Categorias
Noroeste

Nena, o herói improvável, salva o Noroeste contra o Red Bull

Quando Adriano, em péssima forma física, deu a vitória ao Corinthians sobre o Atlético Mineiro em jogo-chave do Brasileirão do ano passado, fez valer seu histórico de Imperador.

Já o centroavante Nena, que tem fraco histórico de gols apesar de seu ofício (conforme o Canhota 10 publicou), tornou-se nesta noite um herói improvável. Coisas do futebol. O placar se arrastava em 1 a 0 a favor do Red Bull até que o atacante, que entrou no segundo tempo, completou de canela um cruzamento e fez o resultado que o Noroeste precisava fora de casa.

A última vez que Nena havia balançado as redes havia sido exatamente como jogador do Red Bull, na Copa Paulista do ano passado. Deve estar habituado com o gramado do Moisés Lucarelli…

Importantíssimo resultado nessa caminhada rumo à elite. Assim, a estratégia do técnico Amauri Knevitz, de grão em grão, vai dando certo. Contra a Penapolense, fora de casa, mais um empate já será bem-vindo — para definir a classificação, depois, em dois jogos no Alfredão.

O Noroeste empatou em 1 a 1 com o Red Bull com Nicolas; Bira, Thiago Junio, Oliveira e Marcelinho; Betinho, França, Juninho e Velicka (Kasado); Leandro Oliveira (Diego) e Boka (Nena).

Foto Nena: Thiago Navarro/ECN

Leandro Love avança, marcado por Bira e observado por Juninho (foto de divulgação do Red Bull)

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

1 resposta em “Nena, o herói improvável, salva o Noroeste contra o Red Bull”

Da desconfiança total de parte da crônica, o Norusca vai beliscando os pontos e trilhando o caminho de volta a A1!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *