CANHOTA 10

Raio-X de Ricardinho

Bom na bola parada, meia do Marília, por empréstimo, é sexto reforço do Norusca

Após quase um mês de negociações, o Noroeste finalmente anunciou o meia Ricardinho, do Marília. A contratação, por empréstimo, demorou porque o MAC não aceitou os jogadores que o Norusca ofereceu (Geílson, Roque e Negretti). Pelos lados de Marília, diz-se que o Alvirrubro liberou o meia Doda, mas o jogador não quis sair de Bauru, disposto a atuar na Série A1. Mesmo assim, o Tigre liberou o atleta para  suavizar sua folha de pagamento – segundo o repórter mariliense Guilherme Maia, o salário de Ricardinho é de cerca de R$ 15 mil.

A seguir, a trajetória de Ricardo de Souza Silva, 1,74m, 72kg, nascido há 25 anos (10/6/1985) em Votuporanga-SP:

Até 2006
Pesquisando sua carreira, não está claro se foi revelado pelo Ulbra-RS ou pelo Ituano (hipótese mais provável). O certo é que Ricardinho não jogou no Ituano após sair do Ulbra, como vem sendo dito na imprensa. Consta, segundo dados da CBF, contrato com o clube gaúcho de fevereiro de 2005 a dezembro de 2007 – e nada sobre o Ituano. Em 2008, já estava no Rio Preto.

2007
Pelo Ulbra, disputa o Campeonato Gaúcho no primeiro semestre e o Brasileiro Série C no segundo (o time gaúcho chega à terceira fase).

2008
Disputa o Paulistão pelo Rio Preto, faz quatro gols, mas acaba rebaixado.
Contratado pelo Marília, disputa a Série B, faz cinco gols, mas termina o ano com um novo rebaixamento.

2009
Mais um Paulistão, mais um rebaixamento. Faz três gols com a camisa do MAC – inclusive um de falta, sobre o Noroeste, na penúltima rodada.
Na Série C, faz dois gols na campanha do Tigre, que não se classifica para a segunda fase. Ainda no segundo semestre, é emprestado ao Joinville, a tempo de ser campeão da Copa Santa Catarina e da Recopa Sul-Brasileira (faz, de falta, um dos gols da finalíssima, na vitória sobre o Serrano).

2010
Ao contrário de outros contratados do Noroeste, tem um ano de plena atividade – disputa, ao todo, 44 partidas.
No Catarinense (22 jogos, cinco gols), destaca-se por fazer o gol do título do primeiro turno, nos acréscimos do segundo tempo. O Joinville termina o Estadual com o vice. É eleito o melhor jogador de sua posição, na premiação promovida pela Federação local.
Na Copa Santa Catarina (12 jogos, três gols), disputada antes do início da Série D, também termina como segundo lugar.
Na Série D (10 jogos, dois gols), o JEC para nas quartas de final, mas aguarda decisão do STJD sobre escalação irregular de jogadores pelo América-AM – e ainda pode subir para a Terceirona no tapetão.

O colega Guilherme Maia, da rádio Itaipu, de Marília, descreve o meia, destro, bom cobrador de faltas:
“O Ricardinho é um meia que atua pelo lado direito e pode atuar também como terceiro volante. O forte do jogador é o bom passe e o aproveitamento em bolas paradas. O ponto fraco do jogador é a inconstância, onde em uma partida é eleito o melhor em campo e, na seguinte, o pior da partida. Outro fator negativo do jogador são os consecutivos rebaixamentos em sua carreira. (…) De qualquer forma, uma boa contratação do Noroeste. Entrentanto, Ricardinho precisa jogar com um meia canhoto e habilidoso ao seu lado, para auxiliá-lo”.

No blog do repórter, em resposta a questionamento meu, o dirigente Eduardo Mayo (filho do presidente Beto), também dá sua versão sobre o meia:
“Vai uma opinião pessoal minha, de torcedor. O Ricardinho é nota 8 na bola parada… Bom nos escanteios, nos cruzamentos, melhor ainda na bola parada na frente da área. Nada de excepcional… mas um jogador acima da média. (…) Com a bola rolando, chamo-o de Ricardinho “Cansado” (…) Será útil ao Noroeste, mas precisa cuidar da sua canseira congênita… “Guenta” até os 20 do segundo tempo, daí para frente, esqueça…”

Opinião do Canhota 10: apesar do “currículo de rebaixamentos”, pode ser uma grata surpresa. A princípio, briga por posição, mas sua especialidade na bola parada deverá fazer a diferença na hora de escalar. Vendo vídeos seus no YouTube, percebe-se que pega na bola de chapa, bonito, e poderá ser útil para desempatar ou virar um jogo truncado. A princípio, eu o vejo à frente de Cleverson e Doda. Resta saber os planos de Luciano Dias para o meia.

Como de costume, segue vídeo do jogador. Há outros tantos lá no YouTube.

Comentários

  1. aldemir carlos de souza disse:

    excelente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Thiago Blazissa Martini disse:

    O Negretti está no Marília, sim. Jogou parte da Série c, foi para o América de Natal e agora voltou para o MAC