Categorias
Noroeste

Quem joga no Estoril?

Luciano Bebê (foto) não é o único jogador conhecido do elenco do Estoril, adversário do Norusca dia 21.

Como já foi publicado no Canhota 10, o Estoril Praia é mais um braço da Traffic Sports. Além do clube português, que enfrenta o Noroeste em amistoso festivo dia 21, quarta, às 20h, o grupo do empresário J.Hawilla gere o Desportivo Brasil e o Miami FC, dos Estados Unidos. Natural que esses os dois times estrangeiros sejam um canal de divulgação dos jogadores da Traffic.

Os chamados “refugos” ganham a oportunidade de aparecer no cenário internacional, mesmo que fora da primeira divisão. O projeto português, entretanto, parece ambicionar mesmo a volta à elite. O treinador, Vinicius Eutrópio, acaba de chegar da Copa do Mundo, onde foi auxiliar de Parreira na seleção da África do Sul. Entre os jogadores, alguns com passagem por grandes clubes brasileiros, como o goleiro Cléber (campeão da Copa do Brasil 2008 pelo Sport, na reseva de Magrão), o zagueiro Paulo Miranda (ex-Palmeiras, disputou o último Paulistão pelo Sertãozinho), Clodoaldo (emprestado pelo Corinthians) e Alex Afonso (ficou famoso pelos gols no Ituano e ficou devendo no Palestra).

O boliviano Pablo Escobar (ex-Santo André e Ponte Preta) está sendo avaliado pelo treinador e deverá entrar em campo contra o Norusca. O zagueiro Anderson Marques e o lateral-esquerdo Jefferson ficaram conhecidos no Grêmio Prudente. Há ainda o meia Rafael Ueta, que disputou a Série A1 pelo Monte Azul.

Nos amistosos dos “Canarinhos” contra o União São João e o time B do Santo André, Eutrópio escalou formações diferentes:

Contra o U.S.João (vitória por 2 a 1):
Cléber; Marco Silva, Paulo Miranda, Luiz Alberto e Ismaily; Erick, Luciano Bebê, Vinícius Reche e Rafael Ueta; Tiago Costa e Clodoaldo.

Contra o Santo André B (empate em 1 a 1):
Cléber; Anderson, Paulo Miranda, Lameirão e Ismaily; Erick, Luciano Bebê, Vinícius Reche e João Coimbra; Luís Leal e Clodoaldo.

Contra o Norusca, aparentemente o goleiro Cléber, o lateral-direito Marco Silva (é o capitão do time), o zagueiro Paulo Miranda, o lateral-esquerdo Ismaily, o volante Erick, os meias Bebê e Vinícius e o atacante Clodoaldo deverão ser titulares, por terem se mantido nas duas escalações citadas.

Falta Eutrópio definir o quarto-zagueiro, o homem de ligação (ele tem escalado um meio-campo em losango) e o companheiro de Clodoaldo no ataque. Ou não. Em fase de preparação, pode testar outro “onze”, como dizem os portugas. A conferir.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *