Categorias
Bauru Basket

Abre aspas: Bauru 78, Franca 71

A vitória no jogo 5 da série contra Franca, que valeu vaga na semifinal do NBB5, ainda merece posts por aqui. Afinal, o objetivo está alcançado, a história está escrita. Estar na semifinal pela primeira vez, ainda mais com um time incompleto, que tem ficado desfalcado por diferentes e inesperadas circunstâncias, já é um enorme feito nesta temporada. A seguir, o que ouvi de alguns guerreiros logo após o fim da partida épica. Posso testemunhar que Larry e Ricardo estavam com os olhos cheios d’água. Já Pilar e Gui exibiram sorrisos largos e confiantes. Nenhum deles parecia mordido ou vingado pelos revezes em playoffs anteriores. Apenas curtiam o momento, com a certeza de que a hora certa havia chegado — e com muito merecimento.

Ao GUI, perguntei se tinha resposta para os que rotulavam o time de ‘amarelão’
“Quem falou que Bauru amarela está equivocado. É tudo mérito da equipe. Valeu pelo esforço de todo mundo. Teve a ausência do Jeff, a do Ricardo na maior parte da série… E o moleque jogou muito hoje. Estamos na nossa primeira semifinal!”

Atuando sem a habitual barba, brinquei com PILAR se ele não teve medo de arrancar as forças de Sansão…
“Eu penso nessas coisas também. Pensei ‘vou tirar, estou jogando bem… será?’ Mas eu tento ser diferente, pra não ser previsível. Então, por que não mudar? Não vou me ligar a superstições, vou jogar meu jogo, sou maleável. É um grande momento. Estou ansioso para jogar contra Uberlândia. A gente está curtindo esse momento maravilhoso, mas agora vem outro adversário, outro esquema tático. A lousa vai ser preenchida novamente. A gente quer fazer mais história.”

RICARDO FISCHER comentou todo o seu esforço para  estar em quadra
“Esse retorno foi por muito amor ao basquete e graças aos fisioterapeutas, Rogerinho e Giancarlo, que me deram suporte. Fiquei mais na fisio do que em casa. Foi todo um esforço para estar aqui. Cometi erros, pois estava 17 dias paradoo. Mas fizemos história, estou emocionado. Ainda sinto um pouco de dor, mas nada que vá me atrapalhar. Farei  mais fisio para estar 100% contra Uberlândia.”

O craque do jogo, LARRY TAYLOR, falou de seu protagonismo, agradeceu o empenho dos colegas e avisou que quer mais
“Eu sempre tenho que jogar de forma agressiva num jogo decisivo. Esse é o meu jogo. E o importante é que todos jogaram muito. O Ricardo trabalhou muito duro para estar nesse quinto jogo e ajudar a equipe. Ele tem um coração muito grande e quero agradecer a ele e a todos os jogadores que lutaram. O Coleman não queria deixar o time, queria estar na quadra com a gente. Ele foi um grande reforço. Estou muito feliz por chegar a essa semifinal. Mas não estou satisfeito, não. A gente tem capacidade para chegar à final. Quero o título!”

(Coleman adiou a ida aos Estados Unidos, onde a noiva se acidentou de carro, para ajudar o time. Ele já está do lado dela, que se recupera e não corre risco. Mas ainda não há previsão de retorno)

Por fim, o capitão FERNANDO FISCHER, comentou esse grande momento
“Realmente é um momento histórico. Eu cheguei no começo, vi o projeto engatinhar. Podíamos ficar entre os oito, depois entre os seis, agora entre os quatro… Uma evolução natural, mas difícil. Eu me sinto orgulhoso de fazer parte disso. Foi uma pena não poder jogar nesta temporada, só em alguns jogos, mas não na minha totalidade física. Bauru é um dos poucos lugares que dá continuidade e isso é o segredo do sucesso.”

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *