Categorias
Noroeste

Raio-X de Matheus

Bom zagueiro, conhecido dos noroestinos, jogou apenas quatro partidas em 2010

O Noroeste divulgou seu quinto reforço para o Paulistão 2011. Depois dos anúncios de Vandinho, Gleidson, Cris e Márcio Gabriel, chegou a vez de Matheus. É o terceiro ex-noroestino da lista.

O jovem zagueiro Matheus Ferraz Pereira, 25 anos (12/2/1985), nasceu em São José do Rio Pardo-SP. A exemplo de Cris, seu colega de zaga contratado, jogou muito pouco em 2010. Confira a trajetória o beque de 1,90m e 80kg.

Até 2006
Formado nas categorias de base do Santos, tem oportunidade entre os profissionais em 2005, fase ruim do Peixe. Atua em quatro partidas do Brasileirão daquele ano, inclusive o vexaminoso 7 a 1 aplicado pelo Corinthians, no Pacaembu, dia 6 de novembro.
Na temporada seguinte, compõe o elenco do Peixe campeão paulista, comandado por Vanderlei Luxemburgo.

2007
Contratado pelo América de Rio Preto, faz um bom Paulistão. Atua em 11 dos 19 jogos da primeira fase – inclusive nas partidas contra o trio de ferro Corinthians, São Paulo e Palmeiras – e anota dois gols: sobre o (então) Barueri, na 12ª rodada (vitória do América por 2 a 1) e no empate de 2 a 2 com o Ituano, na 19ª rodada.
No segundo semestre o América o empresta ao Remo, do Pará, onde disputa a Série B do Brasileiro.

2008
Inicia o ano no União São João de Araras-SP. Logo em março, porém, é emprestado ao Brasiliense. Pelo clube candango, sagra-se campeão metropolitano, mas tem o contrato (que iria até 31/12) rescindido logo após a conquista, no início de maio. O União também finaliza o vínculo (definitivo), dia 27 de maio.
No segundo semestre, reforça o Noroeste e faz boa participação na Série C – apesar de o Norusca parar na segunda fase -, o que garante sua presença no elenco do Paulistão do ano seguinte.

2009
Atua em apenas quatro jogos da desastrosa campanha alvirrubra que termina em rebaixamento. Enfrenta Ituano (oitava rodada), Ponte Preta (13ª, faz um gol), Marília e Mogi Mirim (as duas últimas). Sobrevive ao desmanche do grupo e fica para a Copa Paulista, quando faz três gols, mas o Noroeste não passa da primeira fase. Ainda em dezembro, após término do contrato, assina com o São Caetano.

2010
Durante todo o ano, atua apenas 226 minutos: somente uma partida no Paulista (a final do Troféu do Interior, contra o Botafogo) e três na Série B – contra Duque de Caxias (18ª rodada, titular), Ponte Preta (24ª, entra aos 29 do segundo tempo) e Paraná (35ª, titular). Fica ainda 18 vezes escalado no banco de reservas, sem entrar. Os titulares, Marcelo Batatais e Anderson Marques, não dão muita brecha.

Opinião do Canhota 10: levando-se em conta apenas sua carreira irregular, preocuparia, a exemplo de Cris. Mas quem o viu em campo, defendendo a camisa do Noroeste, está tranquilo. É um zagueiro firme no jogo aéreo, rápido e que tem boa presença ofensiva. Guardadas as proporções, suas arrancadas lembram as de Lúcio (hoje na Inter de Milão). Havendo cobertura, vá lá, mas convém ser menos empolgado em suas investidas…
É bom reforço, mas bem que seu colega Anderson Marques, que também passou por aqui, poderia vir junto… O vídeo abaixo, do YouTube, ajuda a refrescar a memória dos noroestinos.

Categorias
Esportes

Paulistão 2011: como estão adversários do Norusca

Um balanço da movimentação de reforços dos clubes do interior (e a Lusa!) na Série A1

O Norusca aguarda o fim das Séries A e B do Brasileirão para anunciar reforços. E os adversários do interior? O que têm de novidades? Abaixo, um balanço.

Americana
Será mesmo Americana? A justiça de Guaratinguetá concedeu liminar na última segunda-feira (22/11) que impede que o Guaratinguetá se mude de cidade. A liminar é resultado de uma ação popular. Assim que diretoria for notificada oficialmente, deverá recorrer. Enquanto isso, o time tem mais uma rodada a cumprir no Brasileiro Série B – e briga para não ser rebaixado.

Botafogo
Já anunciou reforços: o lateral-direito Oziel (Ceará), o lateral-esquerdo João Vitor (ASA-AL), o volante Rodrigo Pontes (Náutico) e o atacante Assisinho (Icasa-CE).

Bragantino
Sem risco de rebaixamento na Série B, antecipou as férias de alguns titulares – e os reservas serão observados pelo técnico Marcelo Veiga, pensando em 2011. Irá mandar jogo contra o Bahia, pela última rodada, no Morumbi, de olho em boa renda – esperando que a comunidade baiana em São Paulo compareça.

Grêmio Prudente
Rebaixado no Brasileirão com bastante antecedência, começa a projetar 2011. Diretoria divulgou carta aberta ao torcedor de Presidente Prudente, garantindo permanência do clube na cidade. “Vamos juntar os cacos, bater a poeira e começar de novo”, diz a carta.

Ituano
Já contratou o experiente goleiro Marcelo Bonan (subiu com o São Bernardo este ano), o lateral Esquerdinha (Bragantino) e o volante Thiago Carpini (Bahia).

Linense
Contando com o retorno do meia Gilsinho (jogou a Série D pelo Remo e a C pelo Ituiutaba) e do centroavante Fausto, o Linense já anunciou o volante Simão, que estava no América Mineiro. E as especulações dão conta de que já estão apalavrados nomes de peso: o zagueiro Fabão e o volante Baiano (ambos hoje no Guarani). O meia Thiago Humberto, do Internacional (emprestado e devolvido do Vitória-BA), também interessa.

Mirassol
Contratou o artilheiro da Série B paulista, o atacante Jailton (Paulínia). Também da quarta divisão veio outro atacante: Victor, do Primavera de Indaiatuba. Hoje, o técnico Ivan Baitello conta, basicamente, com a molecada da base. O clube esperar fechar parceria para investir na formação do elenco.

Mogi Mirim
Será uma grande atração do Paulistão, pois seu presidente, o craque Rivaldo, anunciou que jogará pelo Sapo. Entretanto, a resposta da Fifa sobre sua desfiliação ao Bunyodkor-UZB, ainda não saiu. O presidente-jogador também confirmou a contratação do experiente meia Paulo Isidoro e do atacante Denílson, artilheiro do Mundial de Clubes da Fifa 2009 (pelo Pohang Steelers-COR), que foi seu colega no Uzbequistão.

Oeste
Ainda não confirmou o treinador para 2011. O atacante uruguaio Acosta (ex-Corinthians), que chegou a ser anunciado como reforço no início deste ano, volta a ser especulado. Também se fala no centroavante Pedrão, hoje no São Caetano.

Paulista
Está envolvido na disputa da final da Copa Paulista (empatou a primeira partida fora, contra o Red Bull). O jovem treinador Fernando Diniz (ex-meia de vários clubes) está com moral.

Ponte Preta
Confirmada na próxima edição da Copa do Brasil (pelo ranking da CBF), a Macaca cumpre tabela na Série B. Deverá desvincular o goleiro Eduardo Martini, que foi barrado dos últimos jogos. No campo das especulações, o meia Caio (Avaí) e o atacante Bruno Meneghel (Náutico).

Portuguesa
Só pensa na vaga para a elite Nacional – rodada decisiva no próximo sábado (27/11). O ano de 2011 fica pra depois. O atacante Dodô está feliz no clube e pode ficar.

Santo André
Junta os cacos após rebaixamento para a Série C. Deverá dispensar mais de 15 jogadores, inclusive os de maiores salários (o goleiro Júlio César, o zagueiro Halisson e o meia Gil), para encarar um 2011 com orçamento apertado, para sufoco dos torcedores.

São Bernardo
Caçula na elite, o clube aurinegro está como o Norusca: aguardando o fim da temporada para anunciar reforços. Especula-se que virá um pacotão do Icasa, que fez boa Segundona nacional: o goleiro Marcelo Pitol, o volante Guto e o meia Júnior Xuxa. Quem comanda o elenco é o treinador Ruy Scarpino (!), ex-Noroeste.

São Caetano
Finaliza a Série B com boa campanha, que se consolidou desde a chegada de Toninho Cecílio. O treinador, entretanto, teve sua autoridade abalada após a diretoria “cancelar” a dispensa do meia Roger, que ele afirmou não se enquadrar nas normas disciplinares. Fala-se em montagem de elenco forte para 2011, com ambição de um bom Paulistão e acesso ao Brasileirão.

Categorias
Noroeste

Raio-X de Márcio Gabriel

Já era sabido, tudo apalavrado. Mas, como avisado aqui, ao confirmar oficialmente – ou o jogador chegar – vem o raio-X do novo reforço. É a vez, portanto, do lateral-direito Márcio Gabriel. Seu melhor momento na carreira foi no Ipatinga, em 2007. Por isso mesmo, acaba voltando para lá depois de um insucesso – foi perdendo espaço no Atlético Goianiense recentemente, por exemplo. Coleciona rebaixamentos na carreira.

Confira a caminha de Márcio Gabriel da Silva, baiano de Canavieiras, 1,69m, 64kg:

Até 2005
Revelado pelo Volta Redonda-RJ, tem passagem apagada pelo Corinthians em 2005 – não disputa nenhum partida do Brasileirão daquele ano (Timão campeão).

2006
De novo no Voltaço, chega às quartas de final da Copa do Brasil, perdendo para o Vasco, que viria a ser finalista.
No segundo semestre, defende o Ipatinga e ajuda o time mineiro a subir para a Série B nacional.

2007
Disputa a Copa do Brasil e o Paulistão pelo Noroeste (vice-campeão do Interior). No torneio nacional, faz um partida e o gol de honra na derrota por 4 a 1 para o Figueirense. No Estadual, atua em 12 dos 23 jogos (dez como titular), ganhando espaço na reta final após contusão de Éder Sciola.
Depois, retorna ao Ipatinga para conquistar o vice da Série B. É mantido no clube para a temporada seguinte.

2008
Com o emergente time alviverde, é rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Mineiro. No Brasileirão, também cai – atua em 25 partidas, 19 como titular.

2009
Contratado pelo Coritiba, coleciona mais um rebaixamento na carreira, no Brasileirão. Entretanto, realiza boas partidas – atua em 23, sendo titular em 15. Antes, pela Copa do Brasil, joga dez vezes e anota três gols na campanha do Coxa, semifinalista.

2010
Reforço do Atlético Goianiense, começa o ano com moral, titular na conquista do Campeonato Goiano – faz dois importantes gols na semifinal contra o rival Goiás – e na disputa da Copa do Brasil (cinco jogos e semifinalista). Depois, perde espaço durante o Brasileirão, fazendo apenas quatro partidas (substituído em duas).
No segundo semestre, desembarca no Ipatinga, mas para ser reserva de Luizinho (ex-Santos e Flamengo). Até o dia 12 de outubro, joga apenas cinco vezes (titular em quatro e substituído em três delas). Está muito próximo de somar mais um rebaixamento em sua carreira.
No ano, em competições nacionais, acumula seis cartões amarelos e uma expulsão em 14 partidas.

Opinião do Canhota 10: bom nome, jogador veloz e ofensivo, mas de trajetória sem brilho para quem já tem 28 anos. É bom ter um concorrente à altura, por via das dúvidas.

Abaixo, um vídeo postado no YouTube exibindo as qualidades de Márcio Gabriel:

Categorias
Noroeste

Raio-X de Cris

Novo zagueiro noroestino, com passagens por seleções de base, jogou pouco em 2010

Treinando na Seleção: ele foi colega de Alexandre Pato por lá

Revelado pelo Corinthians, experiência defendendo o Brasil nas categorias de base, Paulistão e Brasileirão de 2010 na bagagem. O cartão de visitas parece animador, mas é melhor olhar com calma.

Anunciado como novo reforço do Noroeste para o Paulistão 2011, o zagueiro Cris (22 anos, 1,88m, 76kg) jogou apenas 490 minutos este ano em divisões principais – além disso, quebrou um galho na Copa Paulista também.

Vendo um de seus vídeos postados no YouTube (veja abaixo), de 2007, atuando no Brasileiro sub-20 pelo Corinthians, a impressão é a de um beque sem firula, que dá chutão quando necessário e tem como principal característica o desarme. Também aproveita a boa estatura para ganhar jogadas pelo alto.

A seguir, um resumo da carreira de Cristiano Henrique Matias, natural de São Bernardo do Campo:

Até 2008
Revelado pelo Corinthians, atua em vários torneios nacionais e internacionais, inclusive pela Seleção Brasileira – mas não chega a disputar um Sul-Americano ou Mundial. Assina seu contrato profissional com o Timão em maio de 2006.

2009
Emprestado pelo Corinthians ao Monte Azul, é titular na campanha do título da Série A2. No segundo semestre, é emprestado ao Ituano e disputa a Copa Paulista e a Série D nacional.

2010
Seu contrato com o time Alvinegro do Parque São Jorge, que acabaria em 31 de julho, é rescindido em 7 de janeiro. Cris assina com o Monte Azul para disputar o Paulistão (contrato até 30 de abril), mas faz apenas seis partidas. Numa delas, curiosamente, anota gol contra na derrota por 1 a 0 para Grêmio Prudente, seu futuro time. No Zangão itinerário, joga apenas 15 minutos no Brasileirão (contra o Atlético-GO), na 25ª rodada. Sem espaço, é dispensado junto com outros jogadores – entre eles Fabiano Gadelha – e rescinde seu contrato no dia 26 de outubro.

Opinião do Canhota 10: o fato de o Corinthians não fazer questão de segurá-lo e ele não se firmar em times fracos preocupa. Ao mesmo tempo, o futebol tem dessas coisas – o Noroeste há pouco não renovou com o bom meia Richard. Pelo seu estilo de jogo, a esperança é que lembre a Fábio Ferreira. Aliás, se jogar metade do que Fábio fez aqui, já será útil. Por enquanto, imagina-se que irá compor o elenco, começar no banco.

Foto na homepage: Ricardo Schwarz/Grêmio Prudente

Atuando no Timão: ele foi revelado junto com Kelisson, que há pouco vestiu a camisa do Noroeste. Foto reproduzida do blog do jogador (zagueirocris.blogspot.com)
Categorias
Bauru Basket

Pilar reforça garrafão do Bauru Basket

Melhor reboteiro do Campeonato Paulista chega para suprir carência do time bauruense

Aí, sim! Desde que Douglas Nunes se contundiu no tornozelo, a torcida do Itabom/Bauru ficou apreensiva. Recaíra sobre os ombros de Jeff Agba a responsabilidade de brigar no garrafão, já que Ricardo e Renato são inconstantes. E como contusões são comuns num calendário puxado, que exige muito revezamento, o time bauruense fez uma contratação importantíssima.

Com grana extra da Itabom, patrocinadora master, trouxe o melhor reboteiro do Campeonato Paulista: Pilar, do Metodista/São Bernardo. O ala/pivô de 2m de altura e 26 anos foi um dos grandes destaques do Estadual passado e segue impressionando, sobretudo por destoar de seu limitado time. Confira seus números em 19 partidas do Paulista 2010:

35min12s em quadra (quarto nessa média)
15,6 pontos por partida (11º cestinha)
10 rebotes por jogo (maior reboteiro; 80% deles defensivos)
3,2 assistênticas (18º)
1,95 roubada de bola (terceiro maior ladrão)
Resumindo: é o quarto jogador mais eficiente do campeonato

“O Pilar é um jogador multifunções, que domina todos os fundamentos, joga com muita intensidade, tanto na parte tática, como na parte física. Pode ajudar muito a equipe”, avisou o técnico Guerrinha, pela assessoria. Ele somente poderá atuar no NBB.

Para o time ficar equilibrado, falta agora a parte ofensiva. Ou Thyago Aleo e Júlio Toledo ganham ritmo, e se tornam realmente opções, ou o Bauru Basket seguirá dependente de Larry Taylor, Fischer e Alex.

Em entrevista ano passado a Alfredo Lauria, do site Draft Brasil, Pilar contou sobre seu estilo de jogo na briga pelos rebotes. “Uso meu vigor físico, tento tomar a frente na defesa, empurrar os pivôs pra fora do garrafão de qualquer maneira para ficarem inativos. Pois fora do garrafão posso levar vantagem pela minha velocidade”.

Seja bem-vindo, Pilar! Grande reforço.

Foto na homepage: Gabriel Pelosi/Bauru Basket