CANHOTA 10

Pantera atropela o Norusca!

De Bauru
(ligado no Jornada Esportiva)

Eu não vi o jogo. Eu ouvi. O melhor a fazer, então, é abrir aspas para quem viu de perto o totó de 3 a 0 que o Penapolense (“o” porque é o Clube Atlético Penapolense) aplicou no Noroeste nesta manhã de domingo (8/8), em partida adiada da terceira rodada da Copa Paulista. Declarações  dadas ao repórter Thiago Navarro, que fez bom e rápido trabalho à beira do campo.

Como foi o jogo? “Horrível. Faltou atitude”, resumiu o treinador Marcos Antônio Ribeiro. O lateral-direito Rafael Mineiro também tem sua versão, cometendo o ato falho de usar palavrão com o microfone ligado: “Entramos desligados, aí é foda correr atrás”.

Já o goleiro Yuri,que salvou o Noroeste de uma goleada maior, foi mais direto. “Foi uma equipe apática, sem vergonha na cara. Essa palhaçada não é coisa de homem. Com todo o respeito, mas tomar pancada de 3 a 0 de Penapolense é falta de vergonha. Esse time precisa ter vontade de vencer”.

Por fim, a entrevista mais esperada. O treinador principal, Luciano Dias, foi questionado pelos repórteres bauruenses sobre sua atuação fora da beira do gramado. Ele argumentou que precisará viajar bastante para assistir in loco a jogadores que interessam ao clube. “Toda a comissão técnica conhece o time, isso independe da minha presença. Não preciso estar dentro de campo para os jogadores honrarem o Noroeste e, principalmente, o Seo Damião, que paga em dia e dá condições para eles trabalharem. O que se viu hoje foi vergonhoso, vexatório”.

O carrasco do dia, o atacante penapolense Luciano Gigante, resumiu bem qual é o espírito de quem disputa a Copa Paulista – que sirva de exemplo para os alvirrubros: “Não interessa se é primeira, segunda, terceira divisão ou Copa Paulista. Eu me esforço e me dedico porque aqui está o meu ganha pão, o sustento da minha família”. Falou e disse.

O JOGO

Pressionando desde o início da partida, principalmente pelo lado direito, com o ala Ferrinho, o Penapolense assusta aos 15, quando o camisa 2 chuta forte, Yuri rebate e Luciano Gigante o obriga a fazer nova defesa.

Aos 24, o primeiro gol. A exemplo do que havia feito na estreia contra o Marília, Luciano Gigante cobra perfeita falta sobre a barreira e manda a bola no ângulo.

O Noroeste só chega aos 37. Tabela entre Cleverson e Juninho, passe para Rafael Mineiro, que chuta travado, ganhando escanteio. Cinco minutos depois, mais uma bola na rede. Contra-ataque após erro de Lello e Ferrinho cruza da direita para Peres, na segunda trave, completar de cabeça.

Nas entrevista do intervalo, sem cerimônia, os meias noroestinos culpam os volantes pelo péssimo primeiro tempo. “Os volantes têm que nos ajudar um pouquinho mais na saída de bola”, diz Almir Dias. “Sempre é difícil, para quem está na frente, quando a bola não sai com qualidade lá atrás”, decreta Cleverson, que não volta para a segunda etapa, substituído por Willian Leandro – assim como Lello, que dá lugar ao estreante Deivid.

O jogo recomeça igual: a Pantera da Noroeste jogando com velocidade e troca envolvente de passes. Yuri evita gol de Gigante aos 6, Anderson Cavalo cabeceia com perigo aos 7. No minuto seguinte, o alvirrubro chega com Almir Dias, que cruza para Adilson Souza cabecear sobre o gol.

O Penapolense fecha a conta aos 9 minutos. Alê cruza da esquerda e a bola encontra o goleador na área. O pequenino Luciano Gigante não perdoa. 3 a 0.

Marcos Antônio, provavelmente seguindo orientação de Luciano Dias pelo celular, coloca Geilson no lugar de Roque para evitar o caminhão de gols que se anunciava. Abdica do gol de honra e fecha a zaga. Mesmo assim, a Pantera segue de garras afiadas: aos 25, Dominguinho dá belo passe para Alê chutar forte; Yuri desvia para escanteio.

Como no primeiro tempo, o Norusca só chega com perigo bem tarde. Aos 35, o goleiro Ricardo salva o que seria o primeiro gol noroestino, em jogada de escateio desviada por Geilson. Cinco minutos depois, Aidar recebe de Almir Dias e, da entrada da área, limpa o zagueiro e chuta pra fora, raspando a trave.

O jogo termina para alívio alvirrubro e alegria do público local, registrado oficialmente como 135 pagantes – e muitos entrando na faixa.

Noroeste Penapolense Copa Paulista 2010

Comentários

  1. Reynaldo Grillo disse:

    O Noroeste e simplesmente um time composto de alguns jogadores sem condicoes tecnicas e ainda por cima mal treinados. So Deus sabe o porque da insistencia dos dois treinadores do Noroeste sempre colocarem pra atuarem jogadores de condicoes tecnicas duvidosas. Deve haver alguma razao particular. Nao existe outra explicacao. O time e ruim e se continuar assim para o paulistao teremos mais surpresas desagradaveis. A torcida noroestina nao e trouxa…E depois querem que ela compareca ao Alfredao pra presenciar esses fiascos.O que vemos, e isto ja vem acontecendo a muito tempo e um Norusca mal administrado e com reflexos dentro de campo. Pobre Norusca!

  2. Antes de mais nada obrigado pela audiência BH. Hoje foi um daqueles dias que ficamos envergonhados. Não é fácil sair de casa às 6 da manhã e ver um papelão desses. Não faltou apenas atitude, está faltando qualidade técnica ao Noroeste. Alguns jogadores não estão mostrando qualidade na copinha, imagine então para o paulistão. Mais vergonhosa que atuação noroestina foi o borderô do jogo. Num estádio onde tinhámos quase mil pessoas, é vergonhoso afirmar que só tivemos 135 pagantes. Lamentável. Abraços e parabéns pelo site.

  3. Alexandre disse:

    Começo a temer pelo Paulista em 2011. Um clube que não mantem uma continuidade e um planejamento está fadado ao fracasso sempre. E nada muda, ou essa diretoria é miope ou pouco se importa com o Norusca e com seus torcedores, e nós continuamos a passar vergonha.

  4. MOACIR disse:

    ESTA COMISSAO TECNICA TA DE BRINCADEIRA COM OS TORCEDORES,ESTAO TREINANDO A TRES MESES,AGORA VEM FALAR QUE FALTA CONDIÇOES TECNICA, O TECNICO MASCARADO TEM VERGONHA DE FICAR NO BANCO,MAS NA HORA DE RECEBER O PAGAMENTO NAO TEM, FALA QUE TEM QUE VIAJAR POIS SE TODOS OS JOGOS ELE ESTA NA TRIBUNA,O TIME ESTA INCHADO, NAO TEM COMANDO.