Categorias
Bauru Basket

Buscando ritmo, Bauru Basket vence Liga Sorocabana em jogo-treino

Em busca de ritmo e entrosamento, Bauru Basket vence a Liga Sorocabana

Ganhar é sempre bom. Até em treino. Mas a maior vitória do Bauru Basket sobre a Liga Sorocabana, nessa tarde de quinta-feira (83 a 74), foi ganhar ritmo de jogo para o início do Campeonato Paulista, dia 1 de agosto — contra a própria LSB, na Panela. O renovado e modesto time sorocabano vinha com mais ritmo, por ter disputado os Regionais.

Precisando entrosar seu novo elenco, com mais peças novas do que em temporadas anteriores, o técnico Guerrinha aproveitou a atividade para experimentar variações táticas, sobretudo para suprir a ausência de Larry Taylor (na Seleção Brasileira), o que deixa o armador Ricardo Fischer sem opção imediata de revezamento, já que Luquinha e Fernando Fischer seguem em recuperação de cirurgias. Por isso, Gui Deodato (22 pontos, continua impossível de três) foi experimentado conduzindo as jogadas.

Gui: testado na armação
Gui: testado na armação

Outra novidade, que vinha sendo aperfeiçoada nos treinamentos, foi a presença de Andrezão na posição 3. Com chute mais calibrado e boa presença física, o Mamute está cada vez mais versátil. O quinteto inicial, aliás, foi composto por Ricardo, Gui, Andrezão, Murilo e Tischer — está claro que Murilo atuará prioritariamente como 4 por aqui.

O ala Gustavo Scaglia (bom chute de fora, o do menino, fez 16 pontos) e o pivô Mathias (um pouco menos solto) também participaram bastante do amistoso. E o garrafão com Murilo (14 pontos) e Tischer (18 tentos e nove rebotes) mostrou seu valor, vai fazer estrago nos adversários. E ainda falta o argentino Ramírez, curtindo lua-de-mel na Argentina.

Claro que houve muitos erros, notou-se necessidade de maior entrosamento, tudo dentro da normalidade. “Taticamente ainda estamos muito atrás do que pretendemos, mas é normal pelo pouco tempo de treino que tivemos. O mais importante deste jogo treino foi colocar nos jogadores uma mentalidade de jogo para o início do Paulista”, avaliou Guerrinha, via assessoria.

Acompanhei os dois primeiros quartos. É cedo para projetar o nível que esse time pode alcançar, mas o mais importante eles já têm: união. Estão muito a fim de vencer, o que eu já havia percebido nos treinamentos, pegados, intensos. Os jogadores estão fininhos, levaram a sério as primeiras semanas de preparação física. Que voem na temporada.

Por Fernando Beagá

Mineiro de Ituiutaba, bauruense de coração. Formado em Jornalismo e mestrando em Comunicação Midiática pela Unesp, atuou por 16 anos na Editora Alto Astral, onde foi editor-chefe e responsável pela implantação e edição das revistas esportivas. É produtor de conteúdo freelancer pelo coletivo Estúdio Teca. Resenhou 49 partidas da Copa do Mundo de 2018 para Placar/Veja. Criou o CANHOTA 10 em 2010, a princípio para cobrir o esporte local (ganhador do prêmio Top Blog 2013), e agora lança olhar sobre o futebol nacional e internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *