CANHOTA 10

Por um Norusca DE BAURU, de fato

Não são poucas as reclamações de torcedores a respeito do distanciamento do Esporte Clube Noroeste dos bauruenses. A identificação do time com a cidade e, sobretudo, com seus torcedores, vem minguando nos últimos anos a ponto de já ser lugar-comum na crônica esportiva dizer que o Norusca conta com seus mil e poucos abnegados. Partindo desse cenário, e motivado por sugestões que partiram do pessoal do Jornada Esportiva em uma das edições de seu programa Por Dentro do Esporte, resolvi enumerar ideias para o Noroeste, já a partir de 2011, recolocar-se entre os principais cartões-postais da cidade. O espaço de comentários está escancarado para que você questione, concorde, discorde, acrescente… Espero que se torne um verdadeiro mural de ideias para o BEM do clube. Esta é uma campanha DO BEM (que ficará disponibilizada de forma fixa na home do site). Não tem caráter oposicionista, nada disso. O Canhota 10 é independente – inclusive gosta muito mais de falar da bola dentro do campo – e só quer ver um Noroeste forte. Tanto que já elogiou a iniciativa do Memorial Noroeste. Vamos às ideias:

• Disponibilizar carnê para o torcedor adquirir entrada para todos os jogos do Paulistão 2011 – para se acomodar na arquibancada especial, aquela embaixo das cadeiras. Com preço acessível e vinculado a promoções: brinde no ato da compra e sorteio de camisas e outros objetos alusivos ao clube durante os jogos.

• Desde que dentro do que rege a Lei, vincular a imagem do clube a algum grande sorteio (aos moldes do atual BauruCap) a ser realizado durante as partidas no Alfredão.

• Adotar a transparência e manifestar-se de forma oficial em relação a assuntos obscuros da atual administração: por que não sai a parceria com a Prefeitura para explorar o complexo Alfredo de Castilho? Por que a Mariflex está processando o clube (o que afugenta outros investidores)?

• Abrir o complexo Alfredo de Castilho para o torcedor: permitir que ele assista a treinos, pelo menos um por semana, um recreativo que seja.

• Aprofundar ações (que já aconteceram no passado) de levar excursões escolares ao clube para as crianças terem contato com os jogadores. Inspirar-se no Bauru Basket e envolver o time em ações sociais, envolver-se mais com a comunidade.

• Apostar de fato na base, orientando treinadores a darem oportunidades aos jogadores formados no clube, sobretudo em um torneio menor como a Copa Paulista, sabendo que o torcedor é a favor dessa postura e não iria culpar a molecada por eventuais maus resultados.

Mais ideias surgirão e serão anexadas. Comente à vontade!

Comentários

  1. Pietro Zambom Franco disse:

    Concerteza, o marketing é tudo em clube !!!
    vamos ver se eles ouvem as palavras dos torcedores, e façam o certo e oq é bom para o clube e a cidade.

  2. Reynaldo disse:

    As minhas sugestoes sao reclamacoes que eu tenho lido Mural da Sangue Rubro e comunidades do Norusca no Orkurt…Ja esta mais do que na hora dos dirigentes do clube passarem a ouvirem as sugestoes da torcida.

    Eu gostaria que tambem fosse feita uma promocao para as mulheres e criancas nos dias de jogos com um preco mais ascessivel para eles.

    Valor da agua, refrigerantes e comestiveis vendidas no estadio por um preco melhor. Eu nao assisto jogos no Alfredao, mas sei que muitos torcedores reclamam.

    Gostaria de ver na midia de Bauru noticias que tragam resultados de uma atuacao mais firme do departamento de marketing para trazer o torcedor ao Alfredao. Sinceramente aquele departamento e simplesmente figurativo.E nao sei como pode estar durando tanto tempo no clube sem que o responsavel por ele faca juz ao salario que ele recebe do clube.

    Melhorias na iluminacao do estadio e no gramado…que sinceramente ja estao mais do que atrasadas..

    Um placar eletronico pois aquele placar manual do Alfredao e simplesmente ridiculo. Ja ouvi falar que em Bauru existe uma fabrica de placar eletronicos,,,Porque nao fazer um acerto com eles como uma propaganda no estadio a troco de um placar eletronico.

  3. Rafael Schiavo disse:

    Reynaldo,
    Esta empresa é a Bruna Painéis Eletrônicos.
    Lembro de um jogo em que eles colocaram os painés na altura daquelas placas brancas(que ficam em cima da arquibanca)e nos painés passava propagandas de várias empresas de bauru.
    Mas foi só este jogo, depois numca mais!
    Também acho que uma parceria com esta empresa seria muito bem vinda, mas…

  4. Guto disse:

    vamos lá ..

    não é de hoje que o marketing do noroeste nosso glorioso deixa a desejar. é inadimiscível um time com tamanha tradição, ter tal desrespeito com seu torcedor. quando eles reclamar que o estádio está com 300 torcedores, eles deveriam pensar se realmente o problema é o torcedor. no ano de centenario, um ano clássico, de tudo pra se ganhar dinheiro, o marketing me faz um camiseta retrô, um showzinho de paráquedas no acesso e um bolinho de parabéns no dia 1.9.10. é realmente de se lamentar. o que o reynaldo disse é realmente fundamental, levar criançar ao jogos, conhecer o clube, comecer do berço gostar do time da cidade.temos que ter o amor ao time, e isso cada vez mais está ficando distante.
    acorda evaldo.

  5. Nelson Brandino disse:

    Eu sou um torcedor noroestino que mora em São Paulo, mas acompanha o time em varios jogos, mais que muitos bauruenses que só vão nas boas, por isso faço minhas criticas aos atuais administradores do clube, eles com essa historia do “dono ” do clube morar em São Paulo, praticamente o tiraram da cidade, tudo tem que ser resolvido aqui na capital, devolvam a Bauru, pois o Esporte Clube Noroeste é dos noroestinos.Hoje não se tem acesso as dependencias do clube, no mes passado estive em Bauru, alias rotina que repito quase que mensalmente pois tenho irmãos e propriedade por lá, como estava comentando, aproveitei para junto de um primo que morou na cidade, e já fazia anos que não ia pelos lados do Alfredo de Castilho, chegamos na portaria nos identificamos e falamos que queríamos fazer uma visita ao clube isto num sabado de manhã, não fomos autorizados a entrar, situação que me deixou muito constrangido, pois pessoas que nem de Bauru são, alguns dirigentes atuais tem livre acesso, e ainda lucram com o nosso patrimonio, e alguns que se dizem noroestinos, como nosso atual presidente, que nos anos noventa o nosso Noroeste já agonizava financeiramente, e ele colocava seu dinheirinho com patrocinio da camisa do Corinthians, nem se importando com Bauru alias ninguem sabia que ele era bauruense, mas aí com a aprovação da lei Pelé, onde o passe do jogador deixou de ser do clube e sim do empresário, ele passou a ser um grande “NOROESTINO” e investidor do clube, é muita coincidencia, portanto volto a insistir deixem o clube voltar a ser nosso, de Bauru,mas querendo ajudar invista com patrocinio, esta é minha posição.

  6. Bruno Lopes disse:

    Idéia válida do canhota10, mas me sinto no direito de não dar idéias porque simplesmente somos ignorados há mais de 2 anos inclusive sou pessoa não grata no clube, só porque cobro transparencia e o cumprimento do estatuto social do clube.

    Alías a última idéia boa partiu da minha pessoa com alguns companheiros do orkut, torcida organizada e outros torcedores no “CARNÊ da SERIE C” em 2008 e ainda o inútil do mkt ainda jogou areia na ideia colocando junto do carnê da serie C os jogos da “ridicula” copinha Paulista. O detalhe que queria fazer venda casada sendo que 3 ou 4 jogos da copinha seriam as 15 horas de dia de semana!! Ou seja ou praticava um “migué” pra empurrar junto a copinha O QUE NAO FIZEMOS!!! Nao tivemos apoio nenhum de ninguem da diretoria!! Sabotaram na cara dura só atrapalharam!!

    Elegeram o Velho novamente mas a soluçao na minha compreenssão será sempre: FORA DAMIAO GARCIA BAJULADORES E ENCOSTOS! A imprensa está vendo o que está aocntecendo inclusive a morte da torcida, a morte da cidade e noroeste e a morte do clube!

  7. MOACIR disse:

    SABE PORQUE CANCELARAM O JOGO CONTRA A PENAPOLENSE, MEDO DE PERDER NO DIA DO SEU NIVER, IA SER UM VEXAME COM ISSO EVITAM CRITICAS MEDO DE PERDER O EMPREGO TECNICO E GERNTE,NA EPOCA DO CELSO TINHA DE TUDO VETERANOS DO CORINTHIANS, PARAQUEDAS E TUDO MAIS,POIS O CARA MORREU DEFENDENDO O TORCEDOR,OLHA QUE O CARA ERA SOZINHO NAO TINHA DIRETOR DE MARKETING NEM GERENTES GANHANDO OS TUFOS, FAZ UM ANO QUE ESTA FALANDO NESTA DATA E O CARA NAO PROGRAMOU NADA TUDO DE ULTIMA HORA ,BRINCADEIRA.

  8. alessandro disse:

    [red][b]mandei o lin dessa pagina pro email do noroeste mais de 20 x sera que eles vão ler vão nada né …

    POR UM NOROESTE DE BAURU …

  9. William disse:

    Concordo em gênero, número e grau!

    Não é de hoje que o time se mantém isolado da cidade, ao contrário de times como LInense, que vestem a camisa da cidade e por isso o estádio sempre está cheio, não é a toa que o Alfredo de Castilho se encontra as moscas! O bauruense não tem nada que o incentive a assistir jogos do Noroeste!

    eu acredito que essas ideias acima propostas são muito válidas, são coisas extremamente simples e que trariam um retorno surpreendente! sinceramente fico sem entender porque essas ideias tão simples não são colocadas em prática

  10. Pietro Zambom Franco disse:

    Boa idea Alessandro, mandar o link do site para o email do norusca!!!
    vamos ver se eles nos ouvem !!!

  11. Reynaldo disse:

    Mais uma sugestao, embora com esta mafia dos atuais dirigentes do clube, e totalmente descompromissados com o torcedor ,nao acredito que isto se realize, mas vamos la…O livre acesso de ex. jogadores e ex dirigentes no Alfredo de Castilho nos dias de jogos. O que temos visto, e muitos deles serem barrados do Alfredao..E uma vergonha.

  12. Thiago disse:

    É preciso ter em mente que toda cidade é dividida entre aqueles que exploram (minoria) e aqueles que são explorados ( imensa maioria). Em Bauru a coisa não é diferente, mas tem um agravante. A elite bauruense é uma das mais atrasadas e reacionárias do país; vive de bajular “políticos locais” que atuam nas esferas mais altas dos governos estadual e federal sem ter vergonha de mendigar “emendas orçamentárias”, vendendo a falsa idéia de que isso vai ser bom para a cidade. Falsa idéia porque as “grande obras” e o “desenvolvimento” realizado na cidade atende apenas uma parcela da população: a minoria (a elite provinciana”) que aumenta ainda mais seu patrimônio. Esta elite podre controla os principais meios de comunicação, por sinal de pessima qualidade, vide o principal jornal impresso de Bauru, e adora vender a idéia de que é necessário construir mais avenidas n cidade ( claro, para lucrar com a venda dos terrenos que serão beneficiados com estas avenidas). A propaganda é tão enganosa que a maioria da população, trabalhadores explorados, acabam comprando estas idéias e defendem a construção de avenidas, mesmo sendo obrigados a efetuar locomoção diária em um sistema de transporte coletivo realizado com número reduzido de ônibus, sucateados e barulhentos, sem cobrador e atrasos frequentes no horario dos itinerários. Esta elite bauruense acha que é dona da cidade e se acha no direito exclusivo de decidir o futuro de Bauru. O caso mais recente das operações dessa elite reacionária e de seu jornal impresso ( o principal da cidade) foi a campanha descarada pela continuidade da abertra do comércio local aos domingos. Esses reacionários divulgaram na imprensa que “domingo é dia normal de trabalho”, que “Bauru não pode parar no tempo” e que “as empresas vão sair da cidade”. Isso porque todo bauruense sabe que os patrões não respeitam as leis trabalhistas, principalmente no comércio central.
    Não é de se estranhar que uma elite com essas qualidades, quando se aventurou à administrar o Esporte Clube Noroeste, quando parou de entrar o dinheiro da ferrovia, transformou o clube, então consolidado e já tradicional, em um time de sobe e desce, mais pra baixo que para cima. Assim, não foi por acaso que “alguem de fora”, empresário bem sucedido e ligado a um time “grande” tenha conseguido se instalar na direção do Noroeste. O atal mandatário se acha no direito de ficar no cargo ad infinitum. Ele, de fato, realizou uma série de benfeitorias, mas insiste em não cumprir o estatuto e divulgar os balancetes, mesmo alegando que “é o único que coloca dinheiro e que está no prejuízo”. Ele alega que “os empresários da cidade não ajudam”. Mas quem são mesmo esses empresários da cidade? São os membros dessa elite reacionária, que vive de fazer bajulações. Então, juntou a fome com a vontade de comer: o atual mandatário adora ser bajulado e membros da elite local,que adora bajular aqueles que são mais poderosos que ela, rapidamente se acomodarm em cargos secundários na administração do Noroeste, esperando as oportunidades tipicas de um chupim.
    Com tudo isso, é dificil acreditar na possibilidade de que alguma coisa mude no Esporte Clube Noroeste. Talvez daqui a 50 anos, se o clube continuar existindo, nós, torcedores, teremos de continuar assistindo jogo somente atrás dos gols.
    Não quero parecer pessimista. Ao contrário, acho louvável a idéia de um movimento por um Noroeste com a cara de Bauru.
    Mas que Bauru é essa?
    Bauruense com muito orgulho, Noroestino, não tenho vergonha de falar pORta, amOR, e ser chamado de caipira ou interiorano quando estou no Rio ou em São Paulo – capital. Por isso, o Noroeste jamais pode ter a cara das pessimas instituições consolidadas na cidade, vendidas para nós como algo “de Bauru”, que na verdade são um lixo pela qualidade e pelo o que representa na história como, por exemplo, a empresa de onibus que praticamente tem o monopolio da linha até São Paulo, cujo dono enriqueceu aproveitando o sucatemaneto das nossas ferrovias, a empresa de caderno, que explorou a mão de obra da maioria das familia bauruenses ao longo de anos para enriquecer apenas uma familia, o principal jornal impresso local, de pessima qualidade, verdadeiro instrumento de propaganda da elite reacionaria local, sem falar, é claro, naquele lixo chamdo “bauruzinho”.
    Mas enfim, ainda acredito que um dia conseguirei me associar e quem sabe o Noroeste seja mantido apenas pelos seus sócios, bauruenses verdadeiros, acostumados com atitudes simples, mas que essa elite local, cristalizada no clube, jamais ousou fazer na vida: ir a pé ou de ônibus até o estádio e assistir o jogo atrás dos gols debaixo da sombra natural dos eucaliptos ou sob o sol da Benedito Eleutério.
    PS. fiquei sabendo agora que tentaram mudar o nome do estádio para “Damião Garcida”. Estamos no fundo do poço.

  13. Como colaborador do Bauru Basket, agradeço o Canhota10 por citá-lo como exemplo. Hoje o Bauru Basket vive um momento de renovação, com uma diretoria atuante, formada por pessoas dos mais diversos ramos de atividade (comerciante, empresário, dentista, professor, advogado, etc.). Todos sabem que o time ainda tem muito o que melhorar, mas com a certeza de que estão no caminho certo. A ideia é ampliar cada vez mais o relacionamento com o torcedor, que é o maior patrimônio de uma equipe. E, mesmo lutando contra algumas limitação, como a de espaço (ginásio), por exemplo, nos esforçamos para manter vivo esse que é um dos poucos motivos de entretenimento do povo bauruense.

  14. MOACIR disse:

    OLA GABRIEL, POIS VOCEIS LUTANDO CONTRA TUDO E TODOS ,E A PANELA DO NOROESTE ESTA LA AS MOSCAS NINHO DE POMBA,SE DETERIORANDO,CHOVENDO DENTRO TOTAL ABANDONO,NAO CUSTARIA NADA O CONSELHO DO ECN,SE TAO COPETENTE,DIZ SER TAO BAURUENSES,E O SEU PATRAO DAMIAO FAZER ALGUM ACORDO SEJA LA COM QUEM FOR OU AO MENOS ALUGAR A QUADRA,POR UM PREÇO SIMBOLICO JA QUE SEU DAMIAO NAO PRECISA DE DINHEIRO ,O MKT DO NORUSCA NAO ENCONTRA UMA SOLUÇAO.

  15. Reynaldo Grillo disse:

    Thiago ….Parabens pelo seu comentario .Para mim tudo aquilo la continua sendo Complexo Alfredo de Castilho.