo, São Caetano e Sesi), o Campeonato Paulista é bem enxuto em relação a quantidade de partidas — são apenas 12 jogos até alcançar o título. Na primeira fase, o times jogam entre si em turno único e essa etapa tem a função de alçar o líder direto para as semifinais e ordenar os demais nas quartas (2ºx7º, 3ºx6º, 4ºx5º). Os três sobreviventes desse mata-mata avançam às semi. Todos os playoffs são disputados em duas partidas.

A TABELA
Confira os jogos de Bauru na primeira fase:

29/ago/sex • 20h • Pinheiros (fora de casa)
10/set/qua • 20h • Sesi (na Panela)
13/set/sáb • 17h • Osasco (fora)
20/set/sáb • 18h • São Bernardo (na Panela)
3/out/sex • 19h30 • Araraquara (fora)
11/out/sáb • 17h • São Caetano (na Panela)

O TIME
Levantadoras: Barbara (22, ex-Blumenau), Camila Torquette (27 anos, ex-Praia Clube) e Deka (47)
Centrais: Alana (26), Hellen (22), Ana Paula (21, ex-Araraquara) e Roberta (23)
Opostas: Aline (25, ex-Pinheiros), Camila (22) e Fernanda (26, ex-Rio do Sul)
Líberos: Jéssica (22) e Mariana (24)
Ponteiras: Iannae (22), Ingrid (25, ex-Osasco), Mari Paraíba (28, ex-Barueri), Natacha (23), Nayara (21),Soninha (36, ex-São Bernardo)

Técnico: Chico dos Santos
Supervisor: Airton Nascimento
Auxiliar técnico: Tom
Preparador físico: Elder Facim
Diretor: Adriano Pucinelli

Foto: Marina Beppu/Divulgação

Campeão, vôlei feminino de Bauru caminha para novo patamar

Já vai quase uma semana que o Preve/Concilig/Semel/Bauru conquistou o título paulista da divisão de acesso, batendo o Bradesco/Osasco por 3 a 0 e fechando a série decisiva logo de cara, com duas vitórias. Mas ainda dá tempo de reverenciar as meninas e todo o estafe que toca esse projeto que mostra-se ambicioso.

Há anos sendo competitivo, porém estacionado na segunda divisão paulista, o time da Luso, dirigido por Adriano Pucinelli, encarou 2013 como o ano da virada — o que pôde ser concretizado com a entrada da Concilig como patrocinadora máster. A grande prova de que seria diferente foi a contratação do técnico Airton Nascimento, de currículo extenso e com muitos carimbos no passaporte.

Ao fechar a fase de classificação na liderança, Bauru passou a ser a equipe a ser batida e confirmou seu favoritismo. Encerrou o Paulista com 18 vitórias em 21 jogos, com aproveitamento de 77% nos sets disputados (venceu 56 de 72).

Mas há pouco tempo para festejar e descansar, pois a Superliga B (que será disputada por seis equipes e vale vaga para a liga principal já na temporada 2014/2015) começa em janeiro. “Nós estamos em condições de brigar, claro. Se a gente subir para a Superliga, vamos precisar de mais aporte, mas isso é natural, estamos no caminho certo. Outro ponto bacana é o envolvimento da cidade, nos últimos jogos o público veio em grande número, isso é muito legal e acredito que se repetirá na Superliga B”, disse o diretor em reportagem de Thiago Navarro, no Jornal da Cidade. Oitocentas pessoas assistiram à decisão do último sábado, com entrada franca, o que certamente ajudou a conquistar novos torcedores. “Espero que o bauruense aceite o vôlei como um dos esportes representantes da cidade. Estamos caminhando para isso”, disse o treinador da equipe a Vitor Oshiro (JC), logo após a conquista.

Quem ganha com esse novo time de elite — que se junta ao futsal da FIB e ao Paschoalotto Bauru Basket — é a cidade de Bauru, que tem que dar sua contrapartida tanto pelo poder público (um ginásio para pelo menos 5 mil pessoas e quadra compatível com as medidas do futsal é urgente), quanto pela iniciativa privada (patrocinem, gente, leis de incentivo e isenção fiscal não faltam!).

(Mesmo na terceira divisão, não se pode esquecer do Noroeste, o centenário carro-chefe do esporte local, que precisa de carinho, de dinheiro e que também é retorno garantido para o empresariado local.)

Parabéns, meninas!

Bauru vence Osasco e está a uma vitória do título paulista de acesso

O Preve/Concilig/Semel/Bauru está a uma vitória da elite do vôlei feminino paulista. Na primeira partida da final da divisão de acesso, as meninas sem limites venceram o Bradesco/Osasco, fora de casa, por 3 sets a 2 (parciais: 19 a 25, 30 a 28, 26 a 24, 23 a 25 e 15 a 8), em duas horas e meia de partida.

Agora, Bauru decide o título em casa. A primeira oportunidade será sábado (30), às 20h. Se Osasco vencer, o tira-teima fica para domingo, às 18h, também na Panela de Pressão.

Poucos dias depois de confirmar presença na Superliga B, a equipe da Luso pode dar outro passo importante em sua trajetória. A campanha até aqui soma 17 vitórias em 20 jogos, com conquistando 53 dos 69 sets disputados (76% de aproveitamento).

O final de semana será uma ótima oportunidade para o público prestigiar essas meninas e, tomara, soltar o grito de campeão. E a entrada é franca.

Vôlei feminino de Bauru vai disputar Superliga B em 2014

O Preve/Concilig/Semel/Bauru deu um grande passo em seu projeto. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) confirmou nessa terça a primeira edição da Superliga B feminina, competição de acesso para a elite da modalidade. O calendário da competição para 2014 será definido em plenária com os clubes no próximo dia 21.

Além do time bauruense, estarão na Superliga B Santa Maria-RS, Leme-SP, São José-SP, Cascavel-PR e AABB-DF.

Enquanto isso, Bauru faz grande campanha na segunda divisão paulista, classificado para a decisão — aguarda o vencedor do confronto entre Anhanguera/Leme e Bradesco/Osasco. Até aqui, as meninas comandadas pelo técnico Airton Nascimento venceram 16 partidas (somente três derrotas), conquistando 50 dos 64 sets disputados (78% de aproveitamento).

Grande notícia para o esporte bauruense, que já está nas cabeças no basquete com o Paschoalotto Bauru, vê o Noroeste se reerguer aos poucos e tem esperanças de, num futuro próximo, também ver o futsal da FIB alçar maiores voos.

Bauru vence fácil Jundiaí no Paulista de vôlei

Defendendo posição no G-4 do Paulista de vôlei da primeira divisão, o Preve/Concilig/Semel/Bauru venceu com facilidade a equipe de Jundiaí por 3 a 0 (parciais de 25 a 13, 25 a 17 e 25 a 17), chegando à nona vitória em 11 jogos.

Em virtude da terceira fase da Liga de Desenvolvimento do Basquete na Panela de Pressão, a partida foi disputada no ginásio da sede de campo (agora única sede) da Luso, novinho em folha.

O técnico Airton Nascimento pôde poupar jogadoras e dar oportunidade e ritmo de jogo às reservas.rodando o elenco, dando ritmo as reservas e descansando algumas jogadoras, como a experiente levantadora Deka, que torceu fora do banco de reservas.
O Preve-Concilig-Semel voltará a jogar, pela terceira rodada do returno, sábado próximo, às 17 horas, em Rio Claro, de quem venceu em Bauru, com dificuldade por 3 sets a 0, em 26 de maio passado.

A ponteira Natacha, 23 anos, que não jogava havia cinco meses, em ritmo intenso, devido lesão no ombro, foi um destaques do jogo, atuando com eficiência, segurança e personalidade.

Na vitória sobre Jundiaí o Preve-Concilig-Semel contou com Luciana, Hellen, Heloíza, Roberta, Nayara, Allana e Mariana. Depois Natacha, Camila, Ana Laura, Dayanna e Ellen.

O próximo compromisso das meninas será no dia 7 e setembro, às 17h, contra Rio Claro, fora de casa.