CANHOTA 10

Sábado é dia de Noroeste!

Chega de férias para este blogueiro! Hora de retomar as canhotadas e nada melhor do que voltar a ver o Noroeste no Alfredão. Apesar dos pesares, a saudade é grande de ver a gloriosa camisa vermelha em seu templo. Amanhã, cobertura presencial do primeiro jogo alvirrubro em casa contra o Mirassol, pela Copa Paulista 2013, depois da estreia com derrota (1 a 0) para o Monte Azul.

Nos últimos dias, as incertezas de sempre: os dias correm e os salários não chegam. Funcionários com vencimentos menores têm recebido primeiro e o gestor Fabiano Larangeira prometeu acertar com os atletas até o início da próxima semana. Se a data coincide com esperança de boa arrecadação com bilheteria, seria uma grande ingenuidade — a final da Copinha passada, com excelente público de 4 mil pagantes, teve renda líquida de R$ 20 mil, dinheiro que nem de longe é suficiente para sanar o rombo.

Por falar em rombo, o Jornal da Cidade publicou nesta sexta mais uma derrota noroestina nos tribunais trabalhistas: o volante Negretti, outro defendido pelo ex-vice-presidente Filipe Rino, ganhou o direito de ser indenizado em R$ 130. Cabe recurso à decisão, mas o que espanta é que o clube não enviou representante para defendê-lo! Questionado pelo JC, o presidente Anis Buzalaf soube da sentença pela reportagem e disse que a prioridade é pagar os salários, quase que dando de ombros para o caso. Haja ombro para a avalanche de ações que ainda vêm por aí!

No programa Giro Esportivo, da 87FM, também neste dia 18, a equipe Sem Limites foi muito feliz em seus comentários. O Noroeste é maior do que tudo isso e entristece ver tanta gente, intencionalmente ou não, depreciando o clube com suas ações e omissões. Pagar salários é obrigação e a credibilidade da instituição passa por isso. Desse jeito, não haverá mesmo novas marcas e novas receitas.

Aliás, novas receitas passam pelo marketing, que teve gestor anunciado (Marcos Cafeo), mas nenhuma ação relevante — houve a festa junina, que foi um fracasso de público (apesar de bem organizada), e o chamada do jogo contra o Mirassol na TV (cada segundo na telinha é uma fortuna, tomara que tenha sido a custo zero).

Em campo
Estou ansioso e curioso para ver o novo Noroeste em campo. Com muito jogador experiente, no papel é um time que tem que brigar lá em cima, contra elencos modestos e cheios de moleques. Curioso também pela presença do público, uma incógnita…

O técnico Edinho Machado levará a campo uma equipe com três zagueiros. Mas, como Marcos Aurélio já atuou com volante em sua carreira, resta saber como estará posicionado. Se ficar à frente de Bonfim e Magrão, irá se configurar um 4-4-2. Se ficar na sobra, 3-5-2 mesmo. A conferir. Avante!