Bauru x Brasília, jogo 1

Não deu. A Panela de Pressão estava abarrotada de gente – até demais, acho perigoso isso… – empurrando o Itabom/Bauru, mas Brasília é um timaço que não treme e levou a vitória para o DF (vitória por 80 a 76, abrindo 1 a 0 na série). O jogo comecou morno, foi ficando tenso e estourou no fim, a ponto de haver o destempero de Douglas Nunes, que não é de hoje tem relação conturbada com a diretoria guerreira.

A história do jogo você confere na minha reportagem para o Basketeria, clicando aqui.

No pré-jogo também tem aspas bacanas, fica linkado aqui pra quem quiser ver.

Itabom/Bauru se despede bem da Liga das Américas

Douglas, Larry e Gui: os nomes do jogo

Quando vi Larry Taylor em quadra, não acreditei. Devem ter sido somente câimbras – ele saiu carregado de quadra após esforço sobre-humano contra o Pioneros, no sábado. Mas o Alienígena estava inteiro, jogou 35 minutos contra o Bucaneros-VEN (vitória por 83 a 80), melhor assim. O camisa 4 bauruense anotou duplo-duplo, com 14 pontos e 10 assistências. Gui também se destacou com 17 pontos e 6 rebotes e Jeff quase chegou ao duplo-duplo também, com 14 pontos e 9 rebotes.

Mas o destaque, disparado, foi Douglas Nunes. Impressionante como ele sai de uma partida abaixo da crítica contra o Pioneros (apenas dois pontinhos) e marca 31 contra os venezuelanos, além de 11 rebotes – outro duplo-duplo do Dragão. O camisa 13 foi muito criticado na véspera por torcedores exatamente por oscilar tanto. O curioso é que ele gosta de jogo decisivo, pegado, e o jogo da vida do Bauru Basket na Liga das Américas era contra o Pioneros. Mas não se encontrou, bola pra frente. Que esteja inspirado na reta final do NBB.

Via assessoria, Guerrinha analisou a participação bauruense. “Tivemos uma primeira partida ruim, mas soubemos crescer muito após o primeiro jogo. Se esse quadrangular tivesse sido no Brasil, teríamos nos classificado. Fizemos um bom jogo contra o Pioneros e perdemos nos detalhes. Contra os venezuelanos, conseguimos melhorar e vencer a partida, mesmo diante de todas as dificuldade que estamos. Acredito que toda essa experiência adquirida por nossos atletas irá se refletir muito na sequência no NBB”. Ele tem razão: na Panela teria sido diferente. Lembrando que Bauru só não jogou em seu ginásio porque o chaveamento não permitiu – caiu no grupo do Pioneros, que já estava confirmado como mandante.

Agora, que venha o quinto lugar, que seria importantíssimo para o projeto, pois possibilitaria uma nova vaga em torneio internacional em 2013 – no mínimo, a Liga Sul-Americana. Abaixo, um belo clique do Alienígena.

Itabom/Bauru, único invicto do NBB4!!!

É um grande feito, sem dúvida. Ainda mais vencendo São José, adversário que já virou rival pelos duelos recentes.

O time vacilou em alguns momentos, mas seguiu a tradição de deslanchar no quarto período.

Desta vez, entretando, o badalado reforço Nathan Thomas ficou devendo. Foi bem na defesa, pegou rebotes, mas passou zerado no ataque – ainda fica inseguro em definir lances, se eu fosse ele, com tamanho vigor físico, bateria pra dentro sem medo… rs

Confira minha matéria sobre a vitória bauruense lá no Basketeria.

Já é tarde, envio detalhes no domingão, com fotos da partida… Abraço!

Na volta de Douglas, Brazilian All Star vence mais uma

Time comandado por Guerrinha, na China, bate combinado norte-americano

Em mais um amistoso da excursão do combinado comandado por Guerrinha – o penúltimo -, o Brazilian All Star Team venceu um combinado norte-americano por 106 a 104. Por e-mail, Guerrinha reforça que o time terminou o primeiro tempo perdendo, por 47 a 44. A equipe contou com a volta do pivô Douglas Nunes, poupado no compromisso anterior, com  dores no ombro. Foi a quarta vitória em sete jogos.

Os destaques do time brasileiro (reforçado de três estrangeiros) foram o ala Gaúcho (29 pontos), o armador Jason Fontennet (18) e o pivô cubado Amiel (16). A partida foi disputada na cidade de Qingyang. O último compromisso do combinado nesta viagem chinesa, provavelmente contra o mesmo adversário, será neste sábado (às 8 da manhã do horário de Brasília). A chegada ao Brasil está marcado para o dia 31.

ENCERRAMENTO
Guerrinha deverá chegar a tempo de participar da festa de encerramento do Novo Basquete Brasil, na noite do dia 31, no clube Paulistano. Afinal, ele concorre ao prêmio de melhor treinador. O Canhota 10 estará no evento e contará os bastidores da premiação.

É campeão!

Molecada comemora em meio às cheerleaders chinesas. Foto de divulgação/Guerrinha

Brazil All Stars Team comandado por Guerrinha vence quadrangular na China

O combinado brasileiro – reforçado por três estrangeiros – comandado por Guerrinha ainda tem compromissos por lá, mas já garantiu peso extra na bagagem. Neste sábado, na cidade de Shijiazhuang, a equipe Brazil All Stars Team venceu o quadrangular internacional ao bater os croatas por 80 a 68. Até então time mais temido, que batera os próprios brasileiros em amistoso e vencera os norte-americanos de Santa Barbara por 27 de diferença na semifinal, os croatas foram surpreendidos pela forte marcação da equipe de Guerrinha.

Segundo o treinador, por e-mail, a grande aplicação tática na defesa foi a chave para vencer a partida. Guerrinha, mais uma vez, enviou os destaques da equipe. Confira os números:

• Douglas Nunes: 22 pontos e 12 rebotes
• Gaúcho: 11 pontos
• Amiel: 10 pontos
• Gui: 10 pontos
• Jason: 8 pontos
• Thyago Aleo: 8 pontos
• Alex: 7 pontos e 8 rebotes
• Pilar: 4 pontos e 7 rebotes

O pivô Douglas Nunes foi eleito o MVP do torneio, enquanto Gui foi homenageado como “jogador espetaculat”.

O time de Guerrinha já soma cinco partidas em solo chinês, com três vitórias e duas derrotas (ambas por dois pontos de diferença).

Douglas Nunes, o MVP, e Gui, o mais espetacular (deve ter caprichado nas enterradas por lá). Foto de divulgação/Guerrinha